22 de Outubro de 2019
17º/30º
NOTÍCIAS » LOCAL

Aeroporto de Assis é incluído no programa de privatização, segundo João Doria

Governo paulista irá privatizar 21 aeroportos regionais, incluindo Marília, Tupã e outras cidades da região

O governador de São Paulo João Dória divulgou recentemente o programa de privatização de 21 aeroportos regionais. O programa, que ainda está em fase de estudo, inclui o Aeroporto Estadual de Assis, além de outras cidades da região, como Marília, Bauru/Arealva, Tupã, Araçatuba, Andradina, Dracena, Presidente Prudente e Presidente Epitácio.

A notícia foi divulgada na sexta-feira, 4 de outubro, durante uma coletiva de imprensa em São Paulo. O governador também afirmou que "não faltarão investidores”, que podem ser de países europeus, como Inglaterra e Alemanha, além da mais destacada participação de chineses e japoneses nas futuras disputas pelos aeroportos.

Os aeroportos estão atualmente sob responsabilidade do Departamento Aeroviário de São Paulo (DAESP). O superintendente do Departamento, Antônio Claret de Oliveira, estará em Assis nesta segunda-feira, 14 de outubro, juntamente com lideranças da região para discutirem a possível reabertura do Aeroporto de Assis em um evento promovido pela FEMA.

A reportagem do AssisCity procurou a assessoria de imprensa da pasta, que em nota confirmou a inclusão de Assis no plano de desestatização do governo paulista.

"O Aeroporto Estadual de Assis está no plano de desestatização do Governo Paulista. O plano está sendo conduzido pelo DAESP com assessoria da IOS Partners - consultoria internacional contratada para realizar os estudos que vão definir o modelo mais eficiente de gestão e funcionamento”, afirma a nota.

Ainda segundo a assessoria, "os especialistas analisaram todos os aeroportos, in loco, com o objetivo de avaliar também as perspectivas de desenvolvimento econômico da região sob o ponto de vista aeroportuário”.

Ainda não há data definida para que o plano seja colocado em prática e o estudo vai apontar, por exemplo, se as ofertas serão feitas em bloco.

"A previsão é que os estudos sejam finalizados em novembro. Todo o processo de desestatização dos aeroportos estaduais deve ser concluído no primeiro trimestre de 2020”, finaliza a nota.

Divulgação - Programa, que ainda está em fase de estudo, inclui o Aeroporto Estadual de Assis, além de outras cidades da região, como Marília
Programa, que ainda está em fase de estudo, inclui o Aeroporto Estadual de Assis, além de outras cidades da região, como Marília


Ainda sobre a temática, a equipe da TV AssisCity recebeu o vereador Vinicius Simili, que comentou sobre o possível retorno de voos comerciais no aeroporto de Assis. Assista:



Leia também: Lideranças discutem possível reabertura do Aeroporto de Assis em evento promovido pela FEMA

Redação AssisCity/ Fotos: Divulgação
+ VEJA TAMBÉM