29 de Janeiro de 2023
20º/30º
Entretenimento - Blog
Bem-Estar

Como ter equilíbrio quando o emocional está prejudicado?

Existem muitos estigmas na sociedade que evitam certos temas e assuntos que, em pleno século 21, ainda são considerados tabus. Um deles é a saúde mental, apesar de todo empenho de instituições sociais e apoio de campanhas solidárias com a do Janeiro Branco, que estimula a compreensão sobre os riscos dos danos emocionais (que sabemos que não são poucos) e vem ao encontro da necessidade de voltarmos para dentro de nós, ouvirmos os nossos ruídos, que sinalizam quando não estamos bem e, efetivamente, poder buscar ajuda quando necessário.



É urgente que se olhe para os desequilíbrios na saúde mental mundial e se busque meios de enfrentamento desses estigmas para a busca também de políticas públicas do segmento que se dediquem a esse problema.



Dra Maria Fernanda Caliani, psiquiatra, especialista em terapia cognitiva comportamental, faz um alerta sobre o tema.



"Ninguém duvida que haja um estigma ligado a quem tenha doença mental. É isso que significa a palavra estigma: exclusão, discriminação e ela é a maior barreira que impede as pessoas de buscarem assistência médica". E enfatiza:



"Somos todos suscetíveis a vivenciar a loucura, a angústia, a passar por uma crise emocional. Acredito ser próprio do ser humano. É muito importante que nossas sociedades tragam respostas ao sofrimento psíquico. Seja nas nossas questões mais banais do dia a dia, seja nas questões mais profundas e complexas, a nossa saúde mental é relevante nas decisões e nas relações que tecemos na vida".



Mas quando buscar ajuda profissional?



Dra. Maria Fernanda esclarece que a hora certa de buscar um psiquiatra é quando os sintomas começam a atrapalhar os relacionamentos pessoais, as atividades corriqueiras e profissionais. É quando a pessoa percebe que não vai dar conta, que está começando a ter um gasto de energia considerável.



Segundo a médica, a questão é quando isso começa a ficar muito intenso e frequente, passando a atrapalhar sua vida de maneira significativa, causando um grande impacto.



Por isso, fique atento (a) com esses alertas que a psiquiatra listou:



- Reações desproporcionais a acontecimentos negativos ou positivos;

- Intolerância e se irrita facilmente;

-Problemas para dormir ou passa por crises de insônia frequentes, que prejudicam o desempenho das suas atividades diárias;

- Descontrole emocional;

- Dores inexplicáveis pelo corpo;

- Uso de alguma substância (seja álcool ou alguma droga) e isso está trazendo problemas no seu dia a dia;

- Comportamentos compulsivos, seguir algum ritual repetidas vezes;

- Dificuldades em se concentrar ou manter o foco, ou mesmo apresenta problemas em fazer escolhas;

- Se você tem medo de coisas e situações inofensivas como andar de avião, enfrentar multidões, pegar elevadores.

- Se você tem pensamentos autodestrutivos como pensar em morrer, ou mesmo se machucar. Este é um sinal de alarme que não deve ser ignorado. Você deve agir imediatamente, procurando ajuda.


"Qualquer indivíduo pode ser acometido por transtornos mentais que o levam a situações dramáticas que o impedem de viver uma vida normal. Por isso, é muito importante buscarmos o equilíbrio de nossa mente e corpo, incluindo nossos sentimentos e emoções. Como lidamos com essas emoções é o que determina como está a qualidade da nossa saúde mental. E isso tem a ver tanto com sofrimento, tanto quanto com felicidade", ressalta Caliani, com mais seis dicas para ajudar na melhora sua qualidade de vida e sua saúde mental:
Culinária

Volta às aulas: confira como montar de forma prática a lancheira das crianças

Para auxiliar os pais na retomada da rotina escolar, Grupo Ocrim selecionou seis dicas fundamentais para um cardápio divertido, variado e nutritivo

Rotina corrida, dificuldade em montar o cardápio da semana, pensar em opções que sejam atrativas para os filhos... Com a volta às aulas, organizar a lancheira das crianças e fazer com que elas se alimentem bem fora de casa pode ser uma grande missão para os pais e cuidadores de crianças.

Mas, com organização e alguns passos simples, essa tarefa pode se tornar mais fácil. Para isso, o Grupo Ocrim listou seis dicas valiosas para auxiliar o preparo das refeições dos pequenos. Confira:

1 - Para garantir mais agilidade, evitando a preparação diária, deixe o máximo de opções de lanches prontos para a semana;
2 - Tenha o hábito de montar um cardápio, afinal, planejar os lanches com antecedência poupa tempo no decorrer da semana e garante mais organização;
3 - Aposte nas variedades de utensílios. Copos, potes e talheres coloridos ou com personagens animados, por exemplo, incentivam as crianças a comerem e deixam as refeições mais divertidas
4 - Coloque os pequenos para ajudar! Incentivá-los a escolher e preparar os lanches auxilia no desenvolvimento da autonomia e na maior aceitação de diferentes alimentos, além de fortalecer os laços e criar memórias especiais;
5 - Sempre que possível, aposte em formatos e montagens diferentes;
6 - Para manter a qualidade dos alimentos, é importante investir em uma lancheira térmica de boa qualidade. Para deixar tudo ainda mais fresquinho, os gelos à base de gel também são uma boa opção.

Dicas extras: a lancheira ideal deve conter sempre uma fonte de proteína, como iogurtes, leite, queijos e ovos; uma fonte de vitaminas e minerais, como frutas em geral, e, para garantir a energia que os pequenos precisam, uma boa fonte de carboidrato, como pães, bolos, panquecas e biscoitos.
Bem-Estar

5 alimentos que ajudam a rejuvenescer a pele

Ter uma pele saudável e jovem pode ajudar as pessoas a se sentirem melhor consigo mesmas e mais confiantes em sua aparência.

A pele é o maior órgão do corpo humano e é essencial para protegê-lo contra as agressões externas. No entanto, com o passar do tempo, ela pode perder sua elasticidade e suavidade, o que pode levar à aparência envelhecida e causar uma baixa autoestima nas pessoas.

Ter uma pele saudável pode ajudar as pessoas a se sentirem melhor consigo mesmas e mais confiantes em sua aparência. Além dos cuidados diários com a pele, como o skincare, alguns alimentos específicos também podem ajudar no rejuvenescimento dela.

"Comecei a ter problemas com o meu peso e também com a minha pele já na adolescência, o que me causou muita dor e frustração e isso me forçou a aprender a me alimentar de forma mais saudável e também cuidar da minha pele ainda muito jovem", conta Margot Park Young, influenciadora coreana que vive no Brasil e conquistou notoriedade na internet brasileira ajudando pessoas a controlarem o peso e viverem de forma mais saudável. Ela também é especialista em massagens faciais coreanas e atua como coach de beleza e saúde."Uma das coisas que eu sempre falo e ensino é que um dos fatores primordiais para ter uma pele boa e saudável é o que você coloca para dentro do organismo, ou seja, a sua alimentação", completa.

Quando seguimos uma dieta equilibrada e saudável, nosso corpo é capaz de funcionar corretamente, e isso pode trazer muitos benefícios para a saúde. Além de prevenir doenças como obesidade, diabetes, hipertensão e doenças cardíacas, a boa alimentação também pode ajudar a melhorar a saúde mental e emocional, a saúde da pele e do cabelo. Alimentos ricos em vitamina C, por exemplo, podem ajudar a produzir colágeno e manter a pele saudável e jovem. E alimentos ricos em vitamina A e zinco, podem ajudar a manter cabelos e unhas saudáveis.

"Prestar atenção em detalhes como tomar a quantidade correta de água, consumir proteína em todas as refeições, comer fibras diariamente e suplementar, são coisas extremamente importantes não apenas para a sua saúde, mas para conseguir manter uma pele jovem e saudável por muito anos", explica a especialista.

Pensando nisso, trouxemos uma lista de alimentos que podem ajudar a rejuvenescer a pele:

- Legumes e verduras verdes como couve, espinafre e brócolis, ricos em vitamina K e ferro, ajudam a regular o metabolismo e manter o corpo saudável.
- Frutas cítricas como laranjas e limões, que são ricas em vitamina C, essencial para a produção de colágeno e manter a pele firme e elástica.
- Frutas e vegetais ricos em antioxidantes, como mirtilos, morangos, brócolis e espinafre, que ajudam a proteger o corpo contra os danos causados pelos radicais livres e pode contribuir para o rejuvenescimento.
- O abacate é uma fonte de ômega 3, auxiliando o sistema circulatório e tem ação protetora das células. Deixando a pele mais macia e os cabelos com mais vida.

É sempre recomendado consultar um nutricionista para orientações personalizadas.

Assisense procura tutores de gata encontrada no Jardim Eldorado

A gata apareceu no motor do carro, no sábado à tarde

No sábado, 21 de janeiro, a assisense Priscila Santos, encontrou uma gatinha no motor do seu carro, e está à procura de seus tutores.

"Eu não sei de onde ela veio, estava com meu carro estacionado na Rua Natal Travaglia, no Jardim Eldorado, quando ela apareceu, ela está com pontos recentes de castração, então deve ter dono", explicou.

divulgação - Gata encontrada no Jardim Eldorado - Foto: Divulgação
Gata encontrada no Jardim Eldorado - Foto: Divulgação


Priscila acolheu a gatinha, que tem a pelagem branca e cinza, mas teve que levá-la para a casa de uma amiga. "Ela tem seis gatos e não pode adotar mais um, neste momento, por isso queria ajuda para encontrar o dono dela", pediu.

Qualquer informação pode ser passada para o número 18 99705-2755.
Bem-Estar

Volta às aulas: saiba o que a escola pode ou não exigir de alunos e responsáveis

Legislação brasileira impede abusos ao consumidor

Com o período de volta às aulas se aproximando, muitos pais e responsáveis podem ter dúvidas sobre o que as escolas podem ou não exigir dos alunos. Segundo o advogado e professor do curso de Direito da Faculdade Anhanguera, Fábio Frederico F. Rocha, a legislação brasileira fixa algumas regras que as instituições de ensino precisam seguir.

"Quando o pai, responsável ou aluno observar que a lei consumerista não está sendo respeitada pelo prestador de serviço, a orientação é, primeiro, dialogar com a instituição de ensino para que a situação seja corrigida. Caso a tentativa de solução do conflito não seja satisfatória, o cidadão deve procurar um órgão de defesa do consumidor, a exemplo do PROCON, todavia, a depender da complexidade do caso, restará o acionamento da via judicial.", recomenda o docente.

A seguir, o professor universitário lista os principais pontos que causam dúvidas nesta época do ano, e o que a legislação diz a respeito dos direitos do estudante.

MATERIAL ESCOLAR

A Lei nº 12.886/2013 proíbe a escola de solicitar itens de uso coletivo, isto é, tudo aquilo que é usado no estabelecimento de ensino em ambientes coletivos por todos os alunos, como por exemplo: algodão; canetas de lousa; carimbo; copos descartáveis; esponja para pratos; fitas adesivas; fitas decorativas; fitilhos; flanela; grampos para grampeador; giz branco ou colorido; guardanapos; lenços descartáveis; isopor; fitas dupla face; marcador para retroprojetor; material de limpeza; material de escritório; cola para isopor; pasta suspensa; piloto para quadro branco; medicamentos; pratos descartáveis; sacos de plástico; talheres descartáveis; papel higiênico, etc.

A escola só pode pedir aos pais a compra de materiais escolares que serão de fato utilizados pelos alunos durante o ano letivo em atividades pedagógicas e trabalhos escolares, como lápis de cor, pincéis, papel sulfite (em quantidade limitada por estudante), massinha de modelar, entre outros. Ao final do ano letivo, os materiais individuais de cada aluno devem ser devolvidos à família.

Mas a escola não pode exigir que seja adquirido material de determinada marca ou modelo, essa escolha é livre e individual. O que ocorre muitas vezes é que, para a comodidade dos pais, a escola oferece os materiais mediante algum valor em dinheiro, ficando ao critério do consumidor adquirir junto à instituição (neste caso, exija uma nota fiscal discriminando cada item, quantidades, e valor unitário e total) ou comprar os itens por conta própria.

LIVROS E APOSTILAS

Para muitas famílias que têm mais de um filho, o material didático do filho mais velho pode ser reutilizado pelo irmão mais novo no ano seguinte. Neste caso, a escola não pode exigir que os livros e apostilas sejam novos, exceto se o material didático estiver desatualizado -- o que a escola pode exigir é que o material seja o mesmo que a turma atual está utilizando para as aulas.

Da mesma forma, não é legal exigir a compra em determinada editora ou livraria específica, o consumidor é livre para pesquisar o estabelecimento em que o preço for mais em conta.

UNIFORME

Nenhum estudante pode ser impedido de entrar na instituição de ensino caso não esteja vestido com o uniforme, mesmo que tal regra esteja presente no regimento interno do colégio. A prática fere o artigo 208 da Constituição Federal (acima de qualquer lei estadual e municipal ou normas internas), que prevê que o ensino no país será ministrado com base na "igualdade de condições para o acesso e a permanência na escola".

A escola também não pode exigir que o uniforme seja comprado em um único lugar, e os pais podem mandar fazer um uniforme igual, caso queiram; ou ainda reutilizar nos filhos mais novos o uniforme dos mais velhos. O que costumeiramente acontece é que a escola consegue oferecer as roupas novas com um valor mais justo, pois adquirem as peças de fabricantes em quantidade, o que barateia o custo.

É importante lembrar que a Lei Nº 8.907/1994 determina que o uniforme escolar nas escolas públicas e privadas não pode ser alterado antes de cinco anos.

E O ALUNO INADIMPLENTE?

Quando o aluno está com mensalidades atrasadas, a escola pode sim negar a matrícula ou rematrícula no momento da renovação de semestre ou ano letivo, é o que prevê o Art. 5º da Lei 9.870/99. Como o aluno ou responsável assume um compromisso financeiro ao assinar o contrato de prestação de serviços educacionais, a escola tem o direito de cobrar judicialmente mensalidades atrasadas (apenas a partir de 90 dias, antes desse período é considerado pela jurisprudência como "impontualidade"), incluir o nome do inadimplente nos serviços de proteção ao crédito ou, em casos extremos, desvinculá-lo da instituição ao final dos ciclos letivos.

O que a escola não pode fazer é promover qualquer tipo de constrangimento ou violência psicológica, como impedir o estudante de frequentar as aulas e atividades durante o período letivo, muito menos proibir que o aluno realize provas. Também não é permitido reter ou negar a emissão de documentos (comprovante de matrícula e diploma, por exemplo), impedir a transferência do aluno para outra instituição ou desligá-lo da instituição antes do final do ano letivo (conforme disposto no Art. 6º da Lei 9.870/99).

Tutora procura por cachorra desaparecida no Parque Bambu II

Mel sumiu na quarta-feira, 18

A tutora Renata entrou em contato com o Portal AssisCity para pedir a ajuda da população para encontrar sua cachorrinha, a Mel, que está desaparecida desde quarta-feira, 18 de janeiro.

Mel desapareceu nas proximidades do Parque Bambu II e não foi vista após isso.

"Eu estou desesperada, não sei mais o que fazer para encontrá-la, já rodamos por toda a redondeza e não obtive nenhuma notícia, por isso peço ajuda da população, caso alguém tenha informações sobre ela", desabafou.

divulgação - Mel está desaparecida desde quarta-feira - Foto: Divulgação
Mel está desaparecida desde quarta-feira - Foto: Divulgação


Mel é sem raça definida (SRD), de cor caramelo, dócil e de médio porte.

Qualquer informação pode ser passada pelo (18) 98129-0675, falar com Renata.

Cachorro perdido é resgatado no Jardim Morumbi e protetores procuram o dono

O animal foi atropelado e está internado na Clínica Veterinária 'Vitrine Animal'

* Atualização - 13/01/2023 - às 09h27

O dono do animal foi encontrado e nos informou que ele tinha fugido fazia dois dias.



Nesta quinta-feira, 12 de janeiro, um cachorro foi resgatado por protetores no Jardim Morumbi, nas proximidades do Supermercado Amigão.

O cachorro estava com ferimentos, desidratado e com febre de 40°, devido aos sintomas, os protetores o levou para a Clínica Veterinária 'Vitrine Animal', para que ele possa receber os devidos cuidados.

divulgação - Cachorro encontrado no Jardim Morumbi - Foto: Divulgação
Cachorro encontrado no Jardim Morumbi - Foto: Divulgação


Segundo os responsáveis, o animal aparenta ter dono, está de coleira e está perdido há alguns dias.

Caso os donos identifiquem o animal, basta comparecer na clínica, localizada na Avenida Rui Barbosa, 1822, ou pelo telefone (18) 3323-6636.
divulgação - Cachorro estava com coleira quando foi encontrado - Foto: Divulgação
Cachorro estava com coleira quando foi encontrado - Foto: Divulgação

Culinária

Picanha brasileira fica em segundo lugar como melhor prato do mundo

Prato brasileiro disputou com 100 outras comidas tradicionais

A picanha brasileira conquistou o segundo lugar em um ranking com as 100 melhores comidas tradicionais do mundo, o Tasteatlas Awards 2022. Dados do governo federal mostram que o país produz 9,7 milhões de toneladas de carne bovina e exporta 25% da produção.

Outro prato brasileiro que obteve destaque no levantamento foi a vaca atolada, comida típica caipira que ficou em 29º no ranking. O prato sul mato-grossense é composto por uma combinação de carne bovina e mandioca.

De acordo com o Ministério do Turismo, o pescado brasileiro também se posicionou bem na premiação, com a moqueca em 49º lugar no Tasteatlas Awards 2022. O prato normalmente é feito com camarão e peixes como badejo, robalo, dourado e cação.

O último prato brasileiro a aparecer no levantamento é o feijão tropeiro, típico em São Paulo, Minas Gerais e Goiás. A comida mistura feijão, carne seca, toucinho e farinha de mandioca ou de milho.

Dados da Organização Mundial do Turismo mostram que a gastronomia é o terceiro principal motivo da realização de viagens em todo o planeta.

Tutora busca por gatinha desaparecida em Cândido Mota

A gatinha é de cor preta com amarelo e atende pelo nome de Ágatha

A tutora Malu está em busca de sua gatinha que desapareceu no dia 27 de dezembro, em Cândido Mota.

A gatinha é de cor preta com amarelo e atende pelo nome de Ágatha. Ela desapareceu nas imediações da escola Fisk, próximo a escola Helena Pupim no município.

Segundo Malu, a gatinha está passando por um tratamento e apesar do tempo sumida, ela acredita que alguém possa encontrar e oferece recompensa.

Divulgação - Ágatha - Foto: Divulgação
Ágatha - Foto: Divulgação


Quem tiver informações sobre o paradeiro de Ágatha, entrar em contato através do celular (18) 99705-4712

Tutora busca por cachorra desaparecida no centro de Assis

A cachorra é da raça shitszu, de cor branca e cinza e ela atende por nome de 'Gringa'

A tutora Bruna está em busca de sua cachorra que desapareceu na manhã desta segunda-feira, 2 de janeiro no centro de Assis.

A cachorra é da raça shitszu, de cor branca e cinza e ela atende por nome de 'Gringa'. Segundo Bruna, ela desapareceu nas proximidades da Prefeitura Municipal.

Gringa toma medicação controlada e sua mãe, uma outra cachorra e está sem comer por falta do filhote.

Divulgação - Gringa - Foto: Divulgação
Gringa - Foto: Divulgação


Algumas informações são de que Gringa foi vista em Palmital, mas a família não tem certeza.

Quem tiver informações sobre o paradeiro da cachorra, entrar em contato diretamente pelo telefone 18-99748-8540.

Que cor usar na virada do ano? Veja o significado das cores no ano novo 2023

Saiba o que cada cor significa no Réveillon e aposte naquela que combina com seu maior desejo para 2023

O dia 31 de dezembro é marcado pela virada de ano no calendário cristão.

Pessoas ao redor do mundo se reúnem para festejar o início de um novo ciclo, que promete novas realizações e novos objetivos a se conquistar.

Acredita-se que a cor a se vestir no dia pode significar o seu grande desejo para o próximo ano - e até mesmo interferir em sua realização.

Confira o significado de cada tom para apostar nas celebrações do último dia de 2022.

Significado cores para o Ano Novo

Vermelho - Está ligado ao amor e aos afetos. A expressão dos sentimentos através do vermelho é feita de maneira extrovertida.

Azul - Expressa a introspecção, a razão e a intuição.

Amarelo - Corresponde à iniciativa e tomada de decisões.

Laranja - Demonstra vontade de agir.

Verde - Adaptação ao ambiente.

Violeta - É o equilíbrio entre sentimento e pensamento.

Preto, branco e cinza - Estão ligados ao inconsciente.

O branco também costuma remeter à paz, o preto à autoridade o cinza à estabilidade.

Pets e fogos de artifício: como preparar os animais

Médica veterinária orienta sobre medidas e medicamentos que podem amenizar os danos aos animais de estimação

Se os ruídos dos fogos de artifício fossem quatro vezes mais altos, certamente seriam extremamente desconfortáveis para a maioria das pessoas. Pois é assim que os pets percebem o barulho da queima de fogos. Enquanto os humanos captam sons entre 16 e 20.000 Hz, os cães escutam sons entre 10 e 45.000 Hz e os gatos mais jovens até 100.000 Hz.

Períodos de comemorações, como fim de ano e campeonatos de futebol, acendem o alerta de perigo para os animais. O ruído dos fogos de artifício pode causar desde medos, traumas, posturas agressivas, tentativas de fugas até laceração dos tímpanos, ataque cardíaco, desmaios, automutilações, convulsões ou, mesmo, a morte em animais mais sensíveis ou com comorbidades. Por isso, os tutores devem tomar medidas preventivas também em cidades nas quais as queimas de fogos com estampidos já são proibidas. Infelizmente, não é toda a população que cumpre as regras.

Como preparar o pet para a queima de fogos

Segundo a médica veterinária e consultora da rede de farmácias de manipulação veterinária DrogaVET, Farah de Andrade, tentar habituar os pets a sons altos e de fogos é uma boa alternativa. Colocar música para o pet ouvir frequentemente e aumentar o volume aos poucos, vai fazer com que se acostume. Também é importante associar o momento a algo que o pet goste, como brincadeiras, carinho e petiscos. Aproveitar eventuais queima de fogos para associar a recompensas positivas e mostrar tranquilidade ao pet também vai contribuir para a prevenção de respostas exacerbadas em momentos de festejos mais intensos.

Medicamentos fitoterápicos e florais de Bach também são grandes aliados. "É importante consultar um médico veterinário para que ele indique o medicamento mais adequado e a dose correta para o pet, de acordo com o seu peso e as suas condições de saúde. O ideal é iniciar o tratamento com pelo menos uma semana de antecedência ao episódio de queima de fogos", esclarece a veterinária.

Valeriana, Kawa-kawa, passiflora, L-triptofano e melatonina são algumas opções naturais para a prevenção e podem ser manipuladas em formas farmacêuticas flavorizadas que auxiliam a administração. "Medicar um animal nem sempre é uma tarefa fácil, especialmente os gatos. Por isso, a manipulação de medicamentos faz tanta diferença nos tratamentos. O tutor pode oferecer o medicamento em forma de biscoito no sabor bacon ou calda sabor caramelo, por exemplo, o que vai fazer com que o pet aceite facilmente. Nos momentos de estresse ou para um animal mais sensível, esse diferencial pode ser um fator decisivo para a adesão ao tratamento", argumenta Farah.

A médica veterinária também orienta sobre a manipulação de Florais de Bach: "Existem fórmulas que combinam mais de um floral, atuando especialmente no medo. Já o floral emergencial atua em situações de mudanças repentinas, viagens e crises de ansiedade, proporcionando tranquilidade. Uma boa opção para termos sempre em casa".

Como proceder durante a soltura de fogos de artifício

É muito importante que o pet não esteja sozinho no momento em que as queimas estejam ocorrendo, pois ele pode achar que está em perigo e tentar fugir. No momento do desespero, os animais são capazes de pular janelas e muros ou passar por espaços que não conseguiriam normalmente. Cão preso na coleira e guia, nem pensar. O risco de se machucar gravemente é ainda maior.

O ideal é que o animal fique dentro de casa, pois será mais difícil escapar e ficará mais tranquilo ao se sentir próximo do tutor. Fechar portas, janelas e cortinas, ajudará a abafar o som e criará a sensação de segurança. Disponibilizar petiscos e brinquedos e fazer uso de feromônios tornam o ambiente ainda mais agradável.

O som de músicas clássicas e relaxantes, além de amenizar o barulho externo, ajuda a tranquilizar os pets. Para isso, a DrogaVET também mantém uma playlist na rede social Spotify, que pode ser acessada pelo link l1nq.com/DrogaVETSpotify
Culinária

Chef Paraguaçuense dá dicas para montar ceia de ano novo gastando até R$300,00

Rudson Bispo dos Santos tem 27 anos e é formado em gastronomia pela Unoeste em Presidente Prudente. Ele atua como chefe de cozinha há 6 anos

A festa de réveillon é uma das mais esperadas do ano. A preparação para o novo, para o diferente e a despedida feliz de um ano inteiro que se passou.

Junto com as festas surgem as dúvidas sobre o que servir nesta noite especial. Para montar um jantar que agrade os familiares é preciso ter criatividade e praticidade.

E para você que quer economizar, mas não abre mão de algo saboroso, o chef Paraguaçuense, Rudson Bispo, criou um cardápio, para 6 pessoas, de no máximo R$ 300,00, ou seja, em média, R$ 50 reais por pessoa.

Para ele é importante que as pessoas se organizem da melhor forma, para otimizar tempo e dinheiro. "É possível economizar até 10%, substituindo alimentos caros por ingredientes da estação ou até mesmo aproveitando alimentos que já tenha em sua casa. Podendo trocar um pernil suíno ($27.99kg) por copa lombo ($21.30kg).

"Para o jantar de ano novo, escolhi algumas receitas que não são tão difíceis ou complexas de se fazer. Mas sem esquecer de caprichar na montagem com cara de fim de ano e de comemoração", destaca Rudson.

O menu preparado pelo chef, tem salada de romã com ricota, arroz com lentilha, medalhão suíno acompanhada de maçãs caramelizadas, espaguete a carbonara e de sobremesa gelato de abacaxi com lascas de coco.

O tempo total para a preparação dos pratos, segundo Rudson, é de 4horas, mas algumas etapas podem ser feitas um dia antes, para economizar tempo. "Esse cardápio acima tem um custo aproximado de R$236,80.
Vale a pena pesquisar os preços antes e aproveitar as promoções", diz.

Veja as receitas completas:

Salada de romã com ricota

Ingredientes

1 maço de alface americana;
1 romã grande;
½ maço de rúcula;
2 fatias de abacaxi;
0.200g de ricota em cubos;

Molho

200 ml de iogurte natural desnatado;
folhas de hortelã;
azeite a gosto;
suco de 1 limão;
pimenta do reino e sal a gosto.

Modo preparo

- Rasgue as folhas alface com as mãos, junte a rúcula picada grosseiramente, adicione os outros ingredientes, separadamente faça o molho (misturando tudo), e adicione na salada. Para decorar use ramos da hortelã.

Freepik/Pixabay/Divulgação - Sala de romã - imagem meramente ilustrativa
Sala de romã - imagem meramente ilustrativa


Arroz com lentilhas

Ingredientes

2 xícaras (chá) de arroz;
½ xícara (chá) de lentilha;
3 xícaras (chá) de água;
1 xícara (chá) de vinho branco seco;
1 colher (sopa) de óleo;
½ cebola picada;
1 colher (chá) de pimenta síria;
sal a gosto.

Modo de preparo

- Num escorredor ou numa peneira, coloque as lentilhas e lave sob água corrente. Numa panela média, acrescente o óleo e leve ao fogo baixo. Quando esquentar, adicione a cebola, a pimenta-síria e tempere com sal.
- Refogue por cerca de 2 minutos ou até que a cebola fique transparente. Coloque a lentilha e refogue por 2 minutos.
- Acrescente o arroz lavado e refogue por mais 1 minuto. Aumente o fogo, junte o vinho branco e misture por 1 minuto. Regue com a água fervente e deixe o arroz cozinhar por cerca de 20 minutos ou até secar.

Globo/Receitas/RodrigoHilbert - Arroz com lentilhas - imagem meramente ilustrativa
Arroz com lentilhas - imagem meramente ilustrativa


Medalhão suíno com maçãs caramelizadas

Ingredientes

1 peça de filé mignon suíno (1.200 kg);
2 colheres (sopa) de azeite;
1 colher (sopa) de manteiga;
sal, pimenta-do-reino moída a gosto;
3 colheres (sopa) de açúcar mascavo;
1 colher (sopa) de manteiga;
2 maçãs verdes descascadas e em fatias;
100 ml de conhaque;
1 colher (chá) de canela em pó.

Modo preparo

- Coloque o açúcar mascavo em uma frigideira em fogo médio com a manteiga e quando derreter adicione as maçãs em fatias e misture. Coloque o conhaque em uma concha e COM CUIDADO aproxime da chama acesa do fogão e quando pegar fogo, despeje na maçã para flambar. Corte o filé mignon suíno em medalhões com +/- 2 cm de espessura, tempere-os com sal e pimenta-do-reino moída. Reserve.
-Aqueça uma frigideira em fogo alto, coloque o azeite, a manteiga, os medalhões e doure dos 2 lados (+/- 5 minutos). Apague o fogo, fatie o file mignon suíno dourado e reserve. Monte os filés com as maçãs caramelizadas por cima. Finalize com azeite.

cozinharsemstress - Suíno com maças - imagem meramente ilustrativa
Suíno com maças - imagem meramente ilustrativa


Espaguete a carbonara

Ingredientes

500 g de espaguete;
150 g de bacon em cubinhos de 1 cm;
2 colheres (sopa) de azeite de oliva;
1 cebola pequena em fatias;
5 ovos;
¼ de xícara (chá) de creme de leite (50 ml);
4 colheres (sopa) de parmesão ralado;
Sal e pimenta-do-reino.

Modo preparo

- Cozinhe o espaguete em água fervente com sal até atingir o ponto desejado.
- Enquanto isso, doure o bacon no azeite até ficar crocante.
- Adicione a cebola e refogue.
- Acrescente os ovos, batendo-os levemente.
- Agregue o creme de leite, o parmesão e sal e pimenta a gosto e deixe aquecer bem.
- Escorra o espaguete, incorpore-o ao molho e mexa rapidamente.

Freepik/Pixabay/Divulgação - Espaguete a carbonara - imagem meramente ilustrativa
Espaguete a carbonara - imagem meramente ilustrativa


Sobremesa - Gelato de abacaxi com lascas de coco

Ingredientes

1 abacaxi médio cortado em cubos;
1/2 xícara (chá) de açúcar;
2 copos de água;
1 lata de creme de leite;
1 lata de leite condensado;
1 envelope de gelatina sabor abacaxi;
0.100g de coco lascas desidratadas.

Modo preparo

- Prepare a gelatina sabor abacaxi como mostra no envelope, reserve.
- Em uma panela coloque o abacaxi picado em cubos, a água e o açúcar.
- Ferva uns 15 minutos e reserve.
- No liquidificador, coloque o leite condensado, o creme de leite, a gelatina sabor abacaxi e bata bem, até ficar bem uniforme.
- Incorpore o creme no abacaxi cozido, mexendo bem.
- Em um refratário de vidro, coloque o creme pronto e leve ao refrigerador por 4 a 5 horas.
- Retire cubra com as lascas de coco.

Reprodução/Receitas Club - Gelato - Foto: ReceitasClub
Gelato - Foto: ReceitasClub


Saiba mais

Rudson Bispo dos Santos tem 27 anos e é formado em gastronomia pela Universidade do Oeste Paulista (Unoeste) em Presidente Prudente, onde mora e atua como chefe de cozinha há 6 anos.

Divulgação - Chef Rudson - Foto: Divulgação
Chef Rudson - Foto: Divulgação

Bem-Estar

Dicas para substituir os alimentos mais caros e economizar na compra

Substituição é alternativa para famílias garantirem a comida na mesa em meio à inflação.

A alta de preços dos alimentos ainda desafia o orçamento dos brasileiros. Legumes, frutas, farinha de trigo, pão e manteiga estão entre os itens da cesta básica que encareceram no mês de outubro e seguem pressionando o bolso dos consumidores. A solução para garantir o poder de compra e a comida na mesa tem sido recorrer às substituições.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado nos últimos 12 meses, entre outubro de 2021 e outubro de 2022, ficou em 6,47%. O indicador é apurado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e considerado a inflação oficial do país.

De acordo com o IBGE, alguns alimentos encareceram acima da inflação em outubro. Este é o caso da batata-inglesa, que subiu 23,36% de preço. O tomate registrou alta de 17,63%, enquanto a cebola aumentou 9,31%.

Embora abaixo da inflação, as frutas também seguem pesando no bolso dos brasileiros. O IBGE identificou uma elevação de 3,56% neste grupo de alimentos.

Impactos na cesta básica

O aumento de preços dos alimentos impactou diretamente no custo da cesta básica, que alcançou valores entre R$ 515,51 e R$ 768,82, conforme a pesquisa nacional realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) em outubro.

O encarecimento da batata e do tomate é justificado pela redução da oferta por conta da sazonalidade. Já a banana, que registrou alta de 8,87%, teve o preço impactado pela redução da área de plantio no país, conforme informações divulgadas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Além de frutas e legumes, outros produtos que integram a cesta básica subiram de preço. A farinha de trigo encareceu 1,59%. Segundo o Dieese, a situação reflete a dificuldade de escoamento do trigo por conta da guerra da Rússia contra a Ucrânia. Como consequência, o quilo do pão francês aumentou 0,52%. Acompanhando a situação, a manteiga sofreu uma elevação de 0,98%.

Substituição é alternativa na hora das compras

Nos cálculos do Dieese, o salário mínimo necessário para suprir as necessidades básicas de uma família de quatro pessoas deveria ser R$ 6.458,86, o que corresponde a 5,3 vezes o atual valor, de R$ 1.212. Diante da discrepância, a alternativa dos trabalhadores tem sido economizar o possível do dinheiro e do cartão vale-alimentação na hora das compras.

A substituição de produtos é uma possibilidade, mas requer atenção. Além da troca de preços, é necessário avaliar a equivalência nutricional, para que não haja perda de macronutrientes e vitaminas.

Uma das substituições sugeridas pela Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) é a da marca de produtos. Optar pela menos famosa ou a que está em promoção é uma possibilidade para economizar.

No caso dos alimentos in natura, como frutas e legumes, é aconselhável realizar uma pesquisa de preços entre diferentes estabelecimentos e, se for o caso, optar pela substituição do local de compra. Pesquisa realizado pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste) mostrou que é possível economizar até R$ 3 mil no ano através da pesquisa de preços em supermercados.

Quando o consumidor optar pela substituição do alimento, é aconselhável considerar algumas informações nutricionais. A batata inglesa é um alimento energético, que tem carboidratos, proteínas e vitaminas em sua composição, conforme informações da Embrapa Hortaliças. Abóbora, batata-doce, inhame e mandioca são alimentos com uma composição mais próxima da batata inglesa e podem ser opções de troca.

Já o tomate é rico em vitaminas e sais minerais. Consumido cru ou refogado, pode ser substituído pela cenoura e a beterraba. Outras opções também nutritivas são o pepino, a abóbora e a berinjela.

A farinha de trigo pode ceder espaço à aveia, tornando os preparos mais nutritivos. Já o pão francês pode ser substituído por torradas, tapioca, cuscuz ou um preparo caseiro à base de aveia.

Dezembro laranja: não deixe seu pet de lado na prevenção do câncer de pele!

O câncer de pele afeta os pets, assim como nos afeta. Sobre isso, ninguém está totalmente salvo, mas conheça as melhores maneiras de preveni-los dessa doença.

Assim como o Outubro Rosa, o Dezembro Laranja é uma campanha de conscientização em relação ao câncer, mas dessa vez, do câncer de pele.

Primeiramente destinado a nós, seres humanos, as ações também envolveram os pets, pois médicos veterinários desejam alertar os tutores sobre a ocorrência dessas doenças nos nossos amiguinhos.

Afinal, se pouco se fala sobre ela no geral, imagine sobre como ela afeta os pets, não é mesmo?

Então, prepare o seu protetor solar e lembre-se também de passá-lo no seu melhor amigo, pois eles também precisam!

O que é câncer de pele? Quais são os tipos?
O câncer de pele se manifesta quando as células da pele se desenvolvem de forma anormal. Assim, dependendo de quais forem afetadas, a doença pode se caracterizar em diferentes tipos, que são:

- Câncer de pele não melanoma
- Carcinoma basocelular

O mais comum de todos, é também o menos nocivo. O nome refere-se às células basais, localizadas na parte inferior da epiderme: a camada mais superficial da pele, essa que entra em contato com o ambiente.

Por isso, é mais frequente se apresentar nas regiões mais expostas do corpo, como rosto, pescoço, orelha, costas, ombros e couro cabeludo.

Segundo a Rede D'or, referência no diagnóstico e tratamento do câncer, o carcinoma basocelular tem aparência perolada, de ferida que não cicatriza e sangra com facilidade

Carcinoma espinocelular

De acordo com informações do Hospital Sírio Libanês, essa doença pode se desenvolver em cicatrizes ou feridas antigas em qualquer parte do corpo, até mesmo nas genitálias.

Na aparência, são áreas vermelhas com crostas, lesões e bordas irregulares e a maioria dos pacientes são idosos

Câncer de pele melanoma
O menos comum, mas o mais perigoso. Portanto, as chances de ser revertido quando diagnosticado no início, são altas. De acordo com a Fundação do Câncer, o melanoma se manifesta a partir da pele normal ou de uma lesão.

Apresenta-se com pintas escuras, bordas irregulares, coceira e descamação. Quando a lesão já existia, ela aumenta de tamanho, muda cor e formato.

Nossos pets podem ter esse problema?
Infelizmente sim. Entre os cães, o câncer de pele mais comum é o carcinoma espinocelular, também chamado de escamocelular.

Com base no Sistema de Informação em Saúde (SiS), esse tipo de câncer é o mais comum no Brasil, isso porque se trata de um país tropical, com muita incidência solar.

Resumidamente, o desenvolvimento dessa doença está muito ligada à exposição à luz solar sem proteção.

No caso dos nossos amiguinhos, esse fator é ainda mais decisivo, pois eles não usam bonés ou protetor solar e muitas vezes não ficam debaixo de coberturas.

Assim como qualquer doença que afeta os humanos, o câncer também pode assolar qualquer pet, mas há alguns casos em que a preocupação é maior.

Existe algum grupo de risco? Fique atento à essas raças
Os nossos companheiros velhinhos, são grupos de risco na maioria das doenças, e no câncer de pele não é diferente. Porém, mais do que a idade, nesses casos a raça também é um fator de maior incidência.

Segundo o dermatologista veterinário Luciano Marra, Boxer, Dogo Argentino, Pit Bull e Bull Terrier são os mais acometidos entre os cães.

Já nos gatos, os de pelos brancos têm maior tendência, diz Luiz Afonso Erthal, especialista em oncologia veterinária.

Porém, o cuidado com as raças que possuem problemas de pele em geral, também deve ser tomado, pois há chances de evoluírem para o câncer, como:

- Yorkshire;
- Husky Siberiano;
- Golden Retriever;
- Sharpei;
- Poodle;
- Labrador;
- Cocker Spaniel.

Como identificar?
A atenção deve ser redobrada nas regiões do corpo do pet onde tem menos pelos, pois elas ficam mais expostas por não estarem protegidas com eles.

Exemplos disso, são a barriga e a virilha e também embaixo das unhas. Sobre o aspectos externos da doença, eles são:

- queda excessiva de pelo, podendo deixar buracos;
- ferimentos que não cicatrizam depois de um bom tempo, mesmo com tratamento adequado;
- vermelhidão;
- úlcera;
- ferimentos com crostas

Como prevenir?
Sabe aquelas dicas que ouvimos a vida inteira sobre exposição solar? Então, elas também servem para os nossos bichanos.

No caso deles, mais especificamente: não deixá-los totalmente expostos ao sol, sempre possibilitar um espaço com sombra, pode ser um teto, uma árvore, etc. Isso deve ser ainda mais rigoroso das 10h às 16h.

Além disso, se ainda não sabe, faça do protetor solar para pet um dos itens da listinha de compras do amiguinho.

Segundo a veterinária Júlia Severo, os tutores devem passá-lo onde não há pelos, principalmente na barriga, orelha e focinho.

A quantidade de pelagem também importa! E ela não é como muitos tutores pensam, como um cobertor. Por isso, não fazem diferença quando o assunto é aumentar o calor.

Na verdade, servem para regular a temperatura, para a proteção deles, e não o contrário. Portanto, ainda segundo Severo, uma tosa feita de maneira errada pode prejudicar a saúde dos pets.

Como tratar?
Com uma equipe especializada em Oncologia Veterinária, os profissionais da Vet Quality explicam que o tratamento divide-se em dois:

Paliativo: quando não há chances de cura, é feito apenas para aumentar a vida e melhorar a qualidade dela, bem como o bem-estar no animal. Os remédios, nesse caso, servem para diminuir dores e recompor as funções vitais.

Curativo: mais positivo e eficaz quanto a salvar a vida dos bichos, esse tratamento é para livrá-los da doença através de cirurgia, radioterapia e quimioterapia.

Diagnóstico
Somente um médico veterinário é capaz de realizar o diagnóstico definitivo. Nós, como tutores, devemos sempre observá-los, e no primeiro sinal estranho, levá-los a um especialista.

Na clínica, o profissional realiza uma biópsia e análise histopatológica, para obter mais detalhes sobre tipagem, estágio da doença, etc.

Não há pai de pet no mundo que imagine o seu amor de 4 patas passar por uma doença como o câncer de pele. E sempre é bom lembrar que quanto antes for diagnosticado, mais chances de livrá-los tanto dessa, quanto de qualquer enfermidade.

Por isso, a melhor dica é manter a regularidade das visitas em um hospital veterinário 24h.

Tutor busca por cachorra desaparecida na Vila Progresso

A cachorra é sem raça definida, porte médio, pelagem lisa e patas bege. Ela atende pelo nome de Tica

O tutor Sid Nelson está em busca da sua cachorra que desapareceu nesta sexta-feira, nas imediações da Igreja São Judas Tadeu, na Vila Progresso, em Assis.

A cachorra é sem raça definida, porte médio, pelagem lisa e patas bege. Ela atende pelo nome de Tica.

Divulgação - Tica - Foto: Divulgação
Tica - Foto: Divulgação


Quem tiver informações de Tica, entrar em contato através do telefone (18) 99752-3699

Cachorra da raça Lhasa Apso está desaparecida em Assis

Ela atende por nome de Mel e fugiu no Jaridm Eldorado nesta sexta-feira, 16

Uma cachorra da raça Lhasa Apso desapareceu na tarde desta sexta-feira, 16 de dezembro, no Jardim Eldorado, em Assis.

A cachorra atende por Mel, é branca e fugiu por volta das 16h. Segundo sua tutora Ana Paula, sua filha pequena chorou a noite toda por causa de Mel.

Divulgação - Mel - Foto: Divulgação
Mel - Foto: Divulgação


Se alguém tiver alguma informação sobre o paradeiro de Mel, entrar em contato através dos telefones (18) 99747-6725 ou (18) 998025409. Falar com Ana Paula ou Rebeca.

A família oferece recompensa para quem encontrar a cachorra.

10 Filmes de Natal para assistir em família

Período marcado por diversos lançamentos nos streamings é uma oportunidade de conhecer o Natal pelo mundo e suas culturas

O período que antecede o Natal é marcado por celebrações, encontros e confraternizações, em família ou na Escola. O momento proporciona que as crianças e adolescentes colecionem memórias e reforcem os laços com os amigos e familiares. Muito comum seja na televisão ou nos serviços de streaming, que filmes e séries Natalinas ganhem espaço na programação.

A coordenadora de Educação Infantil do Colégio Marista Anjo da Guarda, Celize Ogg, lembra que ao assistir um filme, a criança se identifica com personagens e relações familiares que normalmente são retratadas nos filmes. "Isso traz muito aprendizado sobre relações sociais e desenvolve habilidades socioemocionais", ressalta.

Já para Josué Artigas Machado Junior, Coordenador Pedagógico do Marista Escola Social Curitiba, o momento é uma oportunidade para que as crianças explorem e conheçam outras culturas. "Os filmes por se passarem em diversas regiões pelo mundo podem ensinar e mostrar as crianças como é o Natal naquela região, quais são as tradições que eles realizam, a comida que eles colocam na mesa e as músicas cantadas, tudo isso são exemplos que podem ser evidenciados na hora de assistir o filme em família", finaliza.

Confira algumas indicações de filmes de Natal para assistir em família:

Klaus

Jesper é um aprendiz de carteiro mimado e preguiçoso que se recusa a sair de sua zona de conforto. Seu pai, o presidente dos correios, dá-lhe um ultimato: ou ele vai para Smeeresnburg, cidade nórdica praticamente esquecida do mundo e faz o envio de seis mil cartas no prazo de um ano, ou perderá seu direito na herança.

Classificação indicativa: Livre

Onde assistir: Netflix

Um menino chamado Natal

O menino Nikolas tem uma infância difícil por diversos motivos, incluindo problemas financeiros e emocionais. Por mais de uma vez se depara com momentos de crueldade gratuita em sua jornada. No entanto, sua essência pura e ingênua não o impede de contornar problemas e seguir muitas aventuras em um reino mágico repleto de lendas.

Classificação indicativa: 10 anos

Onde assistir: Netflix

Projeto Natal dos Sonhos

Na cidade de Elmhurst, Lucy trabalha em uma loja de decoração e design. Mas seu coração está em seu trabalho natalino de organizar nos últimos dez anos o Projeto Desejo de Natal, que ela criou, que tenta conceder os desejos relacionados ao feriado dos moradores da cidade da melhor maneira possível. O Projeto Desejo de Natal destaca um desejo a cada ano como meio de engajar a comunidade. O desejo que Lucy planeja destacar este ano, é para Max, de oito anos, que se mudou recentemente para a cidade e está tendo problemas para encontrar seu lugar. Seu desejo: ter um Feliz Natal como ela costumava ter antes de sua mãe falecer, há três anos.

Classificação indicativa: Livre

Onde assistir: Globoplay

Fada Madrinha

Em Fada Madrinha, Eleanor é uma fada madrinha em treinamento. Temendo pelo fim de sua profissão, ela encontra uma carta de Mackenzie, uma menina de 10 anos que necessita de ajuda. Ao tentar localizar a jovem, Eleanor acaba descobrindo que ela, agora, é uma adulta, viúva, de 40 anos.

Classificação indicativa: Livre

Onde Assistir: Disney +

Esqueceram de mim, 1, 2 e 3

Clássico nunca sai de moda, não é mesmo?

Quando o levado Kevin McCallister, de oito anos de idade, não se comporta na noite anterior de uma viagem da família para Paris, sua mãe o faz dormir no sótão, e ele deseja que sua família não estivesse em casa. Após os McCallisters irem para o aeroporto sem Kevin, que acorda e acredita que o seu desejo de não ter família se tornou realidade, ele percebe que dois vigaristas planejam roubar a residência. Sozinho, ele precisa proteger a casa da família destes atrapalhados ladrões.

Classificação indicativa: Livre

Onde assistir: Disney +

Natal com Você

A pop star Angelina (Aimee Garcia) enfrenta uma crise e se recusa a compor uma canção de Natal. Cansada, decide realizar o sonho de uma fã, Cristina (Da Cruz), para se reconectar com seu público. Na pequena cidade, a cantora encontra inspiração para um novo hit e ainda a chance de viver um amor verdadeiro.

Classificação indicativa: 10 anos

Onde assistir: Netflix

O Diário de Noel

O autor de best-seller Jake Turner (Justin Hartley) decide passar o Natal na casa onde cresceu. Sem querer, ele encontra um diário que guarda segredos seus e da misteriosa Rachel (Barrett Doss). O escritor embarca em uma jornada para confrontar o passado.

Classificação indicativa: 10 anos

Onde assistir: Netflix

Scrooge: Um Conto de Natal

A animação é uma adaptação musical do conhecido conto de Natal de Charles Dickens (1812-1870). Na história, o protagonista corre o risco de perder a própria alma e precisa encarar o passado para construir um futuro melhor. Ele realiza viagens no tempo para corrigir seus erros.

Classificação indicativa: Livre

Onde assistir: Netflix

Elliot

Animação canadense, Elliot - Uma História de Natal gira em torno de um cavalo miniatura que tem um grande sonho: entrar para a equipe do Papai Noel. Treinando incansavelmente para isso, ele vê sua chance despontar quando uma das renas veteranas do bom velhinho decide se aposentar às vésperas do Natal, fazendo com que ele tenha três dias para provar suas habilidades em uma bateria de testes.

Classificação indicativa: Livre

Onde assistir: Amazon prime

O Expresso Polar

Reunindo o diretor Robert Zemeckis e o icônico astro Tom Hanks, a animação acompanha um menino cheio de dúvidas que pega uma extraordinária carona para o Polo Norte, embarcando em uma jornada de autodescobrimento que mostra a ele que a maravilha da vida nunca desaparece para aqueles que acreditam.

Classificação indicativa: Livre

Onde assistir: HBO Max

Procedimentos faciais mais buscados na cirurgia plástica

Homens e mulheres procuram, cada vez mais, por procedimentos estéticos, visando recuperar sua autoestima, jovialidade e bem-estar.



No que diz respeito à cirurgia plástica, seu histórico remete à antiguidade, com relatos de procedimentos reconstrutivos praticados há mais de 4.000 anos, sendo considerada, portanto, um dos tratamentos curativos mais antigos do mundo. Novos avanços se fizeram presentes na Primeira Guerra Mundial, período em que inovações cirúrgicas foram essenciais na recuperação de soldados com ferimentos graves, e se estenderam até a modernidade, com o aperfeiçoamento de técnicas e o surgimento de procedimentos menos invasivos, alguns com viés puramente estético, corroborando para a popularização dessa área médica em diversos países.



Diante de tanta procura pelo procedimento ideal, e de acordo com o ranking da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, trouxemos um ranking com os tipos de cirurgia plástica faciais mais buscadas nos últimos anos e o cirurgião plástico da clínica Libria esclarece todas elas, veja a seguir:



Blefaroplastia (Cirurgia das pálpebras)

É um dos procedimentos faciais mais procurados no país, tanto estético quanto funcionalmente. A blefaroplastia, a cirurgia plástica realizada nas pálpebras, é um benefício para pacientes em qualquer idade, desde que haja o incômodo na região, seja nas pálpebras inferiores ou superiores. Entre as indicações estão: excesso de depósito de gordura nas pálpebras superiores; excesso de pele ou flacidez nas pálpebras superiores que acabam prejudicando a visão; excesso de pele e rugas finas na pálpebra inferior ou bolsas sob os olhos dando um aspecto envelhecido ao olhar da paciente.



Rinoplastia (Cirurgia do nariz)

A rinoplastia sempre foi uma tendência entre as cirurgias plásticas e nos últimos anos, a busca por esse procedimento aumentou em mais de 4000% segundo dados do Google.



Além disso, os próprios pacientes passaram a exigir um resultado mais refinado, um nariz delicado e, em simultâneo, sem parecer cirurgia plástica. Isso exigiu dos cirurgiões uma evolução técnica, acompanhado do movimento social (mídias sociais, selfies, aplicativos de fotos), em que o nariz é o centro do rosto, harmonizando toda face.



Com a influência das redes, superexposição da internet e a quantidade absurda de 'selfies' tiradas, a rinoplastia ganha lugar de destaque dentre os procedimentos mais populares. Isso se deve ao fato do nariz se destacar muito em fotografias, positiva e negativamente, impulsionando o público a buscar formas de correção estética. "Aliada aos motivos tradicionais de insatisfação, melhora estética ou funcional, a vontade de apresentar a melhor versão de si mesmo nunca esteve tão em alta." comenta o cirurgião plástico Hugo Sabath.



Otoplastia (Cirurgia de orelha)

Condição que causa de desconforto e constrangimento em crianças e adultos, a popular "orelha em abano" é considerada um problema relativamente fácil de ser corrigido.



A correção de orelhas em abano, especialmente as muito grandes e salientes, é a principal razão pela qual as pessoas desejam fazer uma otoplastia. A cirurgia pode alterar não apenas seu formato, mas também o tamanho e posicionamento no crânio.

Facelift

Lifting é uma palavra advinda do inglês americano e derivada do verbo lift, que em português significa levantar. Também é conhecido pelos nomes: lifting facial, plástica facial, facelift, ritidoplastia e ritidectomia.



"Tem como principal objetivo, benefícios relacionados ao reposicionamento dos tecidos faciais, a redução do excesso de pele do rosto, flacidez e rugas, a readequação do contorno facial, o rejuvenescimento e, principalmente, o aumento da autoestima do paciente." destaca o cirurgião da Clínica Libria.



O lifting facial compreende as seguintes áreas:

• Pálpebras;

• Pescoço;

• Mandíbula;

• Região T (nariz e testa).



Deep Plane

De acordo com o cirurgião plástico da Clínica Libria, Dr. Hugo Sabath, que é especializado na técnica Deep Plane, esse procedimento de rejuvenescimento facial é tido como o mais inovador, essa técnica funciona através do reposicionamento do conjunto da musculatura, pele e gordura a partir de uma dissecação (abertura e/ou separação de organismos) em um plano mais profundo da face, em que é realizada a separação em uma camada profunda da pele.



"O principal objetivo do Deep Plane Lift está na liberação e reposicionamento das camadas musculares, de pele e de gordura, sem provocar tensão nos tecidos, deixando a pele com aparência mais jovem e de forma mais natural." explica o médico.



Principais benefícios



-Pele com aspecto jovem;

-Remoção do excesso de pele;

-Resultado mais duradouro;

-Cicatriz imperceptível;

-Recuperação mais rápida e simples;

-Resultado mais natural;

-Maior eficiência e durabilidade, especialmente para o bigode chinês, a linha do fofão ("bulldog") e as olheiras.



"Apesar de serem procedimentos com propósitos distintos, vale lembrar a importância de que, para ambas as cirurgias, se deve buscar um médico de confiança, capacitado e com bagagem de bons resultados e segurança nas operações." finaliza o cirurgião plástico da Clínica Libria.

Tutores procuram por gato desaparecido em Cândido Mota

Brisa estava no jardim da casa quando desapareceu

A tutora do gato Brisa está a sua procura, desde sexta-feira, 11 de novembro, quando sumiu nas proximidades do Espetinho Santa Terezinha, em Cândido Mota.

Brisa é dócil e estava no jardim da casa, quando sumiu. "Não sei se pegaram ele, ou ele fugiu assustada, pois o movimento na rua estava muito grande, na sexta-feira", explicou.

Para informações sobre o paradeiro de Brisa, basta entrar em contato com o (18) 99637-0233.
Divulgação - Gata Brisa desaparecida em Cândido Mota - Foto: Divulgação
Gata Brisa desaparecida em Cândido Mota - Foto: Divulgação

Tutora busca por gatinha desaparecida no Jardim Europa

A gatinha atende pelo nome de Filomena e desapareceu próximo à Avenida Sebastião Mendes de Brito e usava com coleira rosa

A tutora Carolina Horschutz está em busca de sua gatinha que desapareceu nesta segunda-feira, 7 de novembro no Jardim Europa, em Assis.

A gatinha atende pelo nome de Filomena e desapareceu próximo à Avenida Sebastião Mendes de Brito, nas imediações da Skifish.

"Ela nunca saiu de casa, é medrosa e um pouco arisca", afirma Carolina.

Divulgação - Filomena - Foto: Divulgação
Filomena - Foto: Divulgação


A pelagem de Filomena é branca, com manchas amarelas e pretas. Ela usava uma coleirinha rosa.

Divulgação - Ela usava uma coleirinha rosa quando desapareceu - Foto: Divulgação
Ela usava uma coleirinha rosa quando desapareceu - Foto: Divulgação


Carolina está pagando uma recompensa para quem encontrar e devolver a gatinha.

Se alguém souber do paradeiro de Filomena, entrar em contato através dos telefones (18) 99724-1405 ou (18) 997119-8524.

Tutora busca por gato siamês desaparecido no Jardim Morumbi

Ele atende pelo nome de Felpudo

A tutora Ana Assunta está em busca de seu gato, que desapareceu na segunda-feira, 7 de novembro, na parte da manhã.

O gato é da raça siamês, com olhos azuis e atende pelo nome de 'Felpudo'.

Segundo Ana, Felpudo desapareceu nas imediações da rua Francisco Bonanato, próximo a concessionária Toyota.

Divulgação - Felpudo - Foto: Divulgação
Felpudo - Foto: Divulgação


Se alguém tiver informações sobre o paradeiro, a tutora pede que entrem em contato através do telefone (18) 99706-1720.

Cachorra Border Collie desaparece no Residencial Veneza em Assis

Tutores estão em busca da cachorra e pedem ajuda da população

Na manhã de quinta-feira, 3 de novembro, Kyra, uma Border Colie preta, desapareceu de sua residência no Residencial Veneza, em Assis.

Os tutores da cachorra estão desesperados em busca de seu paradeiro. "Ela fugiu quando eu abri o portão para ir trabalhar, fomos atrás dela na hora, mas ela desapareceu", explicou Bruna Helena.

divulgação - Kyra desapareceu no Residencial Veneza - Foto: Divulgação
Kyra desapareceu no Residencial Veneza - Foto: Divulgação


A cachorra é do filho de Bruna e ela conta que a criança está sofrendo muito pelo desaparecimento de Kyra. "Ela é preta, com manchas brancas, pedimos para que qualquer informação seja passada para a gente", destacou.

divulgação - Tutores estão desesperados atrás de seu paradeiro - Foto: Divulgação
Tutores estão desesperados atrás de seu paradeiro - Foto: Divulgação


A última vez que a Kyra foi vista, estava perdida na mata entre o Pacaembu e Parque Universitário.

Para entrar em contato com Bruna, basta ligar ou mandar mensagens no número (18) 99708-9708.

Tutores buscam Border Collie desaparecida em Paraguaçu Paulista

Cachorra atende por nome de Meg e família paga recompensa

No domingo, 30 de outubro, a cachorra, de raça Border Collie, Meg, sumiu no Bairro Murilo Macedo, após forte barulho de rojões.

Maria José Carvalho Cruz conta que a cachorro tem um valor sentimental para a família, muito grande, já que era do pai dela, que já faleceu e está na família há 11 anos. "Isso nunca tinha acontecido, foi muito rápido e já rodamos Paraguaçu inteira e nada dela", desabafou.

divulgação - Border Collie Meg desaparecida em Paraguaçu Paulista - Foto: Divulgação
Border Collie Meg desaparecida em Paraguaçu Paulista - Foto: Divulgação


Meg é preta com as patas brancas e tem médio porte.

A família pede para que qualquer informação seja passada pelo número (18) 99763-4480.

Acreditamos que alguém tenha abrigado ela, por isso pedimos ajuda da população para encontrá-la, ninguém consegue dormir, sabendo que ela .

Cachorro encontrado na rua está para adoção

O cachorro é sem raça definida, de porte médio, adulto e dócil

Giulia Loren procurou o Portal AssisCity na tentativa de encontrar um lar para um cachorro que ela encontrou na rua.

"Minha esposa o pegou na tua, muito sujo, com carrapatos e bem magro, para cuidarmos temporariamente", conta.

O cachorro é sem raça definida, de porte médio, adulto e dócil.

Giulia já tem quatro cachorros e não tem condições de adotar mais animais.

"Entramos em contato com algumas ONGs da cidade e pessoas que talvez pudessem nos ajudar, mas até agora não tivemos resposta", afirma.

Divulgação - O cachorro é sem raça definida de porte médio - Foto: Divulgação
O cachorro é sem raça definida de porte médio - Foto: Divulgação


A ideia de Giulia era ajudar o cachorro e ficar com ele poucos dias e depois levá-lo para uma ONG, pois tinha consciência que não poderia arcar financeiramente com os custos de mais um cachorro. "Eu preciso mesmo de ajuda, ele fica na garagem e meus outros cachorros não se dão bem com ele", diz.

Giulia tem autismo e acaba ficando sobrecarregada sensorialmente com latidos. "Quando ele late, os cachorros do vizinho latem muito. Eu amo os animais, e amo esse cachorro, pois é bem dócil, mas sendo realista, não consigo ficar com ele nessas condições", desabafa.

Quem tiver interesse em adotar o cachorrinho pode entrar em contato diretamente através do número (18) 99774-8811.
Bem-Estar

Como é escolher não ser mãe na atualidade?

Ana Luiza de Figueiredo Souza relata que não planeja ter filhos e levanta a bandeira da desromantização da maternidade em dissertação de mestrado

"Imaginei, pela primeira vez, como seria a vida sem alguém que me chamasse 'Mamãe, mamãe'. Até que um dia soltei a declaração que por muitos anos ecoou (às vezes ainda ecoa) como desacato a familiares: 'Eu não, não vou ter filho'. E minha avó, a mesma que queria voltar no tempo e desfazer gestações, pôs o dedo em riste, olhar de professora: "Você tem que ser mãe pra saber pelo que sua mãe passou". Quanto ressentimento cabe no amor materno?".

O relato é da publicitária Ana Luiza de Figueiredo Souza, que aos 29 anos completos debruçou-se sobre esse tema maternidade em sua tese de mestrado, após escolher não maternar.

Como é optar em não ser mãe na atualidade? Ana Luiza é personagem e também fonte para uma matéria de comportamento que aborde o julgamento da sociedade para com as mulheres que não querem ser mães. Segundo a pesquisadora, a cobrança vivida por elas está mais relacionada ao fato de serem mulheres do que ao de serem mães e lança um olhar realista sobre como o machismo está presente nas configurações sociais.

"Ter filhos possui significado social diferente quando se é homem. Homens com filhos (pais) não lidam com o mesmo nível de exigência e limitação do que mulheres com filhos (mães). A divisão sexual do trabalho de cuidado, a socialização que desde cedo incute nas meninas a obrigação de maternar, configura expectativas e demandas sociais que se mantêm mesmo quando a mulher não tem filhos. (...) Quantas vezes a irmã, a amiga, a professora ou a vizinha são mais cobradas a apoiarem uma mãe recente do que o próprio pai do bebê (ou o Estado)?"

Ana Luiza tem empatia com a maternidade, e mesmo optando por NÃO SER MÃE, decidiu seguir com um amplo e profundo estudo sobre o assunto. Entre em contato para conversar no desenvolvimento de uma pauta de comportamento sobre e a importância de deixar a maternidade menos romantizada possível e a tendência social cada vez mais presente de mulheres que escolheram não ter filhos.

Divulgação - Ana Luiza de Figueiredo Souza - Autora
Ana Luiza de Figueiredo Souza - Autora

Bem-Estar

A gratidão é um caminho para a felicidade?

Por Deborah Dubner

Na ótica da Psicologia Positiva, a felicidade inclui toda a aquarela de emoções, mas constrói-se cotidianamente nutrindo relações e emoções positivas, realizações, escolhas com significado e engajamento nas diversas dimensões da vida. É uma jornada trilhada passo a passo, não um lugar de chegada. Quando conseguimos viver nossos dias em estado maior de presença, nos conectando com o sentimento de Gratidão pelas dádivas da vida, certamente nos sentimos mais felizes.

A Gratidão é considerada uma força de caráter e está ao alcance de todos. A pesquisadora Sonja Lyubomirsky, professora no Departamento de Psicologia da Universidade da Califórnia, explica que a Gratidão reduz a pressão arterial, equaliza a frequência cardíaca, traz mais positividade e qualidade ao nosso cotidiano, melhora a segurança, engajamento e satisfação. Por outro lado, não é saudável fazer da gratidão um caminho de autocomplacência, pois nem tudo o que nos acontece é motivo para nos sentirmos gratos. Assim, a gratidão é uma força-mestre, mas é fundamental aprender a ativá-la com consciência, bom-senso e equilíbrio.

O ato de agradecer estimula a dopamina, um neurotransmissor fundamental na regulação dos processos motivacionais, e a ocitocina, que possui um efeito calmante. Ambos fazem parte do grupo chamado de "neurotransmissores da felicidade", que aumentam as sensações de bem-estar e diminuem o estresse e a ansiedade.

Por isso, pessoas gratas costumam exibir níveis elevados de vitalidade, otimismo e satisfação. Além disso, estudos mostram que o nosso cérebro não é capaz de sentir gratidão e infelicidade ao mesmo tempo. Assim, é muito fácil compreender por que a Gratidão faz tão bem.

O bem-estar depende dos nossos hábitos e escolhas. Como fazer da Gratidão uma prática diária? Existem inúmeras formas de agradecer e o importante é que cada pessoa descubra a sua. Que hábitos de gratidão você vai criar para se tornar mais feliz?

"Não é a felicidade que nos torna gratos, mas a gratidão que nos torna felizes". (Martin Seligman)

Divulgação - Deborah Dubner - Autora
Deborah Dubner - Autora

Voluntárias buscam por lar temporário para cão resgatado na Água do Baixadão

O cachorro estava comendo lixo de uma caçamba quando foi encontrado

As voluntárias Analu Braz e Madô estão em busca de um lar temporário para um cachorro resgatado na Água do Baixadão em Assis.

Segundo Analu o animal é dócil e precisa de cuidados. "Ele estava comendo lixo na caçamba quando encontramos ele, conseguimos com a ajuda de outros voluntários leva-lo para uma clínica, mas não temos para onde manda-lo após o tratamento", explicou.

divulgação - Cachorro foi encontrado na Água do Baixadão - Foto: Divulgação
Cachorro foi encontrado na Água do Baixadão - Foto: Divulgação


O cachorro aparenta ser da raça labrador, tem a pelagem preta e é muito dócil. "Ele já é mais velho, quando o encontramos estava cheio de moscas no corpo, uma judiação, por isso pedimos a ajuda da população para encontrar um lar para ele", pediu.

Para qualquer tipo de ajuda basta entrar em contato com Analu pelo (18) 99718-3316 ou Madô, no (12) 99102-5893.
Bem-Estar

Outubro Rosa: veja lista de alimentos que ajudam a prevenir o câncer

Alimentação balanceada rica em frutas, legumes e vegetais é aliada contra a doença

Manter uma alimentação saudável e balanceada é um dos fatores que contribuem para a longevidade e que podem evitar diversas doenças, como o câncer. Além disso, ser fisicamente ativo, manter o peso corporal adequado e evitar o consumo de bebidas alcoólicas ajudam a evitar a doença. Conforme dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de mama é o segundo mais incidente em mulheres do Brasil.

Para o ano de 2022, foram estimados cerca de 66.280 novos casos pelo órgão, com 16,5% das pacientes indo a óbito por conta da doença. A pesquisa também revela que o câncer do colo de útero é o terceiro a acometer as mulheres brasileiras, sendo que para este ano estima-se 16.710 novos casos.


O mês de outubro é tradicionalmente dedicado a conscientizar a população sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce para aumentar as chances de cura e sobrevivência. Neste caminho para a prevenção do câncer também está a adoção de uma dieta equilibrada, rica em frutas, verduras, legumes e cereais integrais.


"Muitos estudos apontam que uma alimentação saudável é um fator que colabora para manter o organismo com suas funções saudáveis, evitando o aparecimento de doenças, entre elas o câncer. Com um organismo bem nutrido, nosso sistema imunológico é capaz de detectar as células defeituosas e eliminá-las antes que se multipliquem e formem um tumor" afirma a coordenadora do curso de Nutrição da Faculdade Anhanguera, Patrícia de Moraes Pontilho.


A seguir, a especialista elenca alguns dos alimentos que ajudam a prevenir o câncer:


Frutas vermelhas -- são ricas em flavonoides, antioxidantes naturais que desaceleram o processo de envelhecimento, além de contribuir para a manutenção das células saudáveis.


Frutas cítricas, como laranja, acerola, abacaxi -- são alimentos ricos em vitamina C, um importante antioxidante que auxilia na defesa do organismo.


Tomate, molho de tomate, goiaba e melancia -- alimentos ricos em licopeno, responsável pela cor avermelhada, uma substância antioxidante que repara danos causados às células pelos radicais livres.


Cenoura e abóbora -- são ricos em betacaroteno, pigmento natural que dá a cor alaranjada nos alimentos e fonte abundante de vitamina A, responsável por estimular o sistema imunológico e manter bons níveis de anticorpos no organismo.


Espinafre e couve -- esses alimentos possuem as substâncias luteína (combate a degeneração muscular) e zeaxantina (previne doenças oculares e perda visual).


Peixes de água salgada -- espécies como salmão e sardinha possuem ômega-3, um tipo de gordura saudável que regula o colesterol e é anti-inflamatório.


Soja e feijão -- alimentos ricos em isoflavona, composto natural que reduz o nível de colesterol.


Pimenta -- as pimentas vermelhas destacam-se por serem ricas em capsaicina, uma substância anti-inflamatória e analgésica que atua na defesa do sistema imunológico.
Bem-Estar

Complicações do diabetes podem ser evitadas com exercícios físicos, aponta estudo da Unicamp

A liberação do hormônio irisina durante a atividade física pode proteger os rins dos danos causados pelo diabetes

O rim é um dos órgãos mais afetados pelo diabetes, sendo que, no mundo, o diabetes já é a principal causa de doença renal crônica. De acordo com a Sociedade Brasileira de Nefrologia, estima-se que entre 10% e 40% das pessoas com diabetes tipo 2 apresentam problemas renais. Entre os casos de diabetes tipo 1, a estimativa é de 30%.



Um estudo brasileiro realizado pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), publicado recentemente na revista científica Scientific Reports, aponta que a prática regular de exercícios físicos pode proteger os rins dos danos provocados pelo diabetes. Os resultados da pesquisa indicam que o exercício ativa a liberação do hormônio irisina no músculo e na circulação. Quando chega aos rins, esse hormônio ativa a enzima AMPK, responsável por bloquear os mecanismos da fibrose renal.



O médico endocrinologista André Vianna explica que os pacientes com diabetes estão mais suscetíveis a problemas renais devido a possíveis inflamações nos vasos sanguíneos. "Quando a pessoa que tem diabetes não consegue um bom controle da glicemia ao longo dos anos, podem ocorrer lesões nos vasos sanguíneos de todo o corpo. Nos rins, essa condição pode levar a uma insuficiência renal crônica", afirma Vianna.



Essas lesões e inflamações nos vasos sanguíneos provocadas pelo diabetes podem resultar em graves complicações, como AVC, retinopatia, insuficiência cardíaca, neuropatia e doença renal crônica. André Vianna afirma que a prática regular de atividade física, somada ao tratamento adequado do diabetes, podem evitar a progressão dessas doenças.



"O exercício físico, seja ele qual for, traz benefícios para todas as áreas da nossa saúde. No caso da pessoa que tem diabetes, manter o corpo ativo melhora o funcionamento da insulina, alivia o estresse, previne essas doenças associadas e ainda ajuda a controlar o peso. É importante dizer que a obesidade ou o excesso de gordura abdominal contribui para a resistência à insulina. Por isso a prática de atividade física diária é fundamental, sempre de acordo com as orientações do médico endocrinologista", explica.

Tutores buscam por cachorra desaparecida em Assis

Cacau desapareceu de sua residência na quinta-feira, 6

Os tutores da cachorra Cacau procuraram o Portal AssisCity para pedir ajuda da população para encontrá-la.

Cacau desapareceu na quinta-feira, 6 de outubro, na Rua Edilson Aparecido dos Santos e foi vista pela última vez perambulando próximo aos bairros Assis III, Santa Clara e maria Izabel.

divulgação - Cachorra está desaparecida desde o dia 6 de outubro - Foto: Divulgação
Cachorra está desaparecida desde o dia 6 de outubro - Foto: Divulgação


Cacau faz uso de medicamento controlado e não pode ficar sem o tratamento.

Qualquer informação deve ser passada pelo (18) 99702-6292.

Assisense procura por tutor de cachorra perdida no Centro de Assis

Segundo Huldi, a cachorra está bem cuidada e aparenta estar perdida

Na tarde de domingo, 9 de outubro, o assisense Huldi Junior abrigou uma cachorra perdida em sua casa e procurou o Portal AssisCity para encontrar os verdadeiros tutores dela.

Segundo Huldi, a cachorrinha de pelos escuros está bem cuidada, usa uma coleira e aparenta ter no máximo dois anos de idade.

"Ontem nós resolvemos colocar ela para dentro de casa, por conta do tempo de chuva, demos água e comida, mas infelizmente não temos condições de cuidar dela e nem ser um lar temporário", explicou.

divulgação - Cachorrinha encontrada no Centro de Assis - Foto: Divulgação
Cachorrinha encontrada no Centro de Assis - Foto: Divulgação


Huldi procurou ajuda dos grupos de apoio à causa animal, mas também não conseguiu encontrar nenhum tutor provisório. "Sei que ela deve ter um dono, que está desesperado para encontrá-la, por isso peço a ajuda de todos para encontrar o dono dela", pediu Huldi.

Para entrar em contato com o assisense basta ligar no (18) 98109-5570.

Saúde animal: saiba como prevenir as 6 doenças mais comuns em gatos

Dicas sobre as principais enfermidades que acometem felinos e que podem ser evitadas com vacinas

Entre diversos outros cuidados com os gatos, os tutores precisam ficar atentos à vacinação, a forma mais eficaz de se evitar doenças graves que acometem felinos — e que também podem afetar as pessoas que convivem com o animal. Pensando nisso, a VetBR elencou seis enfermidades que merecem atenção e que podem ser prevenidas com a aplicação de vacinas desde o nascimento do gato.

Segundo Julcynete Magalhães, médica veterinária da VetBR, as vacinas polivalentes ou múltipla podem evitar doenças como panleucopenia, calicivirose, rinotraqueíte, clamidiose e leucemia viral felina; já a antirrábica previne a raiva, que também atinge os gatos.

"Muitas vezes o tutor deixa de vacinar por considerar que o animal não corre risco, quando na verdade é essencial para que se mantenha saudável. Mesmo em se tratando de um pet que fica a maior parte do tempo dentro de casa, como é comum entre os gatos, o animal pode ser contaminado de diversas outras formas", alerta.

A veterinária lembra que, para prevenir as diversas doenças citadas anteriormente, são necessárias duas doses iniciais das vacinas tríplices, quádruplas ou quíntuplas felinas, sendo a primeira dose aplicada após nove semanas de vida e a segunda, 28 dias após a imunização inicial. As vacinas também precisam de reforço todos os anos, uma dose. A antirrábica é aplicada a partir dos três meses (12 semanas) de idade, com apenas uma aplicação e reforço anual.

Para entender melhor sobre cada doença, confira esse pequeno manual que a VetBR preparou com as principais formas de contaminação, sintomas e prevenção.



Panleucopenia

Também conhecida como enterite infecciosa viral felina, é causada pelo vírus panleucopenia felino (VPF) e está associada à parvovirose canina. É considerada uma doença viral grave que acomete felinos domésticos e selvagens. O gato pode ser infectado por fezes e vômito de outros animais doentes. Entre os sintomas mais comuns, estão vômito e diarreia. Após ser contaminado, o animal pode vir a óbito por desidratação. A doença é mais comum entre os filhotes. A vacina contra a panleucopenia felina é a melhor forma de prevenção e a imunização pode ser obtida com a vacina polivalente (tríplices, quádruplas ou quíntuplas).

Calicivirose

É uma doença respiratória considerada grave, que acomete o pulmão e o trato respiratório de gatos em qualquer idade. A enfermidade é causada pelo calicivírus felino, agente patogênico resistente. A transmissão geralmente acontece por meio do contato com saliva ou secreção nasal de animais infectados. Úlcera na boca, infecção bacteriana secundária, alveolite fecal, lesão articular e artrite são os principais sintomas da contaminação. (Tríplices, quádruplas ou quíntuplas)

Rinotraqueíte

Uma das doenças respiratórias felinas, a patologia afeta gatos de todas as idades e é causada por três agentes: herpesvírus felino, calicivírus felino e bactéria Chlamydophila felis. O animal doente geralmente é o principal transmissor da enfermidade. Entre os principais sintomas, herpes na garganta, nariz, boca e no trato respiratório, conjuntivite e lesões no olho, além de espirros, secreção nasal, falta de apetite e apatia. A vacina polivalente (tríplice, quádrupla ou quíntupla) é usada como prevenção.

Clamidiose

É considerada uma zoonose, ou seja, é transmitida também para seres humanos. A doença é causada pela bactéria Chlamydia felis, popularmente conhecida como clamídia. Trata-se de uma infecção muito comum em gatos e que está associada a doenças do sistema respiratório felino. É importante não deixar o gatinho entrar em contato ou ficar no mesmo ambiente de outro animal contaminado, por ser uma doença extremamente contagiosa. Os principais sintomas são conjuntivite e úlcera na boca, corrimento nasal e ocular persistente, espirros, dificuldade respiratória, febre e falta de apetite. As vacinas quádruplas e quíntuplas são as principais formas de prevenção.

Leucemia viral felina

É uma das doenças consideradas mais graves para os felinos. O vírus da leucemia felina (FeLV) é transmitido principalmente por secreções, como saliva de gatos que já foram contaminados. Quando o animal é positivado, a imunidade cai e ele fica mais suscetível a outras doenças, o que agrava a situação. É uma doença de difícil detecção, pois apresenta os sintomas de forma lenta, além de tumores internos. É comum que o tutor procure ajuda especializada quando já é muito tarde. A doença não tem cura, e pode ser prevenida apenas com um tipo de vacina, a quíntupla, que são as mais completas e abrangem todas as doenças citadas acima com a vacinação da polivalente.

Raiva

É uma das doenças mais graves para pets e não tem cura. A raiva é transmitida pela saliva ou pela mordida de um animal enfermo. Após a infecção, o vírus age no sistema neurológico do pet, levando-o à morte. Entre os sintomas iniciais estão febre, dor de cabeça, salivação excessiva, espasmos e paralisia. Trata-se de uma zoonose, e a única forma de prevenção é a vacina antirrábica. É uma enfermidade de notificação obrigatória, ou seja, o dono precisa comunicar os órgãos competentes em caso de infecção do animal.
Bem-Estar

As 5 principais dúvidas das mulheres sobre a endometriose

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 10% da população mundial feminina, ou 180 milhões de mulheres, sofrem com os efeitos da endometriose. No Brasil, estima-se que sejam mais de 7 milhões de casos entre mulheres em idade reprodutiva. A doença consiste na migração do endométrio (tecido que reveste a cavidade uterina) para outras regiões do corpo, como abdômen, ovário, trompas uterinas e intestino.

A doença foi recentemente reconhecida pela organização, o que a eleva ao status de problema de saúde pública e ganhou, no Brasil, um data específica para marcar a luta contra a endometriose, no dia 13 de março.

Com mais de 13 anos de experiência, a ginecologista Mariana Rodrigues Souza, especialista em atendimento e cirurgias de pacientes com endometriose, afirma perceber um aumento no número de casos nos últimos anos. "No Brasil, percebemos um retardo de até 10 anos no diagnóstico da doença. Muitas vezes, os sintomas são desconsiderados ou negligenciados, como se a cólica fosse normal", explica.

Para esclarecer os principais questionamentos e auxiliar no diagnóstico da doença, a especialista explica os cinco tópicos que mais chegam ao consultório sobre a doença:

- Quais são os principais sintomas da endometriose?

Entre os sintomas mais comuns relatados por pacientes com a doença, estão dor pélvica intensa, dor durante ou após relações sexuais, dor pré-menstrual, dor ao urinar ou evacuar, dificuldade para engravidar, sensação de esvaziamento incompleto da bexiga e do intestino, fadiga crônica e em casos mais graves, sangramento intestinal e na urina.

- Como é realizado o diagnóstico?

O primeiro passo é a consulta a um ginecologista. Após o relato dos sintomas, o médico pode solicitar uma ultrassonografia transvaginal, exame capaz de indicar possíveis alterações características da doença, ou mesmo a ressonância magnética. Uma pequena cirurgia, chamada laparoscopia, pode atestar a endometriose, tanto na investigação médica, a partir da identificação de cistos e nódulos característicos, quanto na biópsia das lesões.



- A mulher com endometriose pode engravidar?

Sim, embora possa haver maior dificuldade para engravidar, é possível. Algumas pacientes conseguem engravidar espontaneamente apenas com o tratamento, com medicações e mudanças de hábitos de vida. Outras podem ter a necessidade de serem submetidas a cirurgias ou tratamentos de reprodução humana. No entanto, quando essa mulher consegue engravidar, existe um risco maior de aborto e trabalho de parto prematuro. É importante informar o médico responsável pelo pré-natal sobre a condição.

- Como é o tratamento da endometriose? Tem cura?

Infelizmente a endometriose não tem cura, mas o tratamento é capaz de trazer muita qualidade de vida para as mulheres portadoras dessa patrologia. O tratamento mais comum da doença envolve o uso de hormônio. Mas é importante saber que mudanças de estilo de vida, como com o uso de dieta anti inflamatória, atividade física, utilização de maquiagem vegana e sono adequado, são imprescindíveis para o tratamento, assim como o uso de fitomedicamentos e vitaminas, que podem ser usados por via oral ou endovenosa.

- A cirurgia é necessária em todos os casos?

Somente uma parte das pacientes tem indicação de cirurgia. A primeira é quando existe uma lesão grave que pode levar a perda da função de um órgão, como quando há um nódulo invadindo o intestino ou a bexiga. A segunda indicação é em casos de mulheres que têm dor refratária ao tratamento clínico, que muitas vezes não têm lesões graves mas continuam com quadro de dor. A terceira indicação está relacionada à infertilidade, quando há o funcionamento normal do organismo da mulher e de seu parceiro e mesmo assim ela não consegue engravidar.
Bem-Estar

Azia: como evitar a sensação de queimação sem uso de remédios

Quem nunca lidou com a sensação de queimação que surge no alto do abdômen e pode chegar até o peito e a garganta pode comemorar. O sintoma, mais conhecido como azia, incomoda e, por isso, o recurso mais habitual para solucioná-lo rapidamente é optar por medicamentos. O gastroenterologista do Hospital Edmundo Vasconcelos, Eduardo Berger, no entanto, explica que mudanças de hábito podem solucionar o quadro de maneira permanente ou pelo menos até que se obtenha o diagnóstico do que provoca a sensação.

Entre os itens que evitam a azia estão uma dieta adequada, sem intervalos longos em jejum, o controle de peso e dos problemas emocionais. "Tornar a rotina mais saudável é muito importante para solucionar a azia. Mas, mesmo com o sintoma eliminado, deve-se procurar um especialista para entender sua causa. Uma simples azia pode indicar diversas patologias. O diagnóstico correto é essencial para identificar qual é ela", alerta.

Entre as doenças que podem provocar o sintoma estão: gastrites, duodenites, hérnia de hiato, esofagite de refluxo, úlceras gástricas ou duodenais e outras mais raras. "As drogas que atuam na redução drástica da produção de suco gástrico, habitualmente terminadas com o sufixo "prazol", nunca devem ser usadas sem a prescrição do médico", explica o profissional.

"Mesmo o uso esporádico de antiácidos, inclusive o bicarbonato de sódio, merece atenção. Essa alternativa, quando usada de forma frequente, ou seja, mais de 3 a 4 vezes por semana, é um sinal de atenção que demonstra a hora de procurar um médico", complementa.

Hábitos que podem provocar azia:

- Ter uma alimentação baseada em alimentos industrializados, com adição de produtos químicos ou conservantes nocivos para o organismo;
- Não ingerir líquido no volume adequado. O indicado é uma média de 2 a 3 litros de líquidos por dia, a depender das condições climáticas;
- Exagerar no consumo de café, bebidas alcoólicas, alimentos excessivamente adoçados (como refrigerantes) e alimentos com gordura em excesso;
- Manter uma dieta com poucas fibras, como grãos, verduras e legumes, frutas, farinhas e alimentos integrais;
- Permanecer longos períodos em jejum, passando de 3 horas de intervalo entre refeições;
- Ingerir refeições muito volumosas;
- Obesidade;
- Ter vida atribulada e distúrbios emocionais
Bem-Estar

Conheça 5 Maneiras de Controlar Suas Emoções Durante uma Entrevista

Nem sempre conseguimos controlar totalmente nossas emoções! Quem nunca se arrependeu de uma fala ou uma ação na hora da raiva ou da pressão. Somos todos humanos, e acontece com todo mundo! É assim mesmo, faz parte de todo aprendizado.

Embora você não possa impedir que as emoções afetem em determinadas situações, inclusive na hora de realizar uma entrevista de emprego, você pode elaborar um plano para reduzir seu impacto.

Considerando isso, a gestora de carreira e especialista em desenvolvimento humano, Madalena Feliciano, cita 5 maneiras para te ajudar a controlar suas emoções durante uma entrevista de emprego:

Esteja preparado
Primeiramente, você precisa estar ciente que poderá se emocionar durante o processo; nervosismo, branco, ansiedade, podem ocorrer. Ao mesmo tempo, você precisa se preparar minuciosamente para a entrevista, pesquisar sobre a empresa (missão, visão, valores, principais clientes, produtos, mercado alvo, etc), responsabilidades do cargo, como você pode resolver problemas, trazer soluções, entender seus diferenciais são informações relevantes para não usar as respostas clichês. Desta forma quando as perguntas vierem, você estará se sentindo confortável em responde-las.

Tenha a mentalidade certa
Para controlar suas emoções durante a entrevista, você precisa estar na mentalidade correta.

Mantendo-se curioso e aceitando que será questionado e até mesmo pego de surpresa durante a conversa - essas situações podem fazer com que você se emocione - estando ciente disso, você estará pronto para controlar essas emoções quando elas surgirem.

"Desabafar com antecedência com alguém em quem você confia também pode ser de grande ajuda. Esvaziar alguns desses possíveis gatilhos antes da conversa, diminuirá a probabilidade de uma reação inesperada no momento".

Seja gentil com você mesmo
Como ser humano, você não é perfeito. Durante qualquer entrevista, você deve estar ciente que é normal dar branco ou ter a sensação de não ter falado o suficiente.

Madalena destaca que, uma coisa é sentir que não foi tão bem ou ficou nervoso durante a entrevista. Outra bem diferente é deixar isso abalar você e inviabilizar seus esforços. Ao entrar na conversa esteja preparado e seja você mesmo, você se sentirá mais tranquilo e certamente se sairá melhor.

Se você se preparou e entrou com a mentalidade adequada, a recuperação de um passo em falso será muito mais fácil.

Espere o inesperado
Você não pode prever o futuro, o que significa que você nunca sabe como a conversa terminará até que esteja no espelho retrovisor.

Quando você se prepara para um cenário desafiador e mantém uma atitude mental positiva, tudo flui mais tranquilamente.

Encontre uma técnica de tranquilidade que funcione para você
Para controlar suas emoções durante a entrevista, você precisa encontrar táticas que possa usar para se acalmar, tipo: ouvir boa música, fazer exercícios de respiração, ensaiar mentalmente, se empoderar, dentre outras que funcionem para você. Lembre-se, somos únicos!

"Não há tática certa ou errada aqui. Você só precisa encontrar uma técnica que funcione para você e se apegar a ela." finaliza Madalena Feliciano.

Tutora busca por gata desaparecida em Assis

A gata Mel está desaparecida há mais de 15 dias e sua tutora está angustiada em busca de seu paradeiro.

Dayana Pedro afirmou que a gata sumiu nas proximidades da rotatória do São Francisco de Assis, na Vila Ouro Verde.

"Já rodamos a cidade toda e nada de encontrá-la, não sabemos mais onde procurar, por isso pedimos a ajuda da população", pediu Dayana.

divulgação - Mel está desaparecida há 15 dias - Foto: Divulgação
Mel está desaparecida há 15 dias - Foto: Divulgação


Mel tem a pelagem caramelo e os olhos esverdeados.

Qualquer informação sobre a gata pode ser passada pelo número (18) 99711-3162.

Tutora busca por gatinha desaparecida no Pacaembu

A tutora Naiara Alves está à procura de sua gatinha, que está desaparecida desde domingo, 25 de setembro.

A gatinha atende pelo nome de Lua, de cores amarelo, preto, cinza e preto. Ela desapareceu no bairro Pacaembu.

Divulgação - Lua - Foto: Divulgação
Lua - Foto: Divulgação


Segundo Naiara, Lua não tem costume de sair para rua.

Divulgação - Ela desapareceu no bairro Pacaembu - Foto: Divulgação
Ela desapareceu no bairro Pacaembu - Foto: Divulgação


Se alguém tiver alguma informação sobre o paradeiro de Lua ou tiver encontrado, entrar em contato através do telefone (18) 981248251.

Coisa de Bicho precisa de doações para bazar solidário em prol de animais de rua em Assis

Em outubro, o grupo Coisa de Bicho realizará um bazar solidário, para arrecadar fundos em prol dos animais de rua em Assis. E para isso o grupo precisa de doações.

O bazar já é tradicional e acontece todo o ano na cidade. Veja o que doar:

- Roupas, sapatos, bolsas, artigos de cama, mesa e banho, acessórios;
- Móveis, eletrônicos, ferro de passar, artigos de cozinha, quadros, ursos e bonecas em bom estado de conservação.

Quem puder doar e ajudar, basta entrar em contato pelo WhatsApp (18) 996083418 ou (18) 997262181.

Se preferir, pode entregar as doações diretamente na rua Fernão Dias, nº 258, em qualquer horário.

Tutores buscam por cachorro desaparecido em Assis

Os tutores do cachorro Draco estão em busca de seu paradeiro, após ele escapar de casa na madrugada de domingo, 18 de setembro.

Segundo os tutores Draco escapou junto com Molly que foi localizada hoje pela manhã. "Agora estamos em busca dele, pedimos para que qualquer informação seja passada para nós", pediu.

divulgação - Draco desapareceu na madrugada de domingo - Foto: Divulgação
Draco desapareceu na madrugada de domingo - Foto: Divulgação


Draco tem a pelagem preta e a última vez que foi visto estava em frente ao antigo Galdério.

As informações podem ser passadas pelo (18) 99698-5867, falar com Valeska.