06 de Julho de 2020
20º/30º
ENTRETENIMENTO » BLOG

Plantas protetoras x arquitetura

Existem muitas plantas que são consideradas protetoras - arruda, comigo-ninguém-pode, aroeira e, claro, a espada-de-são-jorge ou espada-de-ogum pois, consagrada a São Jorge da Capadócia e ao orixá Ogum é uma proteção astral para a sua casa.

Qual é a Espada-de-São-Jorge-
Espada-de-são-jorge é a Sansevieria trifasciata, uma erva usada ritualisticamente nas religiões afro-brasileiras (Umbanda, Candomblé e suas variações regionais) tanto na liturgia como medicinal.

Esta é uma erva comum nas entradas das casas e em seu interior pois resiste bem à meia-sombra.

E na arquitetura como podemos unir proteção x beleza. Confira algumas fotos:





Chuveiro entupido que sai pouca água: como consertar? Especialista ensina o que fazer

Elimine o pinga-pinga com nossas dicas

Assim como a queima da resistência, o entupimento do chuveiro é um inconveniente que atrapalha muito o dia-a-dia. Além de tornar os banhos mais difíceis, um chuveiro entupido pode acarretar até mesmo em um gasto maior de energia - mas, felizmente, trocar o aparelho não é a única forma de resolver o problema. Para descobrir o que fazer, o Casa de Verdade conversou com a assistente de vendas Camila Esteves, da Leroy Merlin de Niterói. Confira:

Descubra a causa do entupimento
De acordo com Camila "A maior causa são partículas sólidas na água. Os chuveiros hydra têm uma parte de auto-limpeza, mas os outros não.". Essas impurezas podem ser partículas sólidas comuns, mas não raro são resultado do calcário, elemento abundante em algumas regiões que resulta na chamada "água dura".

Como desentupir
"No caso de partículas sólidas, você pode passar uma escovinha do lado externo.", indica a especialista. Além disso, outra opção comum é uma solução caseira bem fácil: coloque um copo de vinagre em um saco, e com barbante ou um elástico, amarre em volta do chuveiro. Deixe por algumas horas e pronto: chuveiro desentupido!

Evite o entupimento
A qualidade da água é o que determina se haverá ou não o entupimento. Alguns casos, como o excesso de calcário, são inevitáveis, mas uma boa e regular limpeza da caixa pode fazer maravilhas. Além disso, Camila diz: "Recomendamos o filtro para caixa d’água, que retira os resíduos já na caixa d’água".



Como aplicar papel de parede

O papel de parede é uma excelente solução para deixar o ambiente com a sua cara! Para garantir um ótimo resultado na hora da instalação, é só seguir as dicas que preparamos para você.

Você irá precisar de:
Papel de parede - confira a nossa variedade de modelos para deixar a sua casa mais bonita!

Materiais
Cola universal.

Ferramentas
Esponja, tesoura, estilete, trena, régua de aço com 2 metros, fio de prumo, balde para cola, pincel e trincha (ou rolo), escova, espátula lisa, rolinho, escada.

Siga o passo a passo do vídeo para instalar o seu papel de parede!



15 piscinas para inspirar o seu verão

Nada como um mergulho na piscina para aplacar o calor na estação mais quente do ano! Pensando nisso, reunimos mais de uma dezena de projetos com diferentes dimensões e visuais exclusivos, promessas de bons momentos dentro d’água. Clique aqui e confira as dicas da revista.

10 plantas para cobrir o pergolado

Confira uma seleção de trepadeiras que vão deixar seu pergolado bonito, perfumado e bem coberto o ano inteiro

Para o alto e avante – o lema de super-herói parece também servir perfeitamente para a rotina das trepadeiras. Nesta seleção, as dez espécies combinam beleza e perfume, atrativos que fazem delas espécies particularmente interessantes para cobrir estruturas como pergolados e gazebos.

Versáteis, elas também sobem em paredes e criam delicados jardins verticais, como no que aparece na foto. Aqui, o suporte da Linha Trama, feito de madeira e aço inox é criação do designer Alex Wiechmann, novidade prestes a ser lançada nacionalmente.



Confira, a seguir, as principais características de cada uma das espécies.

1. As flores azuladas da tumbérgia surgem o ano todo, principalmente na temporada de calor. Ela gosta de meia-sombra e sol pleno.

2. A folhagem do maracujá cresce vigorosa, porém os frutos vêm apenas se houver outro pé nos arredores, para que ocorra a polinização. Borboletas adoram a espécie.

3. Por causa dos ramos pesados, melhor conduzir a alamanda em estruturas robustas. Os botões amarelos aparecem várias vezes ao longo do ano, ainda mais em locais quentes.

4. Originário da África, o jasmim-dos-açores exala um perfume mais forte que o das espécies americanas. Aprecia sol pleno ou meia-sombra e vai bem no litoral.

5. Sensível a lugares frios, a lágrima-de-cristo demora um pouco a crescer, mas o ritmo acelera sob sol pleno. Atrai as raras abelhas mamangavas.

6. A dipladênia (ou mandevila, como também é conhecida) prefere clima quente e floresce rapidamente. Ótima para o litoral, tem ramos leves.

7. Brasil afora, a primavera também responde por buganvília. Dá cachos que vão do branco ao vermelho vivo, em versões simples ou dobradas. Gosta de sol e tolera invernos amenos.

8. O jasmim-de-madagascar adora claridade. No entanto, sofre se exposto diretamente ao sol. Desenvolve-se também em vaso, desde que bem drenado.

9. A folhagem do aspargo-pendente aguenta o frio e brota em locais de difícil acesso graças às raízes curtas. Cuidado com os espinhos – embora pequenos, são resistentes.

10. Delicada, a rosinha-trepadeira pede amarração para escalar estruturas, já que possui caules finos e flexíveis. Fica mais exuberante sob sol pleno.



Ainda que timidamente, obras limpas avançam no país

Separamos um texto muito interessante para vocês, nossos leitores:

Quando uma construção ou reforma acaba, as sobras da obra geralmente acabam sendo levadas para aterros sanitários, ou, ilegalmente, para terrenos baldios ou mesmo em praças e esquinas e nas margens de rios. Esta, infelizmente, é a cena mais comum na imensa maioria das cidades brasileiras. No entanto, para o presidente do CAU/SP – Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo, Gilberto Belleza, esse quadro vem aos poucos mudando, ainda que bem lentamente.

"É verdade que o país ainda engatinha quando o assunto é a reciclagem dos materiais utilizados na construção civil. Ou seja, a cultura do desperdício ainda vigora. Mas nos últimos 10 anos já houve uma evolução", diz o presidente do Conselho.

Além do surgimento de centros de coleta e seleção de materiais que sobraram de obras da construção civil em algumas cidades do país, também passou a existir entre alguns arquitetos e construtores uma preocupação que vai desde a escolha de materiais novos, menos poluidores e mais eficazes para determinados fins, até a busca pelo chamado canteiro limpo. "Com a redução da utilização de material de alto impacto ambiental, a diminuição de resíduos e o uso criativo e eficiente de material reciclado de outras obras.

Um bom exemplo desse tipo de ação de reciclagem em um espaço público na cidade de São Paulo é o Parque do Povo. Os passeios internos e o piso da ciclovia do parque, assim como as calçadas externas que o rodeiam, foram inteiramente feitos com material como cimento, concreto e tijolos reciclados e reaproveitados de outras obras. "Os passeios externos, que não impermeabilizam o solo, também foram construídos com entulho reciclado. É o que chamamos de ‘entulho limpo’. O material foi separado, moído e virou tijolo para o piso", revela o arquiteto André Graziano, que trabalhou no projeto e é Conselheiro do CAU/SP.

Apesar de não apresentar tantos riscos diretos à saúde humana quanto o lixo doméstico e o lixo hospitalar e de serviços de saúde, a construção civil também é uma atividade geradora de impactos ambientais e seus resíduos têm representado um grande problema para ser administrado nas cidades. Um dos principais problemas para gerenciar e disciplinar a destinação dos resíduos sólidos da construção civil está no fato de a maior parte das obras serem executadas na "informalidade". Segundo estimativas, até 75% dos resíduos desse setor advêm de obras de construção, reformas e demolições geralmente realizadas pelos próprios moradores dos imóveis.

Já as grandes obras, em geral feitas por grandes empreiteiras, teriam mais condições de direcionar o entulho para a reciclagem. O que faltaria então seria o trabalho de conscientização, incentivo e fiscalização das pequenas obras por parte dos governos municipais. Os arquitetos dessas obras poderiam também exercer uma espécie de "catequese", uma influência positiva sobre esses moradores, para que o entulho dessas obras venha a ter o destino certo, conclui a arquiteta Mirtes Luciani, coordenadora do GT de Meio Ambiente do CAU/SP.

Sete jeitos charmosos de decorar o canto do sofá


O estofado é sempre a estrela da sala de estar ou de TV, mas não basta investir nesse protagonista tão convidativo sem caprichar nos coadjuvantes – a harmonia entre tapete, quadros, revestimentos, apoios laterais, mesa de centro e iluminação ajuda muito a valorizar as linhas de qualquer modelo. Confira, a seguir, espaços nos mais variados estilos: eles são muito bem resolvidos e vêm acompanhados de dicas espertas.

Espelho + iluminação


No projeto das arquitetas Elise e Evelyn Drummond, do Rio de Janeiro, a luminária pendente articulável e as lâmpadas dicroicas embutidas no forro oferecem diferentes efeitos de luz, devidamente refletidos pelo generoso espelho, recurso certeiro quando a intenção é ampliar visualmente o espaço. Instaladas pela Vidraçaria Rio Paiva, as duas peças com espessura de 6 mm somam 2,94 m x 1,70 m. Uma estreita prateleira laqueada de branco, com 10 cm de largura, arremata o painel e serve de apoio para quadros. As profissionais também escolheram materiais capazes de aquecer o ambiente, como o tapete felpudo e o laminado melamínico amadeirado, que reveste o trecho inferior da parede.


Cortina + Quadros



Um leve tecido de linho cru divide sala e terraço no apartamento decorado (Diálogo Engenharia) assinado pela arquiteta Renata Cáfaro, em São Caetano do Sul, SP. Classudo, o mix de bege, marrom e branco é comum aos dois ambientes. Sobre o sofá, spots de embutir no teto, com lâmpadas dicroicas, direcionam a iluminação para a foto de Paris, separada em três quadros com molduras brancas de 60 x 90 cm cada (Mariana Orsi). Um tapete de sisal vai sobre o piso de porcelanato, que simula o visual do mármore travertino. O pufe tem tripla função: chaise, mesinha de apoio e assento extra.


Almofadas + adesivos


O sofá revestido de camurça cor de café teve a sisudez quebrada pelas almofadas com diferentes estampas coloridas. Atrás dele, delicadas folhas secas ao vento decoram a parede (o adesivo Gameleira, disponível em oito cores, na Grudado). As intervenções pontuais e de efeito levam a assinatura da designer de interiores paulistana Ana Maria Mouawad Queiroga, do Studio da Ana. No canto, diante do espelho, a mesa lateral recebe o facho de luz do pendente branco – fixada a 80 cm do teto, a peça usa lâmpada incandescente leitosa, que proporciona uma atmosfera para lá de aconchegante.


Prateleira + adornos




Para expor seus objetos preferidos, a administradora Viviane Gullo, de Brasília, investiu em uma prateleira de gesso, com 30 cm de profundidade, logo acima do encosto do sofá – a peça, com estrutura interna de ferro, foi chumbada em um recorte na alvenaria. Ali repousa sua coleção de estatuetas e um dos quadros mais queridos. Fixada no teto, a luminária teve a cúpula customizada pela moradora com tecido cor-de-rosa, tom que realça a cor da parede. Sobre o tapete felpudo, a mesinha de centro, que era preta, foi lixada para exibir a estrutura de freijó.


Sofá + balcão



Em seu apartamento de 60 m² com cozinha integrada, o arquiteto Daniel Tesser, de São Paulo, ganhou mais espaço encostando o sofá na meia parede que isola as áreas. O tampo de madeira do balcão se prolonga, formando uma estreita prateleira acima do estofado. Ao lado, ficam as banquetas altas Classic Preta Belfix, compradas na Loja Casa by Mobly. Pendentes de inox reforçam a atmosfera contemporânea do projeto.


Sofá + estampas




Misturar desenhos- Claro que pode! O truque é eleger um ponto de partida que torne o conjunto harmonioso. Na sala de estar criada pelo arquiteto Joel Mendes, de São Paulo, a paleta de cores – bege, caramelo, cinza-azulado e azul-claro – dá liga entre os vários padrões. Sobre o sofá neutro, da mesma tonalidade do quadro, almofadas de identidades bem diferentes convivem harmoniosamente com as listras que cobrem a manta, o tapete e a leve cortina de voal. De alumínio, a luminária fininha de piso dribla a falta de espaço entre o sofá e a janela.


Quadros + cor


O alinhamento das telas, simples e eficiente, é o segredo do arranjo feito pela jornalista Cristiane Teixeira na sala de seu apartamento, em São Paulo. Repare que as quatro molduras, de mesmas medidas, acompanham os limites do encosto do estofado, encapado com sarja peletizada. A parede vermelha faz o conjunto sobressair. Na lateral, um vaso baixinho de bromélia é acompanhado pela luminária de pé Haste (Tok Stok) – basta movimentá-la para transformar a iluminação indireta em luz de leitura. A mesa de centro em estilo retrô, com pés-palito, completa a cena.

6 cozinhas tipo corredor práticas e organizadas

Com as metragens cada vez mais enxutas é necessário um bom planejamento para conquistar um ambiente bonito e funcional. Inspire-se nos projetos a seguir


Presença forte, o preto aparece nos móveis, na geladeira e até mesmo na iluminação, e é suavizado pelo uso da madeira. O porcelanato que imita o material natural (Grápia Rústico,da Itagres, Leroy Merlin) cobre o piso de todo apê (exceto o do banheiro). Projeto da arquiteta Carolina Ouro. (Mariana Orsi/)


A ausência de divisória entre cozinha e lavanderia evita a sensação de confinamento. E já que a ideia é integrar, a bancada única se estende pelos dois setores, assim como a marcenaria e o revestimento de parede. Já o piso de porcelanato (London Grigio, 52 x 52 cm, da Biancogres. C&C) em padrão cimentício cobre todo o apê, com exceção do banheiro. Notou que o painel ripado oculta a lava e seca- Como o tanque fica embutido, no gabinete ao lado, a área de serviço passa despercebida. Projeto da arquiteta Renata Cáfaro. (Luis Gomes/)


Os armários preenchem as paredes laterais, aproveitando o formato alongado da cozinha. De granito preto são marcos, a bancada se repete na área de serviço. Projeto da designer de interiores Gabriela Alencar . (Leo Caldas (PE)/)



A forma mais usual de superar a falta de espaço em cozinhas alongadas é alinhar o trio geladeira, pia e fogão em uma parede, cercando-o de armários. Neste projeto, a arquiteta paulistana Marina Moussi ainda conseguiu espaço, do lado oposto do cômodo, para uma leva de módulos aéreos e uma bancada: "Desenhei esses elementos com profundidade de 30 cm, deixando 73 cm livres para circulação". Projeto da arquiteta Marina Moussi. (Luis Gomes/)


Para aproveitar na cozinha a luminosidade que vem da área de serviço, os moradores separou os ambientes com uma porta de correr de vidro. Projeto da arquiteta Marina Barotti. (Marcos Lima/)


O espaço recebeu mobiliário desenhado sob medida pelo arquiteto. Nos novos gabinetes e módulos suspensos – produzidos em MDF com revestimento laminado -, louças e mantimentos podem ser acomodados com folga. Repare que, acima dos armários, o arquiteto Daniel Tesser projetou uma prateleira que é usada para exibir objetos. (Marcos Lima/)


Com pouco tempo e investimento, cores e luzes transformam seu lar

Uma tinta nova na parede e uma luz diferente renovam o visual e modificam o astral da casa

Se o propósito é dar um toque diferente em qualquer ambiente, sem que seja necessária uma grande reforma, gastando muito, a Leroy Merlin apresenta a você o Especial de Pintura e Iluminação, que ocorre de 06 a 16 de outubro em todas as suas lojas.

São muitas opções de cores disponíveis no estoque, as mudanças básicas podem ser ainda mais práticas e eficientes, como mudar a cor de uma parede, alocar uma nova luminária ou utilizar um tipo diferente de lâmpada, o que já torna o visual diferenciado em qualquer ambiente.

As luzes de LED, que ajudam a economia no bolso e tem maior durabilidade quando comparadas aos outros tipos, são tendência e podem ser instaladas em lustres, abajures e luminárias de teto. Os spots, que possuem uma luz direcionada, são propícios para iluminar closets, corredores internos e escritórios.

A combinação perfeita com a iluminação chega com a diversidade de tintas que podem se adequar e transformar o ambiente que você deseja reformar. Se você quiser modificar um espaço com inovação e criatividade, por exemplo, temos uma dica valiosa: aposte em tintas com efeitos!

A tinta lousa, uma das mais buscadas do momento, faz com que seu filho se divirta e passe pela fase de riscar as paredes sem causar danos à nova pintura. Se você esquece, às vezes, das tarefas do dia a dia e precisa de um lembrete, o efeito é útil também. Modernidade e descontração ganham espaço no seu lar.

Todos estes produtos podem ser encontrados nas lojas da Leroy Merlin mais próxima de você, além das demonstrações e ajuda de nossos colaboradores para mais inspirações. Divirta-se!



Espaços pequenos: Aproveitando a varanda

Pequenas varandas e sacadas podem ter um charme muito especial se elaborados com criatividade e cuidado.

Hoje vamos falar das varandas e sacadas. Existentes em pequenas casas e apartamentos – que surgem cada vez mais em nossa cidade e região – esse espaço pode ser aproveitado para criar um ambiente de contemplação e relaxamento.

Para quem mora em apartamento ou quintal concretado e sente falta de contato com a natureza a dica principal é: invista em vasos de plantas e jardins verticais. Observar uma planta nos reconecta com o meio ambiente e o cuidado com elas pode ser uma terapia:

-Plantas suspensas ou em suportes deixam o piso livre para outros itens de decoração e uso;
-Você pode criar um conjunto com diversas espécies, só tenha cuidado quanto a insolação do local para que elas vinguem;
-Plantas e flores coloridas deixam o ambiente mais alegre;
-Espécies frutíferas podem ser uma boa aposta, enquanto hortinhas com temperos também são de grande utilidade;
-Para criar uma composição diferente, aposte em vasos de tamanhos diferentes e em tons diferentes, porém próximos;
-Dependendo da disposição dos vasos e plantas, você pode construir uma "barreira visual" contra os vizinhos, o que trará mais privacidade para sua casa.

Algumas estruturas e revestimentos também podem trazer diferenciais a sua varanda:
-Instalar um deck em madeira pode deixar sua varanda muito mais aconchegante e convidativa;
-Bancos fixos em toda extensão da varanda, com almofadas confortáveis, permitem apoio a itens de decoração e rendem lugares extras para visitas;
-Além das plantas, cortinas em bambú e outras estruturas como treliças e lambris podem ajudar a tampar a visão de vizinhos em pontos estratégicos, mas em caso de apartamentos esteja ciente quanto as permissões e proibições do seu condomínio;
-Lambris de madeira ou metal também podem ajudar a esconder itens como máquina de ar-condicionado, etc;
-Se as regras do seu prédio permitirem, invista em revestimentos como tijolinhos, madeira ou invista em uma cor diferente para uma parede de destaque;
-A grama sintética também pode ser utilizada contanto que esteja em uma varanda coberta.

Quanto ao restante da decoração, tenha em mente um estilo de design que goste para compor o espaço:
-Mesas e cadeiras permitem um novo espaço para refeições e atividades. Tenha cuidado ao escolher um modelo que não tome muito espaço e invista em itens dobráveis que possam ser recolhidos quando necessário;
-Futons – aquelas ‘almofadas gigantes’ incorporadas a estruturas – transformarão sua varanda em um local de relaxamento e descanso;
-Quadros deixam uma parede sem graça com mais vida;
-Se a sua varanda é gourmet, aposte em móveis planejados para melhor aproveitar cada centímetro;
-Tapetes drenantes, mantas e almofadas trarão um ar de conforto para o ambiente;
-As redes para descanso são sempre uma boa ideia, assim como poltronas maiores e até mesmo balanços almofadados;
-Abuse da iluminação diferenciada, como com lanternins, varais de lâmpadas e até abajures.

E por último, se você tem crianças, por que não investir neste espaço para ser um local de diversão e distração para elas-
-Tenha sempre uma rede de proteção para segurança delas e para que brinquedos não caiam facilmente. O fechamento da varanda em vidro, neste caso, é muito bem-vindo para evitar sujeira e quedas;
-Aposte em um piso confortável para que elas não se machuquem, como os tapetes EVA ou grama sintética;
-Tenha caixas para organização de brinquedos;
-Mesinha e cadeira para fazer atividades e tarefas da escola são uma boa ideia;
-Uma cabaninha ou um Teepee pode ser um refúgio para elas.

Pequenas varandas e sacadas podem ter um charme muito especial se elaborados com criatividade e cuidado.

Confira algumas ideias:

































Arquitetos renomados dão dicas pra quem quer decorar uma casa pequena

Você mora em uma casa ou apartamento pequeno e um arquiteto ou decorador não cabem em seu orçamento- Pois o limaonagua entrou em contato com renomados arquitetos que gentilmente compartilharam sua experiência conosco. São informações valiosas, que podem melhorar significativamente a qualidade de vida de quem vive em uma casa pequena. O mais importante: é de graça! Então, faça bom proveito.

Fizemos a alguns escritórios de arquitetura a seguinte pergunta: se você tivesse que dar uma dica para uma pessoa que vai morar em um espaço pequeno, qual seria ela-

Uma boa marcenaria!
Uma marcenaria bem feita aproveita cada centímetro do seu apartamento. Essa é a maior vantagem deste serviço. As demandas que mais chegam até nós, profissionais, são: guarda-roupa grande e mais espaço para guardar utensílios de cozinha. Pensando nisso, nasce o projeto de marcenaria.

Outra dica boa é não utilizar muitos padrões de madeira e escolher até três tons. Assim, é mais fácil criar ambientes harmônicos e aproveitar as peças em MDF.

Neste projeto, elegemos o destaque com o verde-limão em contraste com o cinza e o tom amadeirado. Optamos também pelo armário com portas de abrir que, além de ocupar 7cm a menos do que o armário com portas de correr, é mais barato, pois não inclui os trilhos.

Os detalhes fazem a diferença! Os puxadores estão cada vez mais camuflados na marcenaria, eles vêm no formato cava ou apenas um perfil em alumínio discreto.






A iluminação é um fator decisivo ao bom uso de espaços pequenos e a luz natural é a melhor opção

A primeira dica é o bom aproveitamento dos espaços, com móveis versáteis e, quando possível, ambientes integrados.

A iluminação também é um fator decisivo ao bom uso de espaços pequenos. A luz natural é sempre a melhor opção, porém, quando o ambiente não puder abrigá-la, focos de luz artificial ajudam a destacar certos espaços ou objetos e assim melhor distribuir o projeto.

Além dessas dicas, outros "truques" para melhor aproveitar estes ambientes é o uso de espelhos, que dão a sensação de amplitude, e de outros objetos específicos no décor. O tapete é um deles. O uso de um grande tapete retangular que envolva algum cômodo, como a sala de estar, também pode proporcionar o efeito desejado. Algumas estampas, como as quadriculadas, podem dar um efeito "ilusório" que é interessante para a ampliação dos projetos.





Saiba como deixar a casa mais aconchegante no inverno

Como é possível tornar os ambientes confortáveis nos dias mais frios

Com as baixas temperaturas, aumenta a vontade de passar mais tempo em casa. Mas para garantir o conforto é importante realizar pequenas mudanças para amenizar os efeitos do inverno.

Segundo Alessandro Gomes, coordenador da área de arquitetura e urbanismo do Senac Marília, com alguns truques podemos garantir um ambiente acolhedor sem gastar muito. "Investir nos acessórios, como tapetes felpudos que protegem os pés, é uma boa opção. Mantas e almofadas em tecidos mais grossos e macios, como a lã e o veludo, são as estrelas da estação. Não podemos esquecer das cortinas que ajudam a aquecer o ambiente", afirma.

"Nos quartos, além de tapete, manta e almofadas, vale a pena investir em uma cabeceira estofada. No inverno, as cores e a luz ajudam a compor um espaço mais acolhedor. Aposte nos tons terrosos para a decoração e nos amarelados para a iluminação", recomenda.



Papel de parede no banheiro é possível e o resultado é lindo

O banheiro sempre foi um ambiente deixado mais de lado quando o assunto é decoração, mas os tempos estão mudando. Cada vez mais as pessoas ao reformarem ou adquirirem um imóvel, estão preocupadas com cada cantinho da casa. Finalmente, o banheiro ganha destaques das maneiras mais criativas.

O papel de parede era algo impensável de se ter no banheiro há um tempo atrás, mas com novas tecnologias desenvolvidas, esta não é mais a realidade. Além de dar um grande destaque para os banheiros e lavabos, os papeis de parede são uma alternativa linda e prática para quem não quer uma reforma cheia de quebra quebra.

Além de tudo, pode ser uma opção mais barata em relação à ladrilhos e porcelanatos. De qualquer forma, quando o assunto é revestimento, com certeza vale a pena investir um pouco mais, porque o resultado, geralmente vale a pena.


É sempre importante lembrar, que a alternativa do papel de parede para este ambiente é muito original e o resultado é incrível, mas não pode ser aplicada sem alguns preparativos. Primeiro, é essencial saber qual o tipo de papel pode ser colocado no banheiro, e se este tem uma janela maior/menor, se é mais úmido, se vai ser colocado em todas as paredes, é preciso procurar uma profissional que esteja acostumado com este tipo de trabalho. Tudo isso é importante para que tudo tenha o resultado desejado, por isso a pesquisa e consulta de profissionais são necessárias.

Depois da pesquisa feita e decisão tomada é só aplicar e ver o resultado, os papeis de parede são bem versáteis, com temáticas e cores para todos os gostos. Desde o clean e minimalista ao romântico florido, ou até, o moderninho.

Confira abaixo fotos de banheiros e lavabos para se inspirar:







Lei da Reforma completa 3 anos e "pegou"

Lei prevê regras para realização de obras em condomínios residenciais ou comerciais

A chamada Lei da Reforma vai completar três anos no próximo mês. Publicada em abril de 2014 pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), a NBR 16.280 estabelece regras para a realização de obras em condomínios residenciais ou comerciais, como também determina quais são as responsabilidades e as atribuições dos proprietários dos imóveis, síndicos e dos profissionais da área de arquitetura e construção.

"No Brasil, por vezes, vemos que há leis que não pegam. O mesmo acontece com algumas normas. Felizmente, essa pegou", comemora o presidente do CAU/SP – Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo, Gilberto Belleza. Para ele, reflexo disso é o aumento considerável na emissão de RRTs (Registro de Responsabilidade Técnica) com indicação desse tipo de atividades registrados pelo Conselho logo no primeiro ano em que a NBR entrou em vigor.

"Os síndicos dos condomínios reconheceram a importância de ter um profissional e passaram a cobrar de qualquer obra o devido recolhimento do RRT ou da ART (Anotação de Responsabilidade Técnica), documento que deve ser expedido por um arquiteto. A sociedade já não quer – e nem deve – mais assumir a responsabilidade e os riscos que uma obra oferece sem contar com a participação de um profissional realmente responsável capacitado para tal", completa Belleza.

Para uma obra em uma construção já existente, além da elaboração do projeto, o arquiteto tem capacidade para analisar o comportamento da estrutura, das vedações, das instalações prediais e diagnosticar as alterações a serem feitas, de modo a não interferir na estabilidade e segurança da edificação. "É ele quem deve elaborar esse plano de reforma", diz Belleza.

De acordo com o presidente do CAU/SP, nesse documento deve constar, entre outras informações, o detalhamento sobre os impactos nos sistemas e equipamentos; entrada e saída de materiais; horários de trabalho; projetos e desenhos descritivos; identificação de atividades que geram ruídos; identificação dos profissionais e por último o planejamento de descarte de resíduos.

"Vale, inclusive, para reformas dentro do imóvel, como remoção ou acréscimo de paredes, instalações elétricas e de gás, instalação de ar-condicionado, exaustão e ventilação, revestimentos, esquadrias e fechamentos de varandas, troca de tomadas de lugar, automação, impermeabilização, entre outros", conclui Belleza.

Manutenção de piscina vai além dos cuidados com a limpeza

O brasileiro costuma associar piscina às estações mais quentes do ano, período que costuma coincidir com férias, Carnaval e as festas de final de ano. Muitos acabam esquecendo, no entanto, que é importante realizar manutenção constante, com medidas que não se restringem apenas à limpeza. Por isso, a Votorantim Cimentos recomenda aproveitar justamente o outono e o inverno, épocas mais frias do ano, para avaliar as condições da sua piscina e realizar os reparos necessários.

Entre os principais fatores que contribuem para o desgaste da piscina está o uso de produtos químicos para tratamento da água e até mesmo de cloro, o que faz estruturas de vinil e de fibra de vidro desbotarem. Já as piscinas de concreto ou alvenaria podem apresentar infiltrações, desplacamento e danos estruturais.

Segundo o gerente técnico do setor de autoconstrução da Votorantim Cimentos, Marcio Yoshiharu Matsumoto, em piscinas de concreto e alvenaria é preciso cuidado na hora de assentar e rejuntar pastilhas de vidro e porcelana em áreas molhadas. Existem produtos específicos para assentamento de pastilhas em piscinas e áreas externas, como a argamassa de alta aderência Votomassa Pastilhas. Na hora da aplicação, também é preciso atenção. Dependendo do tamanho da placa cerâmica, há necessidade de alterar o método de aplicação.

"Por exemplo, peças acima do formato 30x30cm ou 900cm² precisam receber a aplicação de dupla colagem e para cada formato de produto existe uma desempenadeira adequada para quando a argamassa colante é aplicada no substrato (estrutura finalizada) e também no verso da placa cerâmica. Após o assentamento do revestimento cerâmico, é necessário aguardar pelo menos três dias antes de executar o rejuntamento. Esta etapa, por sua vez, demanda rejuntes específicos para cada tipo de aplicação", orienta Matsumoto.

Com o rejunte aplicado e a limpeza feita, basta aguardar no mínimo 21 dias, encher a piscina de água e se refrescar. Antes disso, no entanto, ainda é recomendado inspecionar todo o revestimento para conferir se há alguma placa se soltando ou se existe falha no rejuntamento. Caso a aplicação das placas cerâmicas na piscina seja feita com um tipo de argamassa inadequado, a durabilidade do revestimento pode ficar comprometida, ficando suscetível ao desplacamento cerâmico, a infiltrações e até danos estruturais na piscina.

Para acertar na escolha da argamassa e na aplicação, os proprietários podem contar não só com a orientação dos profissionais do varejo como podem lançar mão da tecnologia. No site Mapa da Obra (www.mapadaobra.com.br) são oferecidas várias informações para ajudar a ganhar tempo e economia. Há ainda o aplicativo Ajudante Votomassa que pode ser baixado gratuitamente em qualquer loja online para aparelhos com sistema Android e iOS. No Instagram da Votorantim Cimentos (@votorantimcimentos), o consumidor também encontra informações sobre a Votomassa e diversos outros produtos para obra e reforma.



Formica apresenta lançamentos na Expo Revestir 2017

Estampas, grafismos e mistura de tonalidades marcam o novo portfólio da marca

Laminados de alta resistência inspirados em tendências que marcaram época, traços, elementos geométricos, movimento e cores marcantes. Estas são as inspirações da Formica® para seus lançamentos 2017 apresentados na 15ª Expo Revestir – a mais importante vitrine de tendências em arquitetura e construção da América Latina – que acontece de 7 a 10 de março, no Transamerica Expo Center, em São Paulo.

A coleção Formica Design conta com a grande vantagem de que os laminados podem ser aplicados em áreas molhadas como cozinhas, banheiros, lavabos, áreas gourmet, bancadas e pias – enquanto os papeis fica restritos aos ambientes secos.

Os produtos também contam com a exclusiva tecnologia antimicrobiana, que inibe o crescimento de fungos e bactérias nos laminados, tornando-os mais higiênicos, preservando a sua aparência de novos por mais tempo e evitando o mau odor causados por microrganismos.

As novidades apresentam ainda características de resistência mecânica a riscos, atritos superficiais e desgaste; alta resistência a manchas, umidade e altas temperaturas; extrema compactação, conferindo acabamento nobre e refinado; não amarela ou quebra.

Toda a cartela da coleção Formica Design é indicada para aplicação em áreas úmidas - principalmente em banheiros e cozinhas -, mobiliário em geral, paredes internas e espaços comerciais como academias, hotéis, hospitais, shoppings, proporcionando rápida instalação sobre azulejos, concretos e cerâmicas em geral. Comercializadas em chapas nas medidas 3,08m de comprimento por 1,25m de largura, com espessura de 1,3mm, sendo a área útil de 3,00m de comprimento por 1,20m de largura.

Conheça os lançamentos da Formica®:





Tom sobre tom na decoração

É preciso cuidados, assim como na moda, a técnica de sobrepor cores

No mundo da moda, o tom sobre tom é um clássico que sempre está em alta. Na arquitetura e decoração, esse recurso também pode ser empregado nos ambientes para tornar o monocromático mais sutil e atraente. A arquiteta Ana Lívia Werdine dá dicas para quem quer lançar mão desse recurso, mas tem medo de errar. "O tom sobre tom na decoração deixa os ambientes muito elegantes e atemporais. O cuidado é para que não fiquem monótonos e, para isso, é importante mesclar texturas e materiais ou acrescentar toques de cor. Assim eu vejo também as produções de moda, um look de várias peças tom sobre tom é muito chique, mas é bom ter essa mistura para não correr o risco de ficar sem graça", destaca Ana Lívia, que possui intimidade com o universo da moda, uma vez que já atuou como modelo.

Hoje, inserindo técnicas do mundo fashion ao escopo arquitetônico, a profissional conta quais ambientes são ideais para receber a combinação de tom sobre tom: "Esse recurso pode ser usado em qualquer ambiente, desde um quarto, sala, lavabo até na cozinha. Em quartos infantis também, mas neste caso sugiro toques de cor nas almofadas, cobre leitos, além de brinquedos".

O tom sobre tom pode parecer uma combinação simples, mas tanto na moda quanto na decoração tem quem peque ao lançar mão do recurso. "Um erro comum neste tipo de composição é usar tons praticamente iguais. Um pouco de contraste, além do uso de diferentes materiais, é bem vindo", salienta Ana Lívia.

A profissional ainda dá dicas para que o décor não fique triste e sem vida na hora de projetar lançando mão desta sobreposição de nuances. "Quando usar tons de cinza ou preto, por exemplo, o ambiente deverá ser bem iluminado, ter elementos contemporâneos e/ou toques de cor. O amarelo e o azul, por exemplo, jogam muito bem com tons de cinza e alegram a decoração", explica.

Em um projeto recente, a arquiteta utilizou o recurso e obteve sucesso. "No projeto em questão, um apartamento em um bairro nobre de Belo Horizonte, utilizei peças de design assinado e um desenho moderno no tapete para quebrar a monotonia do tom sobre tom das cores. Tudo isso com um toque contemporâneo e atual. O resultado ficou elegante e agradou em cheio nossa cliente", comemora.

Ana Lívia encerra reforçando as vantagens do tom sobre tom na decoração: "A vantagem deste recurso é que o ambiente não fica cansativo aos olhos e fica mais atemporal. Daqui a dez anos este projeto permanecerá atual".

Esse texto foi selecionado pela arquiteta Renata Rocha, sócia proprietária da Planass Arquitetuta, em Assis, pois mostra exatamente a importância do Tom sobre om na decoração.



"O tom sobre tom na decoração deixa os ambientes muito elegantes e atemporais. O cuidado é para que não fiquem monótonos e, para isso, é importante mesclar texturas e materiais ou acrescentar toques de cor"

Serviço:
Planass Arquitetura
Rua: Jose Nogueira Marmontel, 1024 sl B
Ligue: (18) 3321-7213

Conheça os benefícios de ter plantas em casa

Para conseguir esses benefícios não é preciso uma imersão na natureza, basta encaixá-la em alguns pontos da decoração da sua casa. Veja como!

Plantas e flores têm o poder de embelezar qualquer ambiente e agradar a todos, não é à toa que elas são tão utilizadas como presente em datas especiais. Mas nesses casos, o que mais acontece é o presenteado aproveitar o frescor da planta por uma semana e descartá-la assim que a mesma perde o visco.

Isso acontece por dois motivos: as pessoas não têm costume de cuidar de plantas e pouco sabem dos seus benefícios. E isso por que, ao longo dos anos, quem mora nas grandes cidades acaba por se distanciar completamente da natureza e esquece como a mesma pode ser benéfica.

E para conseguir essas vantagens não é preciso uma imersão na natureza, basta encaixá-la em alguns pontos da decoração da sua casa.

As principais vantagens de incluir plantas na decoração de casa:

• Cultivar flores é uma forma simples de colocar cor em ambientes sóbrios. Para os que preferem não se arriscar nos ornamentos coloridos, os girassóis, gérberas e rosas podem compor uma decoração com pontos de destaque sem pesar no todo.

• Plantas são especiais também por terem a capacidade de limpar o ar. Através do processo de fotossíntese elas absorvem o ar poluído e o transforma em oxigênio. Além disso, elas umidificam o ar no processo natural de transpiração. E isso é bom não só para o ambiente, mas também para os moradores da casa que terão mais qualidade respiratória.

• Um ambiente decorado com plantas passa a sensação de aconchego e relaxamento. Além de deixar os indivíduos mais calmos, há quem acredite que elas têm poder medicinal e ajudam inclusive na recuperação de enfermos.

Como saber quais as melhores plantas para a sua casa-

Agora que você já sabe quais são os benefícios, precisa conhecer quais as espécies que melhor se encaixam no ambiente doméstico. Afinal, cada planta tem especificidades que devem ser levadas em conta.

Mas como obter essas informações- A resposta está na palma das suas mãos. Isso mesmo, no seu celular. Descobrimos um aplicativo de jardinagem chamado MeuJardim, que é ideal para iniciantes nesse assunto, pois é simples de usar e disponibiliza informações bem úteis.

Por exemplo, ao escolher uma flor para cultivar na sua casa, você vai precisar saber se a espécie se adapta à ambientes fechados e de pouca umidade, não é- Com o aplicativo basta preencher essas informações e filtrar os nomes das espécies para descobrir a melhor opção.

E se a plantinha já está na sua casa, mas parece que o seu tratamento não tá sendo suficiente pra ela sobreviver, o aplicativo também pode te ajudar. No MeuJardim você tem notificações que avisam qual o melhor momento para podar, aguar e adubar a planta. Além disso, ele também disponibiliza o perfil de jardineiros mais próximos da sua residência e o endereço de lojas de materiais de jardinagem.

Agora ficou fácil, né-! Invista nas plantas dentro de casa e consiga uma decoração aconchegante e um ambiente agradável.



Vai construir, já fez o projeto arquitetônico? Plannas Arquitetura tem as dicas

Na hora de construir ou reformar, lembre-se que é fundamental um projeto profissional para deixar a sua casa como você sempre sonhou e não transformar as obras em um pesadelo financeiro e emocional.

"Diversas situações influenciam em um projeto de sucesso, como por exemplo a posição dos ambientes em relação ao nascer e o pôr do Sol, que definem as questões de iluminação e de conforto térmico da construção resultando em uma casa aconchegante no inverno e fresca e arejada no verão", comenta a arquiteta Renata Rocha. Ela explica que, assim como o planejamento bem feito da sua obra, o profissional poderá avaliar diversas alternativas para atender suas necessidades, além do que a economia será ainda maior, pois, é através dele que é previsto e evitado problemas que poderiam gerar custos adicionais. "Além disso, as obras realizadas sem um projeto arquitetônico tendem a demorar o dobro do tempo para serem concluídas", completa.



Não importa o tamanho ou preço da residência, sempre é possível otimizar espaços e, com soluções criativas, fazer um lindo projeto sem perder a funcionalidade, e que se adapte a cada realidade de orçamento e ambiente, realizando um trabalho exclusivo para cada cliente.

Listamos mais alguns dos benefícios em investir num excelente projeto:

> ajuda na escolha do terreno (é fundamental)
> projeto da casa que se adapta ao tamanho do terreno escolhido
> informações sobre financiamento
> acompanhamento da obra (para você economizar e ficar tranquilo(a)
> orientação na escolha de pisos, cores etc.

> aproximadamente 1% do valor da obra é o investimento no projeto

Em Assis, a Planass é um escritório de arquitetura que já construiu dezenas de projetos, sob a orientação dos arquitetos Arildo e Renata. Especialistas em realizar sonhos, esses profissionais transformarão suas ideias em um projeto exclusivo e personalizado, esteticamente moderno e belo, adequado ao seu dia a dia, sem perder o conforto e funcionalidade.

Como vimos o projeto é a parte mais importante da construção tendo o melhor valor de custo/ benefício de toda a construção. Invista de maneira correta seu tempo e dinheiro com nossos projetos.

Projetos a partir de R$ 1500,00 e parcelado!

Ficou interessado- Saiba mais sobre ou faça seu orçamento sem compromisso, clique aqui.