29 de Setembro de 2022
20º/30º
Entretenimento - Colunistas

As dores do mundo

O título do nosso bate-papo desta semana foi emprestado de uma canção composta em 1975 pelo compositor baiano Hyldon, regravada alguns anos depois pelo J. Quest ou Jota Quest. Aliás, sou fã do trabalho da banda e, se tudo der certo, estaremos num show deles em Marília, na sexta-feira, da tour Jota 25.

Mas, não quero falar de música, e sim de dores.

As pessoas em geral têm dores, problemas que devem ser resolvidos, desejos, medos, frustrações, ou simplesmente necessidade de consumir. Podem até mesmo ter dores físicas, que necessitam de cura.

Posso citar várias situações como: fazer uma mudança estética, comprar uma roupa, um carro ou um smartphone novo, ganhar mais dinheiro, aprender a tocar um instrumento musical, redecorar a casa, e por aí vai.

Para cada venda ou serviço, provavelmente haverá um vendedor, um prestador ou alguém em busca de uma big idea revolucionária.

É assim que as relações de consumo acontecem, e que a roda da economia gira.

Divulgação - Fernando Nascimento - Foto: Divulgação
Fernando Nascimento - Foto: Divulgação


Mas, tudo isso que falei, tem um ingrediente diferente: informação.

Hoje, os consumidores buscam muito mais informações para sanar suas dores. Resenhas, depoimentos, avaliações, descrições, blogs, notas, influencers. Eles sabem onde seus problemas podem ou não ser resolvidos, e se baseiam na melhor experiência possível para tomarem suas decisões.

Lembra daquele remédio que o homem da pharmácia passava, para qualquer tipo de dor?

Coisas do século passado.

As dores do mundo ainda existem, mas as curas são diferentes (falo, obviamente, do consumo).

Você está preparado para solucionar problemas, sanar desejos, eliminar medos ou derrubar objeções? Seu produto ou serviço pode fazer isso pelas pessoas?

Acredito que sim.

E elas (as pessoas) também precisam acreditar.

Então, diga isso. Mostre isso. Faça com que a mensagem chegue aos consumidores finais. Aproveite as inúmeras possibilidades de divulgação na internet, gratuitas ou impulsionadas. Amplie sua rede de contatos. Como está sua rede de transmissão por whatsapp ou por e-mail?

O profissional de copywriting e social media saberá a maneira certa de atingir seu público, e também público que você deseja conquistar.

Encerro com mais uma frase musical, desta vez, do inesquecível Michael Jackson: Heal the World. Cure o mundo.

Abração!
Divulgação Fernando Nascimento
Fernando Nascimento
Copywriter Junior e Social Media Junior
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM