02 de Dezembro de 2021
20º/30º
Entretenimento - Colunistas

Do hiato, da Cultura...



* Por Por Gustavo Pilizari
Jornalista Mestre


Pra quê serve a Cultura?


É bom que se saiba que nenhum de nós se esgota em si mesmo; nenhum de nós formou-se sozinho e que nenhum de nós vive sozinho.

Somos animais com a necessidade do torpor do toque, do carinho, da fala alheia para nos constituímos enquanto indivíduos simbólicos...

Ninguém vive sem uma Cultura...

Em simples constituição, Cultura é todo o jogo de representações sociais as quais estamos envolvidos desde que alguém um dia iniciou este projeto representativo... Se acendemos velas para nossos defuntos, se cultuamos a imagem de um ídolo, se também oramos, é porque temos a necessidade de nos sentirmos maiores do que somos!

Bom... Toda Arte vive da margem do escapismo e do enfrentamento de nós mesmos... A Arte (aqui englobamos música, pintura, dança, teatro, literatura, cinema...) só existe para suprir nossos hiatos os quais não podem ser preenchidos com suportes materiais... Hiatos são fendas, buracos... Logo, toda Cultura se resvala na questão de tentar aumentar e idealizar um ser humano muito maior do que realmente é...

Se pensarmos o sentido crucial da vida enquanto um período determinado para um indivíduo crescer, veremos que, visto de longe, uma vida nada mais é que o preenchimento dos dias... Vivemos preenchendo os dias que nos restam... é só isto e, ponto final...

Todavia, o ser humano é um animal confabulador - associa coisas e mundo - faz conexões entre objetos; é daí que são despertados os sonhos...

Cultura é coisa onírica... um sonho que nos molda para nos sentirmos melhores, para nos mirarmos melhores... Se não tivéssemos criado todo o aparato de signos para nos representarmos em outras instâncias, já seríamos um fracasso há tempos...

Nós tomamos consciência da nossa humanidade apenas em decorrência das OBRAS ARTÍSTICAS que integram o conceito de CULTURA.

Mas, por quê?

Porque o ser humano é o único animal que pode pensar não só naquilo que vê num determinado momento, antes, é capaz de prever situações, idealizar, sonhar, associar um objeto a coisas outras que estão por surgir... Este fato de podermos pensar futuramente, sem ao menos termos o conhecimento do futuro, nos torna únicos e, por isso, toda questão artística consolida e reforça nossos desejos reprimidos ou não, de não sermos apenas quem somos, mas de sermos um outro melhor, um outro que pode se tornar ETERNO mesmo quando isso pode ser ainda, impossível!

A ARTE faz com que sejamos muito mais que "cadáveres adiados", como dizia Fernando Pessoa; antes, nos oferece o despertar de sensações, de sentimentos, aumentando nossa autoestima, corporificando nosso EU num amálgama de possibilidades de vida...

Enfim... A Cultura apenas esconde o que realmente somos para nós dar um roteiro mais mágico, ficando mais fácil para nós enfrentarmos a vida que se segue!

É isso...
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM