Buscar no site

Égua dá à luz gêmeos e um dos filhotes morre em Assis

Proprietários podem responder por eventual crime de maus-tratos

Redação AssisCity

  • 24/09/23
  • 19:00
  • Atualizado há 11 semanas

Uma égua deu à luz dois gêmeos no Parque da Juventude, em Assis, na manhã deste domingo, dia 24 de setembro. Por conta das altas temperaturas registradas na cidade durante o dia, um dos filhotes acabou morrendo no local e o outro está em situação delicada. De acordo com a Polícia Ambiental, os proprietários dos animais podem responder por eventual crime de maus-tratos.

Defesa Civil/Divulgação - Égua dá à luz gêmeos e um dos filhotes morre em Assis - FOTO: Defesa Civil/Divulgação
Égua dá à luz gêmeos e um dos filhotes morre em Assis - FOTO: Defesa Civil/Divulgação

Segundo informações obtidas pelo Portal AssisCity, a égua pariu por volta das 9h da manhã. Os animais, que estavam sem cuidados do proprietário que não esteve no parque durante todo o dia, foram remanejados para um local com sombra e árvores pelos moradores da região. A Defesa Civil foi acionada, mas entendeu que naquele momento era um risco deslocar os filhotes recém-nascidos.

Defesa Civil/Divulgação - Defesa Civil e Polícia Ambiental foram acionadas no local - FOTO: Defesa Civil/Divulgação
Defesa Civil e Polícia Ambiental foram acionadas no local - FOTO: Defesa Civil/Divulgação

Durante todo o dia, a população que reside próximo ao local trabalhou em conjunto para manter os animais com vida, inclusive molhando com água e dando leite para os filhos. Uma das moradoras chegou a ordenhar a égua para tirar leite e dar aos filhotes. Embora tenham feito um grande esforço, no final da tarde, um dos potros acabou falecendo. O outro potro recém-nascido e a égua ainda estão vivos, mas estado frágil.

Defesa Civil/Divulgação - Um dos potros acabou morrendo durante o dia - FOTO: Defesa Civil/Divulgação
Um dos potros acabou morrendo durante o dia - FOTO: Defesa Civil/Divulgação

Um veterinário foi chamado no local para avaliar o estado de saúde dos animais. De acordo com a avaliação feita, mãe e filhote só continuaram vivos graças a mobilização dos populares. A Defesa Civil informou que égua e o filhote já foram removidos para um posto de monta e estão recebendo os tratamentos adequados.

A Polícia Ambiental investiga o caso. Os proprietários dos animais foram identificados e podem responder legalmente pelo caso.

Receba nossas notícias em primeira mão!

Mais lidas
Ver todas as notícias locais
Colunistas Blog Podcast
Ver todos os artigos