09 de Dezembro de 2019
17º/30º
NOTÍCIAS » REGIÃO

Troca de tiros deixa três mortos em Palmital

O fato aconteceu na noite desta quarta-feira, dia 13 de novembro

*Matéria finalizada

Na noite desta quarta-feira, 13 de novembro, uma troca de tiros envolvendo policiais do 8º Batalhão de Ações Especiais da Polícia de Presidente Prudente (BAEP) deixou três mortos em Palmital.

O fato aconteceu na saída da Rua Sete de Setembro, no trecho do anel viário, próximo da Tereos. Os envolvidos no tiroteio são todos de Palmital e já eram conhecidos nos meios policiais.

Divulgação - Três armas foram apreendidas com os suspeitos, mortos no tiroteio em Palmital
Três armas foram apreendidas com os suspeitos, mortos no tiroteio em Palmital


As primeiras informações dão conta de que a polícia fazia uma operação de repressão ao tráfico em Assis, quando recebeu a informação de um veículo suspeito e que estava em Palmital. Os policiais localizaram o carro mas, ao tentarem fazer a abordagem, os ocupantes tentaram fugir e começaram a disparar contra a PM.

O local onde o fato aconteceu estava totalmente interditado, com a presença de viaturas e policiais, impossibilitando a apuração da ocorrência.

Divulgação - Drogas foram apreendidas durante ocorrência em Palmital
Drogas foram apreendidas durante ocorrência em Palmital


Identificados

Os suspeitos mortos durante a troca de tiros foram identificados como Kalwin Ribeiro, de 28 anos, Anderson Godoy, de 23 anos, e Elivelton Francisco da Silva, de 23 anos.

divulgação - Anderson Godoy tinha 23 anos
Anderson Godoy tinha 23 anos


divulgação - Kelvin Ribeiro tinha 28 anos
Kelvin Ribeiro tinha 28 anos


Divulgação - Elivelton Francisco da Silva também tinha 23 anos
Elivelton Francisco da Silva também tinha 23 anos


Segundo a PM, todos tinham antecedentes criminais, sendo Kalwin o responsável por efetuar disparos contra uma guarnição policial que preservava local de um homicídio no mês de março também em Palmital.

Leia mais: Homens mortos em troca de tiro com a polícia em Palmital são identificados e estavam armados

Redação AssisCity
+ VEJA TAMBÉM