01 de Abril de 2020
17º/30º
ENTRETENIMENTO » COLUNISTAS

Bancários frisam a importância do Banco do Brasil para o país durante manifesto

COLUNISTA - Sindicato dos Bancários de Assis e Região

Bancários do Banco do Brasil trabalharam vestidos de preto na quarta-feira, 12 de fevereiro, em manifesto contra o desmonte do Governo Bolsonaro rumo à privatização e a favor da importância do banco para o país. Como tal privatização depende de aprovação do Congresso, o Governo adotou uma estratégia para diminuir a capacidade de atuação do banco e viabilizar uma futura venda de ativos para o mercado.

Para o Sindicato dos Bancários de Assis e região, o Banco do Brasil é uma das empresas mais rentáveis. Atua em agricultura, infraestrutura, saneamento básico, dentre outras áreas essenciais para o desenvolvimento. É responsável por 70% do crédito rural no país, e na região, que é essencialmente agrícola, tem alavancado a economia.

"Isso significa que o banco financia o agronegócio, que é quem ajuda a manter o equilíbrio da balança comercial brasileira. Mas, mais importante ainda, é quem financia a produção dos alimentos que chegam à mesa de todos os brasileiros. Sem o BB e a política de incentivo rural dado pelo banco, os alimentos vão ficar ainda mais caros. Não há sentido nenhum em privatizar o Banco do Brasil", afirma o secretário geral do Sindicato, Fábio Escobar.

Divulgação - Secretário geral do Sindicato, Fábio Escobar
Secretário geral do Sindicato, Fábio Escobar


"Ao contrário do que defende o presidente do BB, Rubem Novaes, de que a Caixa e o BNDES suprem as necessidades de fomento do crescimento econômico e social do país, o que se observa no cenário é outra realidade. A Caixa também está sob ataque e passa por uma reestruturação semelhante à que ocorre no BB. Também no BNDES há escassez de recursos e o banco vive sob constante ataque. Mudaram sua política de atuação para tornar desinteressante a busca por fomentos do banco", critica Escobar.

E finaliza que "a privatização de um banco da envergadura do Banco do Brasil só empobrece ainda mais o país e enriquece mais ainda as grandes corporações estrangeiras. O Brasil e o brasileiro só tem a perder com tudo isso", finaliza.

Ello Comunica
+ VEJA TAMBÉM