08 de Agosto de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » LOCAL

Coronel Franco mira Executivo sem passar pelo Legislativo por ter se preparado para ser gestor

Entrevistado desconhecia a existência da FATEC na cidade e falou da necessidade de trazer uma unidade para Assis

Na série de entrevistas do Portal AssisCity e Rádio Difusora com os pré-candidatos a prefeito das Eleições 2020, conduzida pelo professor Elielton, do AssisCity, e Gerônimo Paes, da Difusora, nessa quarta-feira, 8, foi a vez do Coronel Franco falar sobre sua pré-candidatura para o Executivo local.

O pré-candidato acredita na candidatura com uma chapa pura, mas não descarta a possibilidade de compor, e ser vice, se assim for a decisão do partido após o tema ser discutido amplamente.

Durante toda a entrevista, bem articulado com a imprensa, fruto de experiências passadas durante cargos que ocupou junto ao policiamento, o Coronel foi bem enfático em dizer que tudo o que fala é pelo ‘hoje’, e que ele está propenso ao que for melhor para Assis.

Mas, ele acredita que está bem preparado, além de animado e confiante, de que seu lugar é como chefe do Executivo mesmo, nem como vice e nem como vereador visto "que toda minha formação foi para gestão e liderança”, justifica.

Coronel Franco acredita que possa deixar como marca sua, e exclusiva, o desenvolvimento de Assis e acredita em uma boa articulação com servidores públicos municipais por ter durante sua carreira trabalhado com liderança de pessoas e apóia-se em políticos de outras esferas, todos militares, para angariar recursos para Assis, a exemplo de Major Olímpio e Coronel Telhada, e com isso atingir resultados satisfatórios na área econômica com geração de emprego e renda.

A ideia de chegar à Prefeitura de Assis muito agrado ao Coronel, que destaca o crescente interesse dos policiais militares, e também civis, em ingressarem na vida política, visto que o momento é propenso. "Sou de uma nova geração da polícia que defende a democracia sob a égide de 1988 e sou constitucionalista. Antes o militar era aquele ser sisudo, eu não sou assim, e como já servi a essa população de Assis como militar quero continuar servindo como político”.

Coronel Franco também declara que seu nome como pré-candidato a prefeito o anima bastante. "Tenho conversado com muitas pessoas e o crescimento do meu nome é muito considerável e diversas manifestações têm me causado surpresa me deixando muito emocionado e com grande entusiasmo. Com isso, considero que tenho muitas chances de ser eleitos e as pessoas podem acreditar no meu entusiasmo e convicção e estou preocupado com o que for melhor para Assis; eleição é um voto de confiança e a possibilidade de renovação, de avançar, de chegar ao novo”.

Sobre as condições atuais da cidade, Coronel Franco acredita que sua formação em gestão pode salvar Assis. "Estamos em uma encruzilhada. Não temos emprego e Assis precisa avançar no desenvolvimento, a exemplo de jovens que precisam sair de Assis em busca de oportunidades de emprego. O maior desafio é mudar o destino da cidade nesse sentido. Tem que ter coragem de investir em Assis e precisa ser empreendedor para isso”, diz Coronel Franco.

Ele não hesitou em desferir farpas ao atual governo: "asfaltamento de ruas é obrigação para dar condições de habitação aos moradores; zeladoria do município é muito pouco”.

O pré-candidato falou da saúde que precisa de contratação de profissionais e ter foco no bom atendimento. Falou também que Assis é dotada de boas escolas e faculdades, mas desconhecia a existência da FATEC na cidade e falou da necessidade de trazer para Assis uma unidade, com cursos de excelência.



Coronel Franco foi lembrado pelo entrevistador que já existe uma unidade na cidade, inclusive com curso de Gestão Comercial. O entrevistado remenda: "mas pode ser potencializada com capacitação pragmática para encaminhamento para o mercado de trabalho”.

Sua campanha deve ser enxuta, com estratégia de impulsionamento nas redes sociais, através do convencimento, sem gastar sola de sapato, sem aperto de mão e sem pegar criança no colo e posar para foto, ao que ele diz "é uma pena não ter isso porque me sinto bem e fico até emocionado, eu gosto desse contato, eu gosto de pegar criança no colo, mas o isolamento social agora não vai permitir isso”.

Nos últimos minutos do programa o pré-candidato entregou dois livros como mimos ao entrevistador, escritos por ele e falando de sua trajetória.

Confira na íntegra a entrevista do pré-candidato:





Calendário

O calendário das entrevistas com os pré-candidatos ao cargo de prefeito será da seguinte forma:

Assis, entrevistas 7 a 10 de julho, com os seguintes pré-candidatos:

Dia 7, terça-feira: Professor Reynaldo Campanatti
Dia 8, quarta-feira: Coronel Adilson Franco
Dia 9, quinta-feira: Fernando Quinteiro
Dia 10, sexta-feira: José Fernandes

Cândido Mota, entrevistas de 13 a 14 de julho, com os seguintes pré-candidatos:

Dia 13, segunda-feira: Carlos Gordo
Dia 14, terça-feira: Lúcio Madureira

Paraguaçu Paulista, entrevistas de 15 a 20 de julho, com os seguintes pré-candidatos:

Dia 15, quarta-feira: Dante Mantovani
Dia 16, quinta-feira: Serginho Ferreira
Dia 17, sexta-feira: Ian Salomão
Dia 20, segunda-feira: Almira Garms

Pedrinhas Paulista, entrevistas de 21 a 22 de julho, com os seguintes pré-candidatos:

Dia 21, terça-feira: Freddy
Dia 22, quarta-feira: Sergio Fornasier

Tarumã, entrevistas de 23 a 24 de julho, com os seguintes pré-candidatos:

Dia 23, quinta-feira: Marcos Silveira
Dia 24, sexta-feira: Oscar Gozzi

Palmital, entrevistas de 27 a 31 de julho, com os seguintes pré-candidatos:

Dia 27, segunda-feira: Marcos Tortinho
Dia 28, terça-feira: José Roberto Ronqui
Dia 29, quarta-feira: Luis Gustavo
Dia 30, quinta-feira: Tê Biondi
Dia 31, sexta-feira: Dr Eduardo

Você ficará bem informado, com jornalismo de verdade, enquanto o AssisCity e a Rádio Difusora trabalharão juntos pela informação.

Não perca a cobertura completa das eleições 2020 e acesse as redes sociais para ficar por dentro das novidades e acompanhar os programas de mais esse momento histórico da democracia brasileira.

Redação AssisCity
+ VEJA TAMBÉM