16 de Agosto de 2017
17º/30º
NOTÍCIAS » LOCAL
11/01/2017

Passageiros de empresa de ônibus esperam por mais de 2 horas para embarcar em Assis

Passageira afirma que empresa vendeu 44 passagens para 40 lugares

Na noite da segunda-feira, 9, os usuários da empresa de ônibus Andorinha esperaram por aproximadamente duas horas e trinta minutosn para embarcarem em Assis. A usuária Laís Mariano Zanin, de 26 anos, declara que foram vendidas 44 passagens para 40 lugares, fato que ocasionou na espera para a realocação dos passageiros.

"Todo esse problema aconteceu porque um funcionário da empresa em Presidente Prudente inverteu o mapa dos ônibus e mandou um com 40 lugares para 44 passagens vendidas. Como se não bastasse o erro, o problema em Assis não estava sendo resolvido, o que mostra o despreparo nestas situações. Os passageiros ficaram nervosos e alterados, a Polícia foi chamada, mas não pôde fazer nada", denuncia.

A passageira, cujo destino final foi Santos, entrou em contato com a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (ARTESP), e foi informada que a reclamação só pode ser feita após o contato com o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) da Andorinha.

"No SAC, o atendente apesar de educado não conseguia resolver o meu problema e dos demais passageiros. Ele afirmou que iria protocolar a minha reclamação, me informou que o sistema estava fora do ar, e pediu para eu ligar mais tarde. Finalmente, depois de duas horas e trinta minutos fomos realocados e seguimos a viagem. Acho um absurdo esse tipo de problema, causa um prejuízo muito grande para diversas pessoas; muitos têm o compromisso de chegar em horários determinados aos seus locais de destinos", afirma.

Depois, Laís conseguiu protocolar a sua reclamação e disse que o atendente da empresa dará uma resposta aos passageiros afetados. "Serei ressarcida por danos morais, vou aguardar a resposta da Andorinha para abrir um protocolo junto à ARTESP", conta.

A reportagem do AssisCity procurou o SAC da Andorinha e foi informada que só poderia falar sobre o caso se a denunciante apresentar o número de protocolo do atendimento.


Passageiros esperam por duas horas e meia após erro em venda de passagens



Redação AssisCity / Foto: Divulgação
+ VEJA TAMBÉM