18 de Janeiro de 2019
17º/30º
NOTÍCIAS » LOCAL

Fema apresenta Projeto do curso de Medicina para Assis

Metodologia de aprendizagem ativa adotada no Projeto da Fema é tendência mundial e já é utilizada por Harvard.

A Fundação Educacional do Município de Assis – Fema, mais uma vez deixa sua marca na história do ensino universitário da região. Isso porque, na noite da última terça-feira, dia 21, a Direção e Conselho Curador da Fema realizaram a apresentação do Projeto do curso de Medicina da Fundação. A proposta, considerada ousada, garante uma oportunidade única de revolucionar o cenário do ensino universitário da região e também oportunizar mais saúde as comunidades.

O lançamento do Projeto, que reúne cerca de 500 páginas, contou com a presença de autoridades, professores e colaboradores da Fema, imprensa e comunidade em geral. A abertura da apresentação foi marcada pelas falas do Diretor da Fundação, Prof. Ms. Eduardo Augusto Vella Gonçalves, do presidente do Conselho Curador da instituição Prof. Dr. Ulysses Telles Guariba Netto, pela vice-prefeita Dra. Lenilda Ramos e, representando a Câmara Municipal de Assis, o vereador Thiago Hernandes. Também acompanharam a apresentação os vereadores, Alcides Coelho, Reinaldo Nunes e Alexandre Cobra Vêncio, membros do Conselho Curador da Fema, Hélio Paiva Matos, Maurício Dorta, representantes da Santa Casa de Misericórdia, médicos, e de representantes outras instituições relacionadas à área da saúde de Assis.

O Projeto do curso foi elaborado por um grupo de consultores, tendo como representante o Dr. José Lucio Martins Machado, que na noite do dia 20 proferiu a apresentação.

Dr. José Lucio mostrou muita segurança ao falar das condições para a efetivação do curso de Medicina na Fema e sua segurança foi justificada, visto a competência e qualidade do Projeto apresentando por ele. Para ele, a Fema sai na frente pelo apoio que vem recebendo da coletividade e das forças políticas locais, para a implantação do curso, que segundo ele tem como foco principal, o ganho de saúde da população local. O Projeto apresentado ainda promove conceitos importantes de universalização do atendimento, de acesso a saúde, acesso de jovens, que poderão pensara cursar uma faculdade de medicina. O que segundo o consultor, já demonstra que todos os envolvidos neste processo estão pensando no futuro.

Segundo ele, o Projeto do curso de Medicina da Fema conta com o que há de mais moderno do ponto de vista de pensamento de formação médica e que traz princípios importantes.
"O primeiro deles é aprender dentro da vivência do mundo real, então neste sentido, toda a rede de atenção à saúde estruturada pelas suas unidades, unidades de emergência, unidades de saúde da família, hospitais de Assis passará a ser campo e cenário, de vivências e de práticas, tanto de professores, como de estudantes e dos profissionais de saúde, que aqui trabalham. Todos os profissionais ligados a rede passarão por um processo de capacitação, de desenvolvimento da prática de preceptoria, de docência, para que possam orientar os estudantes e serem modelos destas vivências. Então isso já é inovador, pois você estará transformando o espaço de Assis numa grande escola de formação de profissionais da área da saúde, através da Medicina e de outros cursos que virão junto. E para dar potencia à isso, nós utilizamos, o que chamamos de metodologias ativas de ensino aprendizagem, ou seja, aquelas que motivam o jovem atual,...estudantes de uma nova geração, que estão ligados nas redes sociais e que estão ligados em aprender através de multimídias. Então, para isso precisamos de um Projeto, que dê conta disso, que coloque estes indivíduos motivados a aprender...e, para isso precisamos também transformar o papel do professor, num papel motivador deste individuo. Estes são os princípios que trouxemos neste Projeto e que estaremos, numa vivência longa com a comunidade de Assis, com os médicos, com os enfermeiros e profissionais de saúde , desenvolvendo. Este é um Projeto grandioso para a cidade e no qual todo mundo irá ganhar muito".

A proposta de implantar o curso de Medicina na Fema vem desde 2013, com o anúncio do Governo Federal de ampliação dos cursos de Medicina no país, por meio do Programa Mais Médicos. Em dezembro do ano passado, a proposta ganhou ainda mais força com a divulgação pelo MEC da lista de municípios autorizados a implantarem o curso de Medicina, entre eles, a cidade de Assis.

Desde então, as diversas forças e lideranças locais tem se empenhado na implantação do curso. A Fema, já reconhecida como uma instituição de ensino de qualidade e de caráter municipal assumiu a liderança pela proposta e vem trabalhando no sentido de oferecer esta grande oportunidade de formação profissional para Assis e região. A proposta de implantar o curso de Medicina na Fema, ainda ganhou o apoio do Consórcio Intermunicipal do Vale do Paranapanema – Civap, que por meio das 24 Prefeituras Consorciadas demonstrou apoio ao Projeto.

Para o diretor da Fundação, Prof. Ms. Eduardo Vella, o curso de Medicina significa muito para a Fema, por promover o fortalecimento da instituição de ensino e principalmente por oportunizar mais possibilidades de atendimento a comunidade nas áreas de educação e saúde.

"O curso de Medicina vem somar e agregar a área de saúde da instituição. Hoje nós temos o curso de Enfermagem e estamos pleiteando, junto ao Conselho Estadual de Educação, o curso de Fisioterapia, que está praticamente aprovado. Assim, a confirmação do curso de Medicina na nossa instituição permitirá a Fema o oferecimento de três cursos nesta área, fortalecendo a área da saúde da Fema, que é de suma importância no processo de transformação da Fundação em Centro Universitário e, posteriormente, em Universidade. Um curso da magnitude do curso de Medicina irá, sem dúvida, oportunizar primeiramente, o acesso a educação de estudantes de toda a região, considerando que a Fema é uma instituição de caráter eminentemente social e que busca oferecer ensino superior à toda população e com o curso de Medicina não será diferente. Num segundo momento, além de cumprir este papel social o curso irá também fortalecer a área da saúde da instituição, para que, junto com a área de ciências humanas, já está consolidada e, com a área de exatas, que se consolidou com os cursos de informática e, que poderá se reafirmar ainda mais com o curso de Engenharia, formem o tripé necessário para a transformação da Fema em Centro Universitário".

O presidente do Conselho Curador da Fema, Prof. Dr. Ulysses Guariba ainda enfatizou que a implantação do curso de Medicina na Fema irá revolucionar o cenário do ensino universitário de Assis, que se tornará uma cidade escola.

"Este Projeto é resultado de diversas iniciativas, que tomamos desde o ano passado, tivemos a sorte também de ter amigos, pesquisadores e especialista na área da moderna medicina e que nos orientaram ao longo deste processo. O Projeto será encaminhado nos próximos dias ao Conselho Estadual de Educação, com o qual temos uma excelente relação e para o qual iremos solicitar agilidade no processo. Confiantes, esperamos a autorização prévia do curso que nos dará condições para iniciar a organização do curso, nos permitindo montar os laboratórios e demais estruturas necessárias para o início do curso, e isso deve ocorrer no segundo semestre".

Na oportunidade a vice-prefeita Lenilda Ramos lembrou que, a cidade de Assis tem estado sempre à frente, sendo pioneira em diversos momentos na área da saúde.
"Assis, que há alguns anos atrás tinha poucas faculdades, neste ano conseguiu uma grande vitória, que foi trazer a Fatec, e agora acreditamos na possibilidade de trazer o curso de Medicina, que traz em si uma grandiosidade, não só pelo curso e sua grande procura, mas também por tudo que envolve a Medicina. E ver tudo isso, este sonho, em tão pouco tempo se tornar uma realidade, nos traz uma enorme alegria, uma confiança. Além de tudo, temos que destacar que neste caminhar da busca pelo curso de Medicina temos a parceria com a Fema, que também é importantíssima, pelo trabalho que a instituição vem realizando, a qual parabenizo, nas pessoas do diretor Eduardo, do Dr. Ulysses junto ao Conselho Curador.

Hoje foi apresentado o trabalho de uma consultoria, e o resultado nos deixou ainda mais animados. Olhando pelo lado médico, vemos o crescimento da cidade e da população, pois temos certeza que isso irá enriquecer muito os serviços médicos da cidade. Nos anos 90, aproximadamente, Assis despontou na área da saúde sendo pioneira ao assumir a gestão plena no país, depois veio à implantação do Programa Saúde da Família, temos hoje uma rede básica excelente e Assis foi crescendo. Tivemos a instalação do Hospital Regional, que na época gerou dúvidas e chegou a passar por dificuldades, mas que hoje está bem estruturado com UTI pediátrica, adulto, neonatal, sendo referencia para toda a região. A Santa Casa que está crescendo, a vinda do AME, a UPA, que oferecerá ao Município um local mais adequado e organizado para o Pronto Atendimento, o que será bom para os funcionários, para os médicos e principalmente para a população. Também vamos contar com um Pronto Socorro Referenciado sob gestão do Estado, no qual pacientes graves serão atendidos com toda dignidade, menos tumulto e, para organizar toda esta rede, ainda teremos o SAMU funcionando. E agora, com o curso de Medicina, se imaginarmos, que vem os ambulatórios, os residentes, Assis só tem a crescer, além da possibilidade que se abrirá para as pessoas daqui, que sonham cursar este curso. Quantas vezes ouvi de pais, que o filho sonhava cursar Medicina, mas que a distância das faculdades inviabilizavam isso. Agora este sonho, poderá talvez ser realizado, não só pela proximidade do curso, mas também pelas condições oferecidas pelo Governo Federal de financiamento estudantil, como FIES e Prouni".

O vereador Thiago Hernandes de Souza Lima, que fez parte da mesa de abertura da apresentação do Projeto, falou da ousadia e da competência da Fundação Educacional do Município de Assis na implantação do curso e confirmou o apoio da Câmara Municipal, para que Assis conquiste o curso.

Ainda segundo Dr. Ulysses Guariba, o curso de Medicina da Fema traz uma proposta moderna de ensino e que segue as tendências mundiais dos cursos de Medicina, com os moldes de cursos e instituições renomadas como Harvard. Para ele, o Projeto pedagógico do curso ainda favorecerá os demais cursos da Fema e a saúde como um todo, no Município e região.

"Ao ler o Projeto vejo que teremos o curso mais moderno do mundo, pois o Projeto traz uma metodologia concebida no Canadá, que depois passou por diversas universidades americanas, até que Harvard adotou este sistema de ensino, que será implantado aqui. E isso significa uma imensa revolução no processo pedagógico, no processo de ensino, por um sistema de ensino ativo, através de um grande processo de informatização com tudo que há de mais moderno na área e isso será uma revolução para a Fema, pois os nossos cursos terão que estar a altura de um curso, que terá um padrão Harvard, e também será um modelo para o ensino superior de Assis, onde nós iremos desenvolver todo um projeto pedagógico, de prática de ensino moderno e atual. Isto é muito importante para a Fema e para a cidade também, já que o processo de ensino do curso de Medicina da Fema será integrado com a rede de saúde do município. Como disse o Dr. José Lucio em sua apresentação, desde o primeiro dia de aula os alunos vão fazer seus créditos de curso na rede, ou seja, eles já começam olhando as pessoas, entendendo como funciona e com uma prática direta de resolução de problemas, por meio do processo de aprendizagem ativa. O curso da Fema irá com certeza revolucionar a rede de saúde, o Hospital, o AME, já que todos irão atuar junto. O curso de Medicina em Assis, será o grande bolo de aniversário no programa de saúde, que está sendo desenvolvido pelo prefeito Ricardo Pinheiro, coberto de morangos e chantili, que vai coroar a gestão da saúde em Assis, uma prioridade da atual administração municipal".



Assessoria
+ VEJA TAMBÉM