22 de Junho de 2018
17º/30º
ENTRETENIMENTO » BLOG

Hora de esquecer tudo: é Copa do Mundo

CHARGE - Por Renato Piovan

Desde 1998, as eleições no Brasil nas quais são escolhidos presidente da República, governadores, senadores, deputados federais e deputados estaduais são realizadas no mesmo ano da Copa do Mundo.

Durante o mês em que o campeonato é disputado (este ano, a Copa será entre 14/06 e 15/07), a mídia brasileira praticamente só dá destaque para temas relacionados à competição. No auge do autoritarismo militar, a seleção de 1970, comandada por Pelé, reduziu o descontentamento social com as políticas impositivas do governo militar. Só se falava da taça Jules Rimet. Enquanto isso, o AI-5 desapareceu do noticiário por meses. É claro que a censura à imprensa existente na época contribuiu para isso, mas é preciso refletir sobre como a Copa e o bom desempenho a Seleção podem ter distraído os brasileiros.

Não há nada que prove que a data das eleições brasileiras foi escolhida por causa da Copa do Mundo, mas fica claro que matérias mostrando a realidade do país, a corrupção e a crise somem dos noticiários. Com a atual crise, e os escândalos de corrupção na política brasileira, muitos candidatos estavam torcendo para a Copa do Mundo começar o quanto antes.



Divulgação
Renato Piovan
nasceu em Assis e é formado em Jornalismo pela FEMA. Desde muito jovem sonhava em ser jornalista, mas decidiu que queria produzir notícias não só por meio de textos, mas também de ilustrações. Atualmente mora na tranquila Pedrinhas Paulista, onde recarrega suas energias e tem inspiração para "cartoonizar" assuntos nacionais e mundiais referentes à política, cotidiano, esportes, etc. Fazendo seus rascunhos aqui e acolá desde 1997, já colaborou com suas ilustrações para diversas mídias impressas e digitais de São Paulo e Paraná.
+ VEJA TAMBÉM