11 de Julho de 2020
20º/30º
ENTRETENIMENTO » COLUNISTAS

Dia de Luta das Pessoas com Deficiência

A participação de pessoas com deficiência no mercado de trabalho cresceu 6,57% em 2014, segundo dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) divulgados neste mês de setembro. Isso significa 23,5 mil empregos para indivíduos desse grupo no ano passado. A notícia é boa, mas a luta pela inclusão deve continuar.

Datas como o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência, em 21 de setembro, são apropriadas para lembrarmos a importância de termos, cada vez mais, ações para que essas pessoas sejam incluídas no mercado de trabalho. O objetivo é que esses dados se repitam cada vez mais.

A preocupação sobre a inclusão deve ser ainda maior na categoria comerciária, composta por trabalhadores que atuam como atendentes, vendedores e balconistas e diretamente com o público.

Portanto, o comércio deve ser um espaço inclusivo, abraçando as pessoas com deficiência dos dois lados do balcão, como funcionários e clientes. Investir em acessibilidade e inclusão contribui para que essas pessoas tenham autonomia para fazer suas compras ou trabalhar, garantindo qualidade de vida.

Ao representar 2,7 milhões de trabalhadores em todo o Estado, a Fecomerciários investe em ações permanentes de responsabilidade social, como o Café Sensorial. Realizada em parceria com os nossos 68 Sindicatos Filiados, a iniciativa traz palestras e dinâmicas para despertar a necessidade de promover a inclusão das pessoas com deficiência no mercado de trabalho, em especial no empresariado.

Nós, das entidades sindicais comerciárias, estamos engajados em garantir os direitos das pessoas com deficiência no mercado de trabalho e continuaremos lutando para que cada vez mais esses trabalhadores estejam presentes em estatísticas positivas como essa.


Luiz Carlos Motta
Presidente da Fecomerciários e UGT-SP


Luiz Carlos Motta
+ VEJA TAMBÉM