29 de Janeiro de 2023
20º/30º
Notícias - Local

Energisa monitora incidência de raios e atua para minimizar impactos à rede elétrica

Durante todo o ano de 2022, ferramenta utilizada pela empresa identificou 344.841 descargas atmosféricas nas regiões de Assis e Tupã;

A previsão do tempo já adianta que a segunda quinzena de janeiro também deve ter dias chuvosos. A Energisa Sul-Sudeste, que abastece 27 municípios nas regiões de Assis e Tupã, faz o monitoramento do tempo com o intuito de antecipar a mobilização das equipes para atender possíveis demandas relacionadas a temporais. E mediante esse monitoramento, aliás, que no ano passado foram contabilizados 344.841 raios nas cidades regionais atendidas pela Energisa.

O compromisso da Energisa em acompanhar atentamente a incidência dos raios, bem como a aproximação das chuvas, é justamente para minimizar os impactos desses eventos climáticos no sistema elétrico.

"Há situações em que os temporais podem ocasionar quedas de árvores, deslizamento de terras e, com a força do vento, lançam galhos e objetos sobre a rede elétrica, provocando o rompimento de cabos de energia, quebra e queda de postes, estragos em equipamentos e estruturas, prejudicando diretamente os clientes com a interrupção no fornecimento da energia", detalha Luiz Moreto, gerente de Operação da Energisa Sul-Sudeste.

divulgação - Reparos em rede eletríca em dias chuvosos - Foto: Divulgação
Reparos em rede eletríca em dias chuvosos - Foto: Divulgação


Da mesma forma as descargas atmosféricas podem ocasionar prejuízos, como princípio de incêndios, danos a equipamentos ou até provocar a morte de pessoas e animais. "Normalmente as descargas são atraídas por objetos metálicos, sistema de telefonia, antenas externas, redes de TV e internet via cabo. Por isso é importante ficar atento e adotar alguns cuidados nos dias de chuvas", alerta Moreto.

A concessionária mantém um plano de contingência e estrategicamente antecipa os procedimentos operacionais e medidas preventivas que incluem treinamento de equipes, investimento em tecnologias, automação da rede e equipamentos inteligentes que permitem realizar manobras à distância para recompor o sistema elétrico durante as ocorrências de chuvas, o que garante maior agilidade e segurança no restabelecimento da energia.

Além disso, a Energisa orienta a comunidade sobre como proceder em dias de tempo fechado, chuvas e ventos fortes:

Para evitar prejuízos, desligue os aparelhos eletrônicos da tomada. Durante as tempestades, a alta incidência de raios pode provocar a interrupção do fornecimento de energia e, consequentemente, danos aos equipamentos.

Nunca utilize telefone com fio ou aparelho conectado à tomada.

Também evite contato com objetos de estrutura metálica que estejam ligados à eletricidade, como fogões, geladeiras e torneiras.
Deixe para carregar o celular em outro momento e sempre opte por usar o notebook na bateria e pela rede wi-fi, dispensando o uso de fios.
Se estiver fora de casa, busque um local fechado para se abrigar e não fique a céu aberto, já que os raios são atraídos por pontos altos e, dependendo de onde a pessoa estiver, ela pode se tornar esse ponto alto.
Se encontrar cabos partidos na rua, não se aproxime em hipótese alguma, pois não é possível saber se o cabo está ou não energizado.

Caso o cabo partido caia sobre o seu veículo, permaneça dentro do veículo. Se você estiver do lado de fora, não chegue perto e chame a Energisa pelos canais de atendimento: Call center - 0800 70 10 326; Gisa (assistente virtual do WhatsApp); aplicativo para celular Energisa On; ou site www.energisa.com.br.
Divulgação
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM