19 de Outubro de 2017
17º/30º
ENTRETENIMENTO » VÍDEOS
10/08/2016

Jovem investe em vídeos de maquiagem para deficientes auditivos, em Assis

Nathalia Domingues iniciou o projeto recentemente e pretende expandi-lo

A jovem Nathalia Domingues, de 21 anos, teve uma ideia inovadora: ela abriu um canal destinado especialmente para deficientes auditivos. Com apenas um vídeo, lançado na semana passada e que já tem mais de 300 visualizações, a jovem dá dicas sobre maquiagem e bem-estar em libras.

Naty é de Votuporanga – SP e veio para Assis estudar Letras na UNESP. Formada no início deste ano, ela continua em Assis e diz que sempre foi um desejo trabalhar com o público portador dessa deficiência.

"Tudo começou há cerca de sete anos atrás, quando eu conheci uma menina que era surda. Nós fazíamos balé juntas e um dia ela pediu para que eu a interpretasse durante a aula. Desde então nos tornamos muito amigas e eu fui me interessando cada vez mais pelas libras. Aprendi muito com ela e também fiz alguns cursos para aprofundar meu conhecimento", explica.

A jovem buscou fazer Letras justamente para poder aprender mais da língua de sinais, além de desenvolver pesquisas sobre esse assunto.

"Quando eu vim para a faculdade, pensei que houvesse uma disciplina na graduação específica para libras, mas não encontrei. Pensei em uma maneira de ajudar os deficientes auditivos durante os quatro anos do curso e agora consegui colocar essa ideia em prática, com o canal. Ainda estou no começo, pretendo melhorar a qualidade das imagens, mas o importante é que o primeiro passo foi dado", afirma.

O canal conseguiu reunir duas grandes paixões de Naty: as libras e a maquiagem.

"Eu sempre gostei muito de maquiagem e há cerca de dois anos tenho trabalhado com isso. Grande parte do que eu aprendi foi vendo vídeos e outros canais no Youtube, então pensei porque não ajudar outras pessoas da mesma maneira? E mais ainda, porque não direcionar esse aprendizado para os deficientes auditivos, que muitas vezes são esquecidos pelos meios de comunicação?", questiona.

Durante a graduação, Naty buscou desenvolver pesquisa sobre educação especial e o objetivo é poder dar continuidade a ela.

"Agora, depois de formada, pretendo prestar o mestrado e seguir posteriormente com o doutorado. Meu principal objetivo sempre foi formar as pessoas para que elas também possam formar outras. Gostaria de poder dar as minhas aulas em libras, para que a língua de sinais possa se expandir cada vez mais. É uma área que ainda precisa de divulgação e interesse. Sei que é um caminho longo, mas estou subindo as escadinhas", conclui.

Para acompanhar o trabalho de Naty, acesse o canal Naty M. Domingues – Make in Libras.


Nathalia Domingues




Redação AssisCity
+ VEJA TAMBÉM