19 de Outubro de 2019
17º/30º
NOTÍCIAS » LOCAL

Região de Assis terá exercícios alusivos a redução de desastres nesta quarta-feira, 9 de outubro

Os exercícios e simulados integram a Semana Nacional de Redução de Desastres

No próximo dia 9 de outubro, em alusão a Semana Nacional de Redução de Desastres, as Regionais de Proteção e Defesa Civil (REPDEC/SP) regidas pela Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (CEPDEC/SP) realizarão, atividades em todo o Estado, com objetivo de aperfeiçoar as ações dos órgãos que atuam nos mais diversos tipos de ocorrências e preparar a população.

De acordo com o capitão PM Ricardo Marçal, comandante do 2º Grupamento de Bombeiros de Assis e coordenador regional de Proteção de Defesa Civil da Região de Marília, serão realizados exercícios e pequenos simulados alusivos a semana em toda a região.

Em Assis, haverá no recinto da Ficar um exercício de incêndio em vegetação, com a participação do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil de Assis, além da distribuição de panfletos educativos; já em Paraguaçu Paulista o exercício de incêndio em vegetação será realizado no Centro de Convergência, e terá a participarão além da Defesa Civil Municipal e Corpo de Bombeiros, a Guarda Civil Municipal e Tiro de Guerra da cidade.

Em Cândido Mota, haverá um simulado de evacuação na escola Helena Pupim Albanez, onde haverá ainda campanha educativa e distribuição de panfletos da Defesa Civil Estadual; em Florínea o simulado de evacuação será na escola Noêmia Garcia Ciciliato.

"A Semana de Prevenção e Redução de Acidentes tem como principal importância promover a integração entre os órgãos estadual, regional e municipal no atendimento às ocorrências, pois ninguém faz nada sozinho; com estes exercícios podemos nos preparar para melhorar o tempo resposta em caso de desastres naturais”, ressalta o capitão.

O oficial considera ainda que a campanha educativa promovida durante a semana e importante pois a população é orientada sobre os alertas que podem ser passados em casos de ocorrência e desastres, e também devem se comportar, e o que pode ser feito, como não se apavorar, e acionar os órgãos competentes, e também a forma como a população pode ajudar no atendimento.

Redação AssisCity
+ VEJA TAMBÉM