SAÚDE

17/06/2017 -- 08:34

Ministério da Saúde lança campanha para incentivar doação de sangue

Campanha tem como objetivo reafirmar a importância do ato e incentivar novos voluntários

Facebook
Twitter
Google +
Whatsapp
Surgerir Pauta
Comunicar Erro

Reforçar a importância da doação, sensibilizar novos voluntários e fidelizar doadores existentes são os objetivos da Campanha Nacional de Doação de Sangue de 2017. Com o Slogan "Doe Sangue regularmente e ajude a quem precisa", a campanha foi lançada nesta quarta-feira, Dia Mundial do Doador de Sangue.

No Brasil, cerca de 3,5 milhões de pessoas realizam transfusão de sangue. Ao todo, existem no país 27 hemocentros coordenadores e 500 serviços de coleta. Atualmente, 1,8% da população brasileira doa sangue. Embora o percentual fique dentro dos parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS) - de pelo menos 1% da população - o Ministério da Saúde tem trabalhado para aumentar a taxa.

A expectativa para este ano é reforçar a importância dessa atitude. Para isso, a campanha, que começa a ser veiculada a partir desta quarta-feira (14), contará com jingle, vídeo e peças para redes sociais, além da distribuição de material gráfico nos estabelecimentos de saúde de todo país.

No mês de junho, o Ministério da Saúde vem identificando uma modificação da rotina dos doadores de sangue, em decorrência das proximidades com as férias escolares, dos feriados de São João e mudança de estação. Tudo isso tem ocasionado uma baixa nos estoques de sangue no Brasil. A campanha visa uma mudança desse cenário, incentivado e fortalecendo a doação de sangue no país.

O perfil dos doadores de sangue se mantém estável ao longo dos últimos anos. Do total de doadores, 60% são do sexo masculino e 40% do sexo feminino. O maior percentual está na faixa etária a partir dos 29 anos, com 58% do total dos doadores, enquanto as pessoas de 16 a 29 anos representam 42%.

Condições para doar

No Brasil, pessoas entre 16 e 69 anos podem doar sangue. Para os menores de 18 anos é necessário o consentimento dos responsáveis e, entre 60 e 69 anos, a pessoa só poderá doar se já o tiver feito antes dos 60 anos. Além disso, é preciso pesar, no mínimo, 50 quilos e estar em bom estado de saúde. O candidato deve estar descansado, não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação e não estar de jejum. No dia, é imprescindível levar documento de identidade com foto.

A frequência máxima é de quatro doações anuais para o homem e de três doações anuais para a mulher. O intervalo mínimo deve ser de dois meses para os homens e de três meses para as mulheres. A doação é 100% voluntária e beneficia qualquer pessoa, independente de parentesco com o doador. É importante lembrar que o sangue é essencial para os atendimentos de urgência, realização de cirurgias de grande porte e tratamento de pessoas com doenças crônicas, como a Doença Falciforme e a Talassemia, além de doenças oncológicas variadas que, frequentemente, necessitam de transfusão.

O Brasil é referência em doação de sangue na América Latina, Caribe e África. Desde 2009, a experiência brasileira é utilizada em cooperações técnicas com mais de 10 países para o fortalecimento e desenvolvimento da promoção da doação voluntária de sangue, qualificação da atenção integral à pessoa com Doença Falciforme e aperfeiçoamento da produção de hemocomponentes. Honduras, El Salvador e República Dominicana são exemplos de parceiros em projetos para o fortalecimento da doação voluntária de sangue.

Em 2016, o Ministério da Saúde, investiu mais de R$ 1 bilhão na rede de sangue e hemoderivados (hemorrede). Os recursos foram destinados ao fortalecimento da rede nacional do SUS para a modernização das unidades, qualificação dos profissionais e processos de produção da Hemorrede, além do fornecimento de medicamentos de alto custo a pacientes. Os investimentos incluem ainda a qualificação dos programas de atenção integral à pessoa com Doença Falciforme e aperfeiçoamento da produção de hemocomponentes.


Redação Folha do Povo
Leia também!
IMUNIZAÇÃO
Campanha de Vacinação da Gripe é prorrogada até 7 de julho
Basta procurar a Unidade de Saúde para se imunizar
DEMORA
Vereador pede agilidade em fornecimento de 234 aparelhos auditivos
A demanda reprimida é desde 212
PROPOSTAS
ANS propõe que planos de saúde arquem com novos remédios contra câncer
População pode contribuir em consulta pública no site da agência até 26 de julho
BLOGUEIRA
Obra traz mais de 150 receitas veganas práticas e rápidas de preparar1
Os segredos veganos de Isa, primeiro lançamento no Brasil da renomada blogueira americana Isa Chandra Moskowitz, vai fazer o público pilotar o fogão sem estresse, preparando delícias em poucos minutos
PERIGO
Anvisa suspende venda e uso de lotes de anticoncepcional Gynera1
Segundo a agência, o medicamento apresentou resultado insatisfatório em testes e foi classificado como de "alto risco" à saúde
VACINAÇÃO
Centro de Vacinação Imunne Assis expande e vira rede
Além de Assis, a Imunne também está presente em Marília e Tupã
Acesse a versão clássica
Redecity. © 2017
Google Twitter Whatsapp Facebook