05 de Abril de 2020
17º/30º
NOTÍCIAS » REGIÃO

Mulher de 66 anos morre com insuficiência respiratória em Garça e caso é investigado

Saúde trabalha com hipótese de paciente ter contraído H1N1

Uma mulher de 66 anos de idade morreu com insuficiência respiratória em Garça (distante 108 quilômetros de Assis). Diante da preocupação dos casos de Coronavírus e H1N1, o caso está sendo investigado pela Secretaria de Saúde do município.

A Prefeitura de Garça confirmou a morte da paciente e informou que a mulher esteve entre os casos suspeitos de Coronavírus, mas a análise do Instituto Adolfo Lutz apontou negativo para o Covid-19.

Agora, as equipes de saúde também trabalham com a hipótese da mulher ter sido vítima de H1N1, já que ela apresentou um quadro de insuficiência respiratória aguda e precisou passar por uma intubação orotraqueal, além de ventilação mecânica.

A paciente deu entrada na UPA no dia 28 de fevereiro, depois de retornar de uma viagem à Itália e apresentar sintomas da doença. Foi informado que todos os protocolos de atendimento estabelecido pelo Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde (OMS) foram cumpridos.

A mulher foi internada no Hospital São Lucas por já possuir problemas de saúde pré-existentes e o exame para Coronavírus foi descartado pelo Instituto Adolfo Lutz de São Paulo no dia 4 de março. Após a melhora do quadro clínico, a paciente recebeu alta hospitalar.

Ela retornou para atendimento na UPA com insuficiência respiratória na manhã desta quarta-feira, 18 de março, e seu óbito segue sob investigação pelas autoridades médicas.

O corpo da paciente foi encaminhado para o Serviço de Verificação de Óbito (SVO) de Marília, onde passará por necropsia. Também serão realizados os exames necessários para o diagnóstico da causa mortis, com amostras de material naso-orofaringe e que serão encaminhadas para o Instituto Adolfo Lutz.

A Secretaria Municipal de Saúde de Garça também afirmou ser prematura qualquer antecipação sem os resultados dos exames.

Redação AssisCity/ Fotos: Divulgação
+ VEJA TAMBÉM