04 de Dezembro de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » BRASIL

Descubra Saturno, Vênus e Marte no céu da cidade

No anoitecer dos dias 23, 24 e 25 de outubro de 2020, sexta, sábado e domingo, teremos um belo espetáculo astronômico no céu do Brasil

No anoitecer dos dias 23, 24 e 25 de outubro de 2020, sexta, sábado e domingo, teremos um belo espetáculo astronômico no céu do Brasil. Será possível observar a olho nu e com muita facilidade Júpiter, Saturno, Marte e a Lua.

Estes três planetas poderão ser observados de qualquer lugar no Brasil, até a olho nu, desde que se tenha um céu sem nuvens ou com pouca nebulosidade.

Previsão da nebulosidade sobre o Brasil

Neste fim de semana, as condições meteorológicas não vão colaborar muito para a observação astronômica porque a expectativa é de grande quantidade de nuvens por quase todo o país.

Para anoitecer do dia 23 de outubro, sexta-feira, as regiões com menos nebulosidade no Brasil serão o Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, o centro-oeste do Piauí, o norte da Bahia e região de Salvador. Amapá, Acre, o sul e o leste de São Paulo, incluindo a Grande São Paulo, o oeste e o sul do Paraná e o litoral do Rio De Janeiro são boas opções de locais para observação dos astros.

Estas áreas terão alguma nebulosidade, mas que não deve comprometer a apreciação do céu. As outras áreas do país terão grande quantidade de nuvens e risco de chuva.

Para o anoitecer do sábado, 24 de outubro, as regiões do Brasil que terão menos nebulosidade serão o Amapá, o norte do Pará, estados do Nordeste, exceto o centro-sul do Maranhão, o Piauí, centro-oeste e sul da Bahia.

Para o anoitecer do dia 25 de outubro, domingo, a previsão de menor nebulosidade sobre o Brasil é para os estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, o centro-oeste do Piauí, o centro- norte da Bahia e região de Salvador, norte do Maranhã, Amapá e norte do Pará,

Confira abaixo as dicas do professor Marcos Calil de como e quando observar os planetas.


Bons céus, como diz sempre Calil!

Como observar os planetas a olho nu

Cada planeta possui um movimento aparente próprio. Por causa disso, os horários de observações dos planetas variam. Sendo assim, vamos tomar como início o pôr-do-sol do Sol e prosseguir as observações até o ocaso de cada planeta.

Júpiter e Saturno

Cerca de 20 minutos depois do ocaso (pôr-do-sol) do Sol, se observamos bem alto no céu iremos contemplar dois pontos brilhantes, que serão os planetas Júpiter e Saturno.

O planeta Júpiter é o mais brilhante e possui uma cor marrom. Já o planeta Saturno, com um brilho um pouco mais fraco, possui uma cor amarelada. Passadas as horas, esses dois gigantes gasosos caminham de forma aparente até o horizonte oeste. O ocaso desses planetas ocorrerá, entre 23 horas e 30 minutos e 1 hora da manhã.

Se as nuvens deixarem, dá para ver estes planetas a olho nu, mas desta forma serão pontos brilhantes no céu. Porém, se você tiver um telescópio , vai poder ver os anéis de Saturno e as quatro grandes Luas Galileanas de Júpiter: Io, Europa, Calisto, Ganimedes.

Marte

Esse belíssimo planeta de cor avermelhada merece destaque. Isso porque, seu brilho está magnífico. Algo parecido com esse brilho, somente nos anos de 2033 e 2035. Então desfrute da observação do planeta Marte.

Para quem estiver localizado numa cidade sem poluição luminosa e tiver o privilégio de contemplar um horizonte leste sem a interferência de prédios, árvores ou montanhas, a observação de Marte poderá iniciar cerca de 30 minutos após o ocaso do Sol. Para os demais observadores que não tem todo esse privilégio de observação, o início da contemplação de Marte deverá ocorrer cerca de 1 hora e 30 minutos depois do ocaso do Sol.

Em ambos os casos, basta olhar pouco acima do horizonte leste que lá estará o planeta Marte, com seu absurdo e forte brilho avermelhado. Com o avançar das horas, Marte ganha altura e, quando for entre 22 horas e 30 minutos e 23 horas e 30 minutos, este belo planeta estará cruzando a linha meridiana, uma linha imaginária que divide o céu em duas partes iguais, passando pelos pontos cardeais norte e sul, além do zênite (ponto mais alto, em relação ao observador).

Isso significa que Marte estará no meio do caminho até ocorrer o seu ocaso. Neste momento, o observador deverá se direcionar para o horizonte norte e olhar para o zênite. Pouco abaixo do zênite teremos o planeta Marte. Por fim, Marte continuará sua trajetória aparente pelo céu e seu ocaso ocorrerá no horizonte leste entre 4 horas e 5 horas da manhã.

Lua

A Lua, o satélite natural da Terra irá proporcionar neste final de semana um espetáculo à parte para os observadores terrestres. Na dança dos planetas, a Lua caminhará noite após noite, tentando se aproximar do planeta Marte.

No anoitecer de 23 de outubro, sexta-feira, será possível observar a Lua no zênite. Vale saber que, em 23 de outubro, às 10 horas e 23 minutos, a Lua entra na fase do quarto crescente. Sendo assim, para o anoitecer de 23 de outubro, a Lua estará com um pouco mais de 50% do seu disco iluminado.

No anoitecer de 24 de outubro, sábado, a Lua estará próxima do zênite. Ainda tendo o zênite como referência, para o lado oeste teremos Júpiter e Saturno e, para o lado leste, a Lua.

Finalmente, no anoitecer de 25 de outubro, domingo, a Lua estará um pouco mais afastada do zênite, podendo ser observada no lado leste do céu e desejando se aproximar de Marte.

A figura ilustra as posições aparentes de Júpiter, Saturno, Marte e Lua, para o anoitecer de 23, 24 e 25 de outubro de 2020, sem apresentar as fases da Lua.
Por ClimaTempo
+ VEJA TAMBÉM