04 de Dezembro de 2020
20º/30º
ENTRETENIMENTO » COLUNISTAS

Por que no final do Pai Nosso, na missa, não tem Amém?

Você deve ter prestado atenção que a oração do Pai Nosso na missa não é concluída com a invocação: Amém.

Você sabe o porquê disso?

A resposta é simples. Por que nessa parte da celebração, o Pai Nosso é o início de uma série de orações.

Depois que termina o Pai Nosso, o padre continua a Oração do Embolismo. "Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e dai-nos hoje a vossa paz. Ajudados pela vossa misericórdia, sejamos sempre livres do pecado e protegidos de todos os perigos, enquanto, vivendo a esperança, aguardamos a vinda de Cristo salvador". E o povo responde. "Vosso é o reino o poder e a glória para sempre".

Depois, o celebrante reza a Oração pela Paz: "Senhor Jesus Cristo, dissestes aos vossos apóstolos: eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz. Não olheis os nossos pecados, mas a fé que anima vossa Igreja; dai-lhe, segundo o vosso desejo, a paz e a unidade. Vós, que sois Deus, com o Pai e o Espírito Santo".

Ao término dessa oração todos respondem Amém. Justificando, assim, não dizer Amém ao final do Pai Nosso exclusivamente nas missas.

Amém é uma palavra hebraica usada nas liturgias para reforçar a concordância do que foi dito ou rezado.

Portanto, na liturgia da missa não se termina o Pai Nosso com o Amém!

Por: Professor Márcio Alexandre

Márcio Alexandre
É professor na rede pública de ensino
+ VEJA TAMBÉM