21 de Novembro de 2017
17º/30º
NOTÍCIAS » REGIÃO
06/01/2017

Especialista dá dicas para identificar golpe do 'IPVA falso' no estado de SP

Para paulistas, cobrança verdadeira não vem em boleto bancário. Quem tiver feito o pagamento indevido deve registrar Boletim de Ocorrência.

Um novo golpe tem feito com que proprietários de veículos do estado de São Paulo façam um pagamento que não corresponde à cobrança verdadeira do IPVA. O Presidente da Associação dos Despachantes de Campinas, Oswaldo Redaelli Filho, dá dicas para identificar a diferença entre as duas cobranças e escapar das quadrilhas.

(ATUALIZAÇÃO: na tarde desta quarta-feira, 6, a Secretaria da Fazenda voltou atrás e disse que o suposto golpe do boleto "pode ter sido um boato". A secretaria informou não ter encontrado "nenhum caso material que comprove a fraude".

"O que você vai diferenciar da guia correta é realmente o código de barras (...). Nós observamos que o código de barras começa com o mesmo número, termina com o mesmo número, porém no meio tem uma numeração diferente", explica.

Ele afirma que uma diferença importante é que, no estado de São Paulo, o IPVA não é pago na forma de boleto (saiba que estados enviam boletos e como verificar a autenticidade deles).

O que os proprietários paulistas recebem é apenas um lembrete do pagamento, que deve ser feito diretamente no banco, como reforça a Secretaria da Fazenda:

"O aviso (...) não é boleto nem guia de pagamento e traz informações sobre o valor do imposto. A quitação deverá ser feita respeitando o calendário, de acordo com a placa do veículo."

O motorista deve se dirigir ao banco com o documento do veículo, de acordo com o especialista. "Lá eles vão pegar o número do Renavam [Registro Nacional de Veículos Automotores> com o número da placa do veículo e assim fazer o pagamento de acordo com o que o proprietário optar", explica. O IPVA pode ser pago em cota única ou parcelado.

Para quem já realizou o pagamento indevido, é preciso fazer um registro de Boletim de Ocorrência e pagar, novamente, desta vez da forma correta, o imposto sobre o veículo.



G1
+ VEJA TAMBÉM