17 de Setembro de 2019
17º/30º
ENTRETENIMENTO » COLUNISTAS

Pedido de Natal

Olá Papai Noel, tudo bem?

Lembra-se de mim? Sou aquele garoto (agora de nove anos) que no ano passado pediu um cobertor para meus irmãos e uma bicicleta para o meu pai ir trabalhar, lembra?

O cobertor nem precisou! Encontrei alguns panos velhos perto de uma estamparia e estão durando até hoje. Enquanto a bicicleta, eu sei que o senhor não deve ter tido tempo de vir até aqui, é longe, perigoso e na minha casa nem chaminé tem.

Mas pode esquecer a bicicleta, meu pai não trabalha mais. Foi mandado embora logo depois que escrevi a carta.

Papai Noel, eu fui uma boa criança esse ano. Quando não fui à escola, foi porque não deu mesmo, teve dias em que chovia muito e minha casa parecia desabar, então eu tive que ficar aqui, cuidando dos meus irmãos e acalmando a minha mãe, que é doente do coração.

É Papai Noel, esse ano foi difícil, assim como o ano passado, o outro, o outro... Meu pai não conseguiu um emprego, minha mãe está doente e não pode fazer esforço e eu tento ajudar a sustentar meus dois irmãos mais novos vendendo balas no sinal da avenida principal.

Falando nisso, Papai Noel, esse ano eu queria te pedir uma coisa: que todas as pessoas do mundo gostassem de balas e que elas precisassem de balas para sobreviver e que eu seja o único vendedor de balas do mundo. Assim eu acho que conseguiria vender algumas jujubas por dia.

Papai Noel, não quero mais aquela bola de futebol que te pedi há uns dois anos atrás. Na última enchente perdemos tudo por aqui e eu não aguentaria me distanciar da minha bola. Então, não quero mais. O dono do mercadinho da outra rua nos deu uma de plástico, é boa e dá pra brincar nos fins de semana.

Papai Noel, esse ano não quero nada demais. Quero apenas que minha mãe seja atendida por um médico no postinho do outro lado da cidade e que a minha casa não tenha medo e não fique tremendo quando chove.

Quero que meu pai arrume um emprego e eu venda 1 milhão de balas por dia...

Papai Noel, o senhor está perto de Deus, não está?

Então fala pra ele construir uma chaminé na minha casa, para que o senhor possa vir me visitar?

Obrigado Papai Noel. Feliz natal!

Kallil Dib – jornalista
MTB: 75854

+ VEJA TAMBÉM