20 de Maio de 2022
20º/30º
Entretenimento - Colunistas

Como é calculado o IPCA e por que você deve se preocupar com isso?

COLUNISTA - Mariana Hauer

*Por Mariana Hauer - @marianahauer

Muitas vezes escutamos alguns termos econômicos e não sabemos exatamente o que significa. Mesmo que este conceito afete diretamente a nossa vida. A gente sabe que afeta, mas não entende muito bem!

Inflação é um desses termos. No Brasil, crescemos, nos tornamos adultos, e os anos passaram e nós temos receio da inflação. Mas o que ela significa e por que ela assusta? Inflação é o fenômeno de aumento de preços. Qualquer preço? De qualquer produto? Não. O aumento generalizado de preços em um determinado período. Este fenômeno também é contínuo, ou seja, o aumento dos preços dos bens e serviços não aumentou 1 vez e sim por um determinado período.

Assessora em investimentos, Mariana Hauer
Assessora em investimentos, Mariana Hauer


Por exemplo, quando lemos nos jornais ou escutamos na internet que a inflação acumulada dos últimos 12 meses em novembro de 2021 foi de 10,74%. Ou seja, nos últimos 12 meses - entre novembro de 2020 e novembro de 2021, o aumento de preços generalizado foi de 10,74%. Ou seja, em média, a cesta de produtos e serviços que entra no cálculo da inflação foi acima de 10%. O que é uma cesta de bens e serviços? Quando queremos calcular um índice, vamos fazer, de forma resumida, uma média ponderada dos bens e serviços mais consumidos pela população, para conseguirmos medir e ter uma base comparativa ao longo do tempo de como os preços das coisas estão se comportando. E esta cesta de bens e serviços serve para este cálculo. No caso, o índice de inflação mais usado hoje, de forma geral, é o IPCA.

Existem muitos outros índices, mais específicos, que são utilizados também, dependendo do setor e do objetivo de correção, por exemplo. Mas não vamos entrar neste assunto.

Outro ponto importante que devemos lembrar é que quando falamos sobre queda de inflação, não significa que os preços irão cair. Só significa que os preços vão subir de forma mais lenta. Por exemplo, a inflação caiu de 10,7% em 2021 para 5% em 2022. Significa que os preços em 2021 subiram 10,7% e em 2022 subiu menos, 5% no ano.

E por que a inflação é tão prejudicial para a população, para você e para mim? Porque quando os preços sobem, não necessariamente os salários sobem na mesma proporção. Ou ao mesmo tempo. Ou seja, perdemos nosso poder de compra. Imagine que para comprar todos os produtos e serviços que você consegue no mês, no início de 2021, você utilizava R$1.000,00 reais. No fim do ano, pelo menos - dependendo que tem na sua cesta pessoal (porque nem sempre o que você consegue será igualzinho à cesta do IPCA), você precisará de R$1.100,00 para comprar exatamente as mesmas coisas. Ou seja, você vai ter que deixar uma parte para trás.

Por isso inflação é tão preocupante. É como se você adicionasse algo, uma nova conta, todos os meses, sem contar com isso. E que essa conta, essa obrigação financeira, aumenta todos os meses.

*Assessora Mariana Hauer - @marianahauer
Sócia da GR Capital com escritório em Assis e Assessora de Investimentos - BTG Pactual
Rua José Vieira da Cunha e Silva, 260, Assis SP, 19800-140, Brasil
Fale com ela: 18 99793-0661


Divulgação
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM