10 de Dezembro de 2019
17º/30º
NOTÍCIAS » DESTAQUE

Momento econômico favorece compra de imóvel, afirma corretor de imóveis da Kasa Imobiliária

Recentemente a Caixa lançou uma nova linha de crédito para compra da casa própria

O atual momento da economia para quem deseja comprar um imóvel é bastante favorável para o interessado em comparação com um passado recente, e argumentos não faltam: proprietários bastante propensos a negociar, boa oferta e principalmente juros menores para financiamento e preços estáveis.

Claro, estamos falando em economia num contexto geral, mas cada consumidor tem a sua peculiaridade, mas para quem procura uma vida mais estável e não tem problemas para se programa em longo prazo, esse é um momento de refazer as contas e colocar na ponta do lápis se vale a pena aproveitar esse momento, já que o imóvel vai comprometer de 20% a 30% da renda familiar.

Recentemente a Caixa lançou uma nova linha de crédito para compra da casa própria que terá o IPCA, índice oficial da inflação, como parâmetro para o financiamento imobiliário. Esse modelo é mais barato que os juros cobrados atualmente que chegam a 9,75%, mais Taxa Referencial (TR), atualmente zerada.

Felipe Granado, diretor comercial e Corretor de Imóveis da Kasa Imobiliária, afirma que o sonho da casa própria está mais próximo.

"Com as seguidas reduções da taxa Selic, inflação controlada e juros mais maleáveis por parte
das instituições financeiras (bancos), o sonho da casa própria está novamente entre as prioridades do brasileiro neste momento.

Divulgação - Felipe Granado, diretor comercial e corretor de imóveis da Kasa Imobiliária
Felipe Granado, diretor comercial e corretor de imóveis da Kasa Imobiliária


O mercado também está aquecido, pois as ofertas melhoraram e o dinheiro em aplicação não estão rendendo significativamente nada (justamente pela baixa remuneração de juros dos bancos), a compra e venda de imóveis volta a aquecer a economia e aqueles também que procuram no imóvel um investimento rentável, ou uma segunda aposentadoria acabam aproveitando o momento para novas aquisições", afirma.

Granado também enfatiza que nos últimos 60 dias já houve aumento na procura por simulações e consequentemente aquisições de imóveis financiados, principalmente pela nova modalidade de correção pelo IPCA da Caixa Econômica Federal.

Divulgação
+ VEJA TAMBÉM