23 de Agosto de 2019
17º/30º
NOTÍCIAS » BRASIL

Huawei anuncia nova fábrica de US$ 800 milhões no Estado de SP

Em Xangai, Governo de SP se reúne com a empresa de olho em tecnologia 5G

O Governador João Doria, ao lado do Secretário da Fazenda e Planejamento, Henrique Meirelles, da Secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, e do Secretário de Relações Internacionais, Julio Serson, se reuniu, na tarde desta sexta-feira (9), em Xangai, com Steven Shen, Vice-Presidente da Huawei Brasil, e Atilio Rulli, Diretor Sênior de Relações Públicas e Governamentais.

"Essa reunião definiu as perspectivas de investimentos da Huawei no Brasil e em São Paulo. A Huawei já tem uma fábrica em Sorocaba, no interior de São Paulo, que emprega 2 mil funcionários diretos e 15 mil indiretos. Eles definiram um novo investimento em São Paulo: uma nova fábrica em uma nova cidade”, disse o Governador.

A escolha dessa cidade será feita pela Huawei nos próximos meses, dentro do polo de desenvolvimento tecnológico do Governo do Estado de São Paulo. A definição será dada por meio das circunstâncias de logística, disponibilidade de mão de obra, condições técnicas de implantação do novo site e da nova fábrica, representando um investimento de US$ 800 milhões nos próximos três anos (2020 a 2022).

A fábrica vai suportar, além do mercado doméstico brasileiro, também a exportação para a América do Sul.

"O programa do 5G, que foi definido nesta reunião, que não é apenas uma evolução, mas é uma revolução. Traz no âmbito do Estado, dos governos municipais, estaduais e federal, a perspectiva do uso dessa evolução tecnológica para a telemedicina, educação e segurança pública. A conexão para cada km2 vai atingir 1 milhão de equipamentos, portanto, 1 milhão de usuários. É um salto fantástico em relação a capacidade de hoje”, completou Doria.

A Huawei e o Governo do Estado devem esperar o leilão dessa frequência, por meio da Anatel, com o acompanhamento do Ministério da Ciência e Tecnologia, do Governo Federal. A previsão é de que o leilão ocorra em março de 2020.

"Havendo o leilão, a Huawei terá condições, evidentemente, tendo um bom resultado, de ter a infraestrutura pronta e disponível no mercado em março de 2021”, disse o Governador.

Além disso, foi definido um investimento da Huawei, que ainda será definido o valor, no Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), no período de 2020 a 2022. Será dedicado a tecnologia e inovação, e o apoio a academia.

"Recentemente, tivemos uma reunião no IPT, onde nós afirmamos que o Governo de São Paulo não faria nenhuma redução nos investimentos previstos no orçamento, mas também buscaríamos recursos, no setor privado, para aumentar o investimento em tecnologia e na pesquisa em São Paulo. A Huawei será uma dessas empresas a atender esse apelo de São Paulo”, declarou Doria.

Outro investimento será na área da educação, em um programa comandado pelo Secretário da Educação, Rossieli Soares.

"É um programa de inovação, tecnologia e digitalização da rede pública de ensino do ensino fundamental e básico”. O objetivo é, até o final de 2022, que as escolas da rede pública estadual não utilizem mais giz e quadro negro, substituindo-os por computadores, tablets, smartphones e tecnologia de ponta, para professores e alunos.

A Huawei será uma das parceiras do programa, também para as Escolas Técnicas (ETECs) e FATECs do Centro Paula Souza.

"Para a Huawei é uma honra participar dessa parceria com o Governo do Estado de São Paulo. Nós fazemos esses investimentos para melhorar o ecossistema dos nossos parceiros da sociedade brasileira, das gestões públicas”, disse Atilio Rulli, Diretor Sênior de Relações Públicas e Governamentais da Huawei.

Missão China

A Missão China é a quarta missão empresarial de São Paulo no mercado externo e a maior de todas. Em busca de investimentos para o Estado de São Paulo, o Governador João Doria, junto com um grupo de empresários e cinco secretários de Estados (Agricultura e Abastecimento, Desenvolvimento Econômico, Fazenda e Planejamento, Transportes Metropolitanos e Relações Internacionais), desembarcou no dia 5 de agosto, em Pequim onde fica até dia 11, com agenda também nas províncias de Xian e Xangai.

A missão é liderada e foi organizada pela InvestSP, a agência de promoção de exportações e investimentos do Estado de São Paulo.

Além de estimular a geração de negócios para as principais cadeias produtivas do Estado, a Missão China 2019 está levando para empresas e investidores chineses as oportunidades de investimentos disponíveis em São Paulo. São 21 projetos disponíveis, sendo 16 de concessões e 5 de Parcerias Público Privadas, que totalizam R$ 37,6 bilhões em receitas que podem chegar aos cofres de São Paulo.

A Missão China 2019 conta com o apoio e suporte financeiros da AstraZeneca, Bank of Communications, Bank of China, CRRC, LinkLatters, Pinheiro Neto Advogados e PwC.

Ilustrativa - Huawei anuncia nova fábrica de US$ 800 milhões no Estado de SP
Huawei anuncia nova fábrica de US$ 800 milhões no Estado de SP


Assessoria
+ VEJA TAMBÉM