01 de Dezembro de 2022
20º/30º
Entretenimento - Colunistas

Até o Saci vai à podóloga

COLUNISTA - Magali Nascimento

Olá

Caso você não saiba, no Brasil, hoje é comemorado o dia do Saci-pererê

Personagem de nosso folclore, ele habita as florestas, é travesso e gosta de pregar peças nas pessoas. Possui cerca de meio metro de altura, é negro, não tem cabelos e nem pelos corporais, usa um gorro vermelho na cabeça e fuma cachimbo. É protetor da natureza, e vive por 77 anos, transformando-se em um cogumelo venenoso após sua morte

O Saci também possui poderes mágicos.

Gosta de incomodar os viajantes que encontram pela estrada, com um assobio estridente, que os desorienta. De estragar os freios das carroças e roubar seus chapéus.

Nas casas, espalha sujeira com seu redemoinho, mexe na comida, esconde objetos e estraga as lamparinas.

Divulgação - Magali Nascimento - Podóloga / Foto: Divulgação
Magali Nascimento - Podóloga / Foto: Divulgação


No pasto, gosta de assustar cavalos, e dar nós ou fazer tranças em suas crinas. Se você vir um bando de cavalos agitados durante a noite, pode ser obra de um Saci.

Dizem que, para aprisioná-lo, é preciso jogar uma peneira em seu redemoinho. Em seguida, deve-se puxar seu gorro e, por fim, colocar o Saci dentro de uma garrafa. Isso vai impedir sua fuga, e retirar seus poderes.

A lenda do Saci surgiu nos séculos XVIII e XIX, entre os indígenas, no sul do país. Seu nome pode ter relação com um pássaro, conhecido no idioma tupi-guarani como "çaa cy perereg".

Já sua popularização, deve-se à obra de Monteiro Lobato, com seu livro "Sacy-pererê: resultado de um inquérito", de 1918. Alguns anos depois, a lenda foi adaptada para o público infantil, com a coleção do "Sítio do pica-pau-amarelo"

Não posso deixar de falar de sua mais conhecida característica: o Saci-pererê possui só uma perna, o que não é uma novidade, né?

Imagine um Saci com calos nos pés? Joanetes? Bicho-de-pé? Frieiras ou unhas encravadas? Calcanhares rachados? Inchaços nos pés ou pernas?

Grandes problemas, com certeza.

Talvez o Saci seja apenas uma lenda de nosso rico folclore. Nunca avistei um, e imagino que você também não.

Mas, se ele existir, posso afirmar sem sombra de dúvidas, que é amigo das podólogas. Mesmo com seus poderes mágicos, visitinhas periódicas ao consultório fazem parte da rotina de um Saci. Afinal, uma perna só, precisa ser muito bem cuidada.

Brincadeiras à parte, cuide de seus pés. Cuide de você.

E feliz Dia do Saci!!
Divulgação
Magali Nascimento
Podóloga há 10 anos. Técnica em Podologia, pelo SENAC Marília, graduanda em Tecnologia em Podologia pela Unicesumar. Certificada e especialista em knesiopodo, correção de unhas, onicomicose, laser aplicado à Podologia, ácidos e peeling e tratamento de pés diabéticos,
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM