14 de Novembro de 2019
17º/30º
NOTÍCIAS » REGIÃO

Pastor salva mulher que queria pular de pontilhão em Paraguaçu

O pastor passava de carro pelo local quando percebeu uma mulher no pontilhão de entrada da cidade

Estamos no Setembro Amarelo, mês que é realizada a campanha brasileira de prevenção ao suicídio, iniciada em 2015 e foi na noite deste sábado, 7 de setembro, que o pastor Paulo Costa retornava à Assis, após uma reunião em Paraguaçu Paulista quando passou pelo pontilhão que dá acesso a aquele município e avistou de relance uma mulher escorada na beira da ponte.

"Eram mais ou menos 19h30, já estava escuro, e a princípio achei que não era uma pessoa, mas a voz do Espírito Santo me disse para voltar; quando retornei vi que era mesmo uma mulher, que chorava muito e soluçava, ela olhava para baixo pensando em tomar a pior decisão; então me aproximei devagar conversando de forma calma para que ela se distraísse e assim poder tirá-la da beirada da ponte”, conta.

Ele relata que a mulher de 41 anos, usava roupas de ginástica e não conseguia falar, apenas chorava, e que ficou em torno de 20 minutos tentando convencê-la a se afastar do local.

"Eu segurava bem firme em seus braços e dizia que tudo daria certo na vida dela e que os momentos da vida são passageiros, logo tudo se resolveria; ofereci uma oração e perguntei se poderia levar ela até sua casa, mais ela continuou calada chorando, foi quando consegui pegar no celular o número de um membro da família; e decidi ligar para pedir para alguém ir buscá-la, tentei consolá-la até que a família chegou ao local e a levaram para casa”, explica.

"Eu como líder evangélico atendo voluntariamente sempre pessoas que estão passando e enfrentando situações difíceis, mas nunca havia presenciado algo tão real, é assustador e por isso sempre orientamos as famílias a ficarem atentas a atitudes que fujam do que é comum; algumas pessoas passam a se isolar, outras passam a dizer mais frases negativas”, ressalta.

O pastor orienta que muitos são os motivos que fazem com que uma pessoa se entregue ao desespero.

"Eles são um pedido de ajuda de alguém que não está conseguindo lidar com alguma dor que está sentindo. Alguém que tenha ideias suicidas deixa "pistas" de que anda passando por um delicado momento emocional. Para ajudar uma pessoa com pensamento suicida, é preciso estar atento, procure ajuda médica e espiritual e jamais deixe essa pessoa por muito tempo sozinha”, orienta ainda.

arquivo pessoal - Pastor Paulo Costa, retornava de uma reunião da igreja, quando avistou a mulher
Pastor Paulo Costa, retornava de uma reunião da igreja, quando avistou a mulher


Redação AssisCity/ Foto: Arquivo Pessoal
+ VEJA TAMBÉM