19 de Outubro de 2017
17º/30º
ENTRETENIMENTO » COMPORTAMENTO
10/01/2017

Angelina Jolie e Brad Pitt utilizarão juiz particular para divórcio

Atores querem privacidade sobre detalhes de separação e chegaram a acordo para manter documentos sob sigilo.

Em busca de privacidade sobre os detalhes de seu divórcio, a atriz Angelina Jolie e o ator Brad Pitt utilizarão um juiz particular no processo, informaram em nota enviada à CNN nesta segunda-feira (9).

Os dois chegaram a um acordo para manter todos os documentos do divórcio e ações subsequentes sob sigilo, a fim de "preservar os direitos de privacidade de seus filhos e familiares", disse o casal no texto conjunto. Advogados e representantes dos atores contatados pela Reuters não estavam disponíveis para comentários.

A atriz vencedora do Oscar pediu divórcio em setembro em Los Angeles, citando diferenças irreconciliáveis com o ex-marido, segundo documentos judiciais. A data de separação mencionada foi 15 de setembro. O rompimento foi repentino, seguindo um incidente no qual Pitt teria perdido a paciência na frente de pelo menos um de seus seis filhos.

Jolie busca a custódia integral das crianças, com direito de visita de Pitt, mas não quer o apoio do pai na criação dos filhos. Em novembro, Pitt foi inocentado de alegações de conduta abusiva e pediu a custódia compartilhada.

O comunicado conjunto foi divulgado um mês após um juiz ter negado a Pitt uma audiência de emergência na qual ele buscou o sigilo de todos os documentos do divórcio, de acordo com a CNN
Conhecidos como "Brangelina", Jolie e Pitt foram um dos casais mais poderosos do mundo do entretenimento, principalmente por causa de seus filmes bem-sucedidos e de seu ativismo. Eles se casaram em 2014, após uma década juntos.



G1
+ VEJA TAMBÉM