17 de Fevereiro de 2020
17º/30º
ENTRETENIMENTO » COLUNISTAS

A Internet, as redes sociais e a Violência

COLUNISTA - Professor Thiago Hernandes

Nos dias de hoje, tem sido bastante comum ouvir pessoas de diferentes idades, ocupações e formações tecerem comentários relativos a associação entre o uso da internet, das redes sociais com a ocorrência de atos violentos. Antes de aprofundar nesta discussão, faz-se necessário compreender o significado efetivo do termo violência.

Entende-se por violência como todo e qualquer ato praticado por humanos que venham de alguma forma a ferir a integridade física, moral ou emocional de um indivíduo e/ou um coletivo.

Deste modo, a violência manifesta-se de diferentes formas, tais como:

- agressões físicas;
- exploração do trabalho análogo à escrevidão;
- abandono de incapazes;
- exploração sexual;
- assédio moral;
- propagação de calúnias e atos difamatórios;
- fome/desnutrição;
- corrupção;
- analfabetismo;
- impunidade;
- racismo;
- xenofobia;
- injuria religiosa;
- discriminação por gênero e/ou orientação;
etc;

Feita esta primeira caracterização, cabe-nos perguntar se a internet, as redes sociais e demais tecnologias afins dos dias atuais estão promovendo a violência. Ante a esta abordagem, ouso-me a afirmar que com base no citado anteriormente, violência SEMPRE esteve presente na história humana, sendo que seus atos são executados e propagados de diferentes formas mediante aos princípios, meios, interesses de cada época.

Assim sendo, atribuir a internet e as redes sociais a "culpa" de causarem violência, torna-se uma ato muito vazio, ou até mesmo, equivocado, visto que como exposto anteriormente, atos/práticas de violência do homem para com o homem ocorrem desde sempre e muito antes do advento destas tecnologias modernas da informação e comunicação.

Entretanto, vale ressaltar que os avanços das tecnologias da informação e comunicação nos tempos atuais, permitiram conectividade e interatividade de entre pessoas e lugares de forma jamais vista, resultando ENORMES benesses a sociedade, visto que a formação desta "aldeia global" que chamamos de planeta Terra foi sendo cada vez mais viabilizada e conhecimentos/informações construídos e propagados de forma cada vez mais ampla.

Mas como nem só de pétalas uma rosa se forma, há também espinhos quando o assunto é o uso destas modernas tecnologias da comunicação e informação, visto que muitas pessoas de forma intencional ou não, acabam utilizando destas ferramentas para propagarem fake news (notícias falsas), injúrias e ofensas de diferentes naturezas, o que pode em muitos casos, criar um empoderamento em pessoas já tendenciosas a passarem a praticarem os mesmos atos que se limitavam ao mundo das redes virtuais para a vida plena efetiva real.

Desta forma e encerrando esta breve discussão, o que pode ser dito é que as tecnologias da informação e comunicação atuais tão somente permitiram uma maior facilidade para que pessoas se encontrem e juntos ou sozinhas, pratiquem seus atos violentos na falsa ideia do anonimato e da proteção pelo "escudo" da tela do computador e/ou celular, expressando assim o que já estava "dentro" de si, sendo a internet tão somente o meio facilitador e não causador.

Divulgação
Prof. Me. Thiago Hernandes
graduado e mestre em geografia, professor de ensino médio e ensino superior. Dono do canal no youtube, GEOEXPLICA
+ VEJA TAMBÉM