07 de Dezembro de 2022
20º/30º
Entretenimento - Comportamento

Acupuntura é opção de tratamento para prevenir e melhorar enxaqueca

Imagem: https://unsplash.com/photos/RJCslxmvBcs


Enxaquecas, cefaleias ou simplesmente dor de cabeça, estes são "sintomas" responsáveis por muitas noites sem dormir, podendo afetar o humor, o rendimento no trabalho e a nossa vida pessoal.

As enxaquecas são qualificadas como uma doença do foro psicológico, mais prevalentes no sexo feminino. Estima-se que tenham uma prevalência de 12% a 15% a nível mundial. É importante perceber que esta é uma doença sem cura.

Mas afinal qual é a causa das enxaquecas?
Ainda não se sabe ao certo a causa deste quadro sintomatológico, porém pensa-se que existam pessoas mais propensas a desenvolverem estas cefaleias, quer a nível genético, quer a nível de fatores externos ao doente em si, nomeadamente fatores ambientais. Como referido anteriormente está cientificamente comprovado que as mulheres são mais propícias a desenvolver enxaquecas, especialistas explicam este fato com as constantes mudanças hormonais que o corpo da mulher está sujeito.

Sintomas das enxaquecas:

Cefaleias (dores de cabeça), muitas vezes latejantes
Enjoos e vómitos
Endurecimento cervical
Alterações de humor


O que posso fazer para evitar as enxaquecas?

O que você deve compreender é que as enxaquecas surgem normalmente associadas a algum tipo de estímulo. Por isso, se as quiser evitar é de extrema importância avaliar os momentos em que estas surgem, ou seja, o que antecede o episódio de dores de cabeça. Durante um episódio evite contato com a luz, pois pode aligeirar a sua situação.

Muitas pessoas conseguem controlá-las através de certos fármacos, porém o grande problema são as reações adversas associadas à terapêutica farmacológica. Uma das soluções provenientes do oriente que lhe apresentamos neste artigo é a acupuntura, não tem quaisquer efeitos adversos e tem benefícios comprovados não só a nível das enxaquecas. Esta realmente pode ser a solução ideal para o seu problema.

Acupuntura, o que é?
A acupuntura tem vindo ao longo destes últimos anos a ser cada vez mais aceite na prática da medicina ocidental. Muitas vezes vista como tendo um efeito placebo, isto é, de ser apenas o psicológico dos doentes a demonstrar melhorias quando na verdade estas não acontecem. A acupuntura é originária da China e a sua origem remonta a mais de 5000 anos atrás.

Na acupuntura considera-se que o corpo é feito de um equilíbrio de energia, e as doenças acontecem quando é rompido o estado de equilíbrio, passando então o corpo para o estado de desequilíbrio, o objetivo da acupuntura, é restabelecer esse equilíbrio.

Os sintomas mais comuns causados pelo desequilíbrio de energia em alguma região do nosso corpo são, dor, inflamação e cansaço. Porém não se trata apenas de resoluções a nível físico, a acupuntura também ajuda em problemas do foro psicológico, que é exatamente onde pertence a doença sobre a qual nos debruçamos, as enxaquecas. Para além das enxaquecas também pode ajudar pessoas com problemas noturnos, nomeadamente insônias.

A quem pode ser feita a acupuntura?
A acupuntura pode ser efetuada a praticamente toda a gente, desde crianças, a pessoas idosas. De fato, parece trazer grandes benefícios a nível de bem-estar, muitas pessoas fazem-no como parte da sua rotina, não precisando estar doentes ou com qualquer tipo de problema. Digamos que podemos encaixar a acupuntura ao nível das massagens de relaxamento, porém muito mais poderosas, uma vez que o seu efeito terapêutico está cientificamente comprovado.

Uma das razões que enumeramos em cima para a grande prevalência de enxaquecas nas mulheres era a variabilidade a nível hormonal que as pessoas do sexo feminino estão sujeitas, pois bem, a acupuntura, não só permite normalizar estes valores, como pode até ser usada esta terapêutica em grávidas, exatamente porque nesta fase da vida as mulheres experienciam uma mudança brusca nos níveis de hormonas. O tratamento de acupuntura ajuda a normalizar esses valores.

A grande vantagem da acupuntura relativamente a outras terapêuticas é que não apresenta efeito adverso absolutamente nenhum, uma vez que não são utilizados compostos químicos como no caso da terapêutica medicamentosa.

Devemos apenas ter atenção para que quando se realizam estas sessões de acupuntura se tenha o cuidado de escolher uma clínica especializada, com profissionais certificados na área. Geralmente é realizada uma consulta muito semelhante a uma consulta médica onde se descreve o que se sente e qual se pensa ser o problema, uma vez realizado o diagnóstico então avança-se para a terapia propriamente dita. É muito importante ressaltar também que não se faz acupuntura em zonas do corpo com lesões substanciais a nível da pele.

Também pessoas que tomam medicamentos para tornar o sangue mais fino, como é o caso de anticoagulantes e inibidores da vitamina k, não devem optar por esta terapêutica por possibilidade de hemorragias.

Doenças em que a acupuntura apresenta evidências científicas de melhoria de quadros clínicos:


Para além destes problemas, a acupuntura também é utilizada como tratamento complementar de alergias (como rinite e asma), efeitos eméticos induzidos por quimioterapia (náuseas e vômitos) e distúrbios emocionais como a ansiedade, o stress ou a depressão.

De que forma a acupuntura auxilia o tratamento das enxaquecas?
Como já declaramos anteriormente, a acupuntura pode ser a solução para pessoas com problemas crônicos de enxaquecas. De fato, existem inúmeros artigos científicos que apoiam esta perspetiva e validam a utilização desta terapêutica alternativa. A acupuntura pode ser utilizada tanto em enxaquecas com origem no abuso de drogas (quer sejam medicamentos, álcool ou drogas com fins recreativos), como em enxaquecas relacionadas a situações de stress, ansiedade ou depressão.

Como os resultados do artigo "Acupuntura no tratamento da enxaqueca: uma revisão de literatura" comprovam, a acupuntura é eficiente no tratamento das enxaquecas, diminuindo a necessidade da terapêutica medicamentosa ou até mesmo substituindo-a, proporcionando desta forma, analgesia e relaxamento, promovendo a libertação de opióides, produzindo efeitos homeostáticos e harmonizando psicologicamente o doente.

A acupuntura é destacada como uma terapia não medicamentosa efetiva para tratar a enxaqueca. Pois, além de controlar a dor, é uma especialidade segura, econômica e sem efeitos adversos.

O tratamento para dor de cabeça é associado frequentemente ao abuso de medicamentos, e, posteriormente a consequentes reações adversas, como por exemplo a cefaleia de ricochete, ou seja, existe um abuso de fármacos para o tratamento da enxaqueca, que pode posteriormente causar uma habituação e levar a problemas de dependência. Quando não existe o uso destes medicamentos, as enxaquecas podem voltar com o dobro da sintomatologia, levando a um ciclo de dependência do uso destes fármacos.

Por fim, é de relembrar que a terapêutica de acupuntura deve ser realizada por um profissional devidamente especializado. Antes das sessões deve ser efetuado o devido diagnóstico médico.
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM