17 de Agosto de 2017
17º/30º
ENTRETENIMENTO » MUITO BRILHO
22/09/2015

Assisense brilha na abertura do Rock In Rio 2015

Joyce Cândido nascida em Assis e criada em Maracaí abre o Rock In Rio e dá um show à parte

Joyce Cândido, que nasceu em Assis e cresceu em Maracaí, deu um show no primeiro dia do Rock In Rio 2015, ao lado de Carlinhos de Jesus e outras personalidades importantes do cenário musical, tanto nacional quanto internacional. Mas, o depoimento da moça antes do show já mostra a euforia dela e de toda a plateia. "Estou cheia de energia boa para transmitir para todo mundo e claro, com aquele friozinho na barriga", diz nos bastidores do evento.

Joyce Cândido já é considerada um dos nomes mais quentes da nova geração do samba, foi a responsável por abrir o primeiro dia da edição 2015 do Rock In Rio, que comemora os 30 anos do Festival.

Durante a apresentação Joyce Cândido, que usava um vestido azul royal e salto alto, segurou o público que passava pelo local e atraiu todas as gerações que paravam para ver e ouvir a musa, de voz doce e samba no pé.

O espetáculo durou cerca de 50 minutos. Joyce Cândido cantou "O que sinto", música própria, em parceria com Roberto Pontes; sucessos de Dorival Caymmi; Luiz Gonzaga; Edu Lobo. O ápice ficou para "Geni e o zepelim", composta por Chico Buarque para a "Ópera do Malandro".

E, como não podia deixar de ser, visto ser amiga pessoal de Chico Buarque, Joyce declarou-se: "Vocês não se espantem com essa aqui não, mas é de um musical que eu adoro", comentou animada, antes de interpretar a composição, abusando dos gestos e feições teatrais.

Abrindo o Festival, Joyce Cândido não hesitou em pedir reforço ao amigo Carlinhos de Jesus, que dançou ao lado da morena "Cê pó pará", e ainda fez uma confissão após a apresentação: "Gente, vocês nos perdoem, mas nós ensaiamos só uma vez rapidinho antes do show".

Joyce cantou "Aos 27", de Edu Krieger, que fala sobre os grandes nomes musicais que morreram aos 27 anos – Amy Winehouse, Janis Joplin, Jimmy Hendrix, Noel Rosa, entre outros, e que dá um ar mais rock’n roll à MPB de Joyce. Eles estão na canção e o refrão diz: 'Rock anda roll para valer foi Noel Rosa, que partiu sem chegar aos 27'.

"Acho que foi uma surpresa para o público, mas eu sempre aposto na música brasileira. Hoje, eu misturei algumas guitarras e até um pouco de baião, mas meu carro-chefe é mesmo o samba, e acho que esse gênero tem uma força tão imensa que é impossível não gostar. Quem não gosta, bom sujeito não é", diz Joyce em ritmo musical parafraseando Caymmi.



Joyce Cândido e Carlinhos de Jesus na abertura do Rock In Rio 2015


Redação AssisCity
+ VEJA TAMBÉM