19 de Dezembro de 2018
17º/30º
NOTÍCIAS » BRASIL

Prazo para vacinar rebanho contra aftosa termina nesta sexta-feira

Multa para quem deixar de vacinar o rebanho dentro do período da campanha é de 1 UPF (Unidade Padrão de Fiscal) por cabeça de gado não vacinado.

O compromisso de manter o rebanho saudável faz parte do "dever-de-casa” de todo pecuarista. Uma destas "tarefas” é a proteção contra a febre aftosa, que deve ser feita em duas épocas diferentes: em maio, quando todos os bovinos e bubalinos deve ser vacinados, e agora em novembro, quando devem ser imunizados os animais com até dois anos de idade. Pra quem ainda não vacinou o gado, um alerta: o prazo termina hoje (30).

Nesta segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa 2018 espera imunizar cerca de 145 mil animais nos municípios abrangidos pelo Escritório de Defesa Agropecuária.

Febre aftosa

A febre aftosa é uma doença séria que pode desencadear problemas que vão além da saúde do gado. Isso porque pode haver um desencadeamento de danos, caso seja registrado um caso da doença, havendo, assim, prejuízos comerciais e financeiros. Basta apenas o registro de um caso para as exportações serem suspensas. Por isso, a importância da imunização.

Vale destacar ainda que a febre aftosa tem um contágio muito rápido entre os animais, porém, por não ser uma zoonose, não atinge humanos.

A multa para quem deixar de vacinar o rebanho dentro do período da campanha é de 1 UPF (Unidade Padrão de Fiscal) por cabeça de gado não vacinado. Já o produtor que atrasar a comunicação fica impedido de emitir a Guia de Trânsito Animal (GTA) por um período mínimo de 30 dias.




Redação TupaCity com base nas informações publicadas pelo Jornal Diário
+ VEJA TAMBÉM