SAÚDE

10/01/2017 -- 17:19

Saúde de Assis inicia processo de licitação para novos aparelhos e medicamentos

Há várias demandas emergenciais a serem corrigidas

Facebook
Twitter
Google +
Whatsapp
Surgerir Pauta
Comunicar Erro

A Secretaria Municipal da Saúde de Assis, após balanço realizado em seus departamentos, constatou, recentemente, várias demandas a serem corrigidas e que são consideradas de caráter emergencial para o Município, das quais a falta de medicação nas Unidades Básicas de Saúde e a compra de novos aparelhos estão entre as prioridades momentâneas.

O secretário responsável, Fabiano Morelli, destaca que, nesse inicio de gestão, a maior preocupação é saber quais são as situações emergenciais e posteriormente, a correção das mesmas. "Identificamos um estoque praticamente zerado de medicamentos nas Unidades Básicas, o que gera transtorno aos usuários que dependem, diariamente, dos respectivos remédios. A saúde pública não pode parar e a situação da falta de remédios é inadmissível, já que quando se trata de pessoas precisamos dar toda a atenção", afirma.

Morelli aponta ainda outra demanda que está prejudicando o usuário, que é a demora na realização de exames, pois há pacientes que aguardam meses para a liberação dos mesmos e para agilizar essa questão novos aparelhos serão adquiridos, dentre eles ultrassonografia, endoscopia e oftalmologia. Tanto os medicamentos quanto os aparelhos já estão em processo licitatório.

O secretário salienta que quando o assunto é saúde a população não pode aguardar meses para o atendimento, seja para uma consulta ou realização de exames. "Para o agendamento de consultas, futuramente a intenção é planejar um projeto piloto sistematizado, que garantirá que o usuário agende sua consulta sem sair de sua casa. Quanto aos exames, com a aquisição de novos aparelhos, buscaremos atender, inclusive, a demanda reprimida de pacientes que estão na fila de espera aguardando seus exames", comenta.



Assessoria PMA
Leia também!
AUXÍLIO
Doação de medicamentos ajuda pessoas que precisam e não têm condições de comprar
A doação ajuda pessoas que precisam e não têm condições de comprar medicamentos
BRASÍLIA
OSS SANTA CASA SOLICITA APOIO PARA RICARDO BARROS, MINISTRO DA SAÚDE
REGIONAL DE ASSIS
Morte de recém nascida com má formação é registrada no Hospital8
Foi dada à luz a criança do sexo feminino, que estava sem vida
PESQUISA
INCOR recruta voluntários para estudo sobre vinho e flora intestinal
Podem participar homens, entre 45 e 70 anos de idade, que possam beber vinho
CAUSA
40% dos infartados têm como causa a pressão alta
Hipertensão é uma "inimiga silenciosa"
REQUERIMENTO
Professora Dedé volta a pedir melhorias à UPA25
Em requerimento, a vereadora solicita informações a respeito do serviço e do atendimento prestado aos pacientes
Acesse a versão clássica
Redecity. © 2017
Google Twitter Whatsapp Facebook