25 de Novembro de 2017
17º/30º
NOTÍCIAS » LOCAL

Auxiliar de enfermagem reclama ter sido multada indevidamente

Diretor de DMTA pediu para cidadã procurar DMTA e impetrar recurso

A intensificação da fiscalização do trânsito assisense pelo Departamento Municipal de Trânsito de Assis (DMTA) nestes últimos meses tem gerado diversas reclamações por parte dos motoristas que cometem infrações ou por aqueles que alegam multas injustas.

A auxiliar de enfermagem de 37 anos, Valéria Nogueira Fagundes, reclama que levou uma multa injusta no dia 5 de maio, às 15h27, na Avenida Dom Antônio, em frente ao numeral 847.

"A multa que levei foi por estar sem o cinto de seguranças. Digo que a infração não é minha, porque o carro multado é um Fiat Pálio, cinza, e eu tenho um Corsa, da mesma cor, mas com placa diferente. Se eu tiver que pagar por esta infração, vou levar cinco pontos na carteira e desembolsar R$195,23", disse.

Valéria relata ainda que no momento da infração estava em seu local de trabalho. "Acho injusta a multa, primeiro que multaram o carro errado, posso comprovar e ainda estava trabalhando no momento. Vou recorrer, vou procurar o Departamento de Trânsito", afirma.

A reportagem do AssisCity procurou o diretor do DMTA, Leonardo Godói, que pediu para Valéria procurar o Departamento, pois pode ter havido um equívoco.

"Ela deve procurar o Departamento Municipal de Trânsito para impetrar um recurso alegando que o veículo não é seu. Pode ter ocorrido um erro de digitação da placa, por isso a multa pode ter ido para outro carro, isto é passível de acontecer", esclarece Godói.


Multa sofrida pela munícipe



Valéria Nogueira Fagundes



Leonardo Godói


Redação AssisCity / Foto: Divulgação/ AssisCity
+ VEJA TAMBÉM