26 de Maio de 2022
20º/30º
Notícias - Local

FEMA promove edição especial do FEMA Cidadania, na Casa da Criança

O objetivo dessa edição foi semear o desejo de cursar uma faculdade no futuro, indicar possibilidades de profissões e proporcionar um dia de entretenimento com oficinas ministradas pelos cursos da FEMA

A Fundação Educacional do Município de Assis (FEMA) realizou, na manhã do último sábado, dia 30 de abril de 2022, mais uma edição do FEMA Cidadania, na Casa da Criança de Assis. Durante o evento, as crianças se divertiram com brinquedos, comeram pipoca e algodão-doce, participaram de oficinas organizadas pelos cursos de Administração, Química, Fisioterapia, Direito, Publicidade e Medicina.

O objetivo dessa edição foi semear, nas crianças, o desejo de cursar uma faculdade no futuro, indicar possibilidades de profissões e proporcionar um dia de entretenimento. Já para os adultos, a FEMA proporcionou oficinas para contribuir na retomada do mercado de trabalho no pós-pandemia.

Para o presidente da FEMA, Arildo José de Almeida, a FEMA tem buscado estar cada vez mais perto da comunidade e o FEMA Cidadania foi a oportunidade de se conectar com as pessoas da vizinhança. "A primeira pessoa que nos conectamos, abraçamos e apertamos a mão, pós-pandemia, é o vizinho mais próximo do nosso bairro, ou do nosso prédio. E a FEMA reconhece com muita propriedade a nossa vizinhança, que está na região do Vitória, Jardim Paraná, mesma região onde a FEMA está instalada. Então, o primeiro abraço que estamos dando de forma externa é aqui, na Casa da Criança. Sabemos da importância histórica da Casa da Criança, que cuida dessa região há anos. Então, a FEMA vem hoje para a comunidade, para abraçar essas pessoas que necessitam de muito amparo, por meio do acolhimento de nossos cursos que estão aqui hoje ministrando essas oficinas e acolhendo as crianças que estão aqui. Estamos de volta para colaborar, e para ajudar, porque esse é o perfil da FEMA", declara Arildo.

Divulgação - Durante o evento as crianças se divertiram com brinquedos, comeram pipoca e algodão-doce e participaram de oficinas organizadas pelos cursos da FEMA
Durante o evento as crianças se divertiram com brinquedos, comeram pipoca e algodão-doce e participaram de oficinas organizadas pelos cursos da FEMA


Segundo o diretor-executivo da FEMA, Me. Eduardo Augusto Vella Gonçalves, é um motivo de grande alegria poder retomar um evento extremamente importante, onde acontece uma verdadeira cidadania. "A FEMA está fora dos seus muros, próxima da comunidade. Alunos e professores estão aqui hoje, simplesmente doando; e cada um doa o que pode. Então, isso é motivo de muita alegria e orgulho para nós. De fazer parte de uma instituição que proporciona momentos tão importantes como esse para as pessoas", externa Vella.

O diretor acadêmico, Me. Gerson José Beneli, explica que o FEMA Cidadania, sendo um projeto de extensão, permite a FEMA incluir, em seu rol de atividades, o benefício e a solidariedade às comunidades em geral, nos bairros e vilas. "Nós escolhemos a Casa da Criança para a retomada do FEMA Cidadania na comunidade, pois ela é uma instituição que atende a maioria da população que está aqui, ao redor da FEMA. Esse projeto é extraordinário, porque permite chegarmos não só na comunidade que tem os nossos alunos e pessoas com vínculo com a FEMA, mas especialmente nas comunidades onde a FEMA não tem vínculo nenhum. Então aí surge um novo vínculo de solidariedade, de formação de pessoas; por isso ele é um projeto inovador e solidário", explica Gerson.

De acordo com o vice-diretor acadêmico, Dr. Alex Sandro Romeo de Souza Poletto, o projeto FEMA Cidadania há muito tempo já vem beneficiando Assis e região, e é muito prazeroso poder voltar a realizá-lo de forma presencial. "É a FEMA para fora dos muros, né? E voltar com o projeto, após dois anos de pandemia onde fizemos duas edições de forma remota, é muito bom e muito importante. Com o FEMA Cidadania, nossos professores, coordenadores e alunos estão levando o melhor que a FEMA pode oferecer para a comunidade de Assis e região", diz Poletto.

A Primeira Tesoureira da Casa da Criança, Irmã Francisca Ribeiro Rodrigues, relata que o projeto da FEMA vai ao encontro do que a Casa da Criança também gostaria de fazer. "A Casa da Criança atende, principalmente, crianças carentes que moram nessa região e estamos buscando, cada vez mais, prestar um atendimento mais amplo para as famílias também. Então, é muito significativo receber a FEMA aqui hoje e acolher todas essas famílias que fazem parte da comunidade à nossa volta. É bom demais ter uma parceria com uma instituição como a FEMA, que tem objetivos que vão muito ao encontro dos nossos", declara irmã Francisca.

Durante o evento, a FEMA disponibilizou diversas oficinas, ministradas por professores e alunos de seus cursos: Como se Comportar em uma Entrevista de Trabalho (Administração), Como fazer Amaciante (Química), O brincar e o desenvolvimento psicomotor (Fisioterapia), Orientações e Dúvidas Jurídicas (Direito), Fotografia pelo Celular para Uso em Redes Sociais (Publicidade) e Primeiros Socorros e Orientações de Cuidados (Medicina).

Luana R. Faria, aluna do 5º ano do curso de Fisioterapia, coordenado pela professora Ma. Maria Eulália Baleotti, explica que a oficina "O brincar e o desenvolvimento psicomotor" tem o objetivo de orientar os pais sobre a importância de estimular brincadeiras próprias para cada fase do desenvolvimento motor da criança. "Nós elaboramos, sob supervisão da professora Mariana Romagnoli, elaboramos uma cartilha que contém brincadeiras próprias para cada idade da criança, de zero aos doze anos. Essa cartilha orienta os pais como inserir essas brincadeiras na vida das crianças e como fazer os brinquedos com material recicláveis que temos em casa, para estimular a coordenação motora fina e a cognição", explica Luana.

Conforme a professora Ma. Danielle Cristina Ferrarezi Barboza, que ministrou a oficina "Como se comportar numa entrevista de trabalho", "o FEMA Cidadania, para mim, é um momento onde eu posso praticar um ato social, dividir meu conhecimento com outras pessoas e trazer um pouquinho da minha experiência, daquilo que eu gosto de fazer. Por isso eu escolhi elaborar uma oficina que tinha muito a ver com a minha vida profissional, que é a entrevista de emprego", diz Danielle.

A oficina "Como fazer amaciante" foi ministrada pelo técnico do laboratório da FEMA, Fernando Rodrigues. Segundo ele, a oficina é bem interessante para quem não sabe que se pode fazer um amaciante com coisas que normalmente a gente já tem em casa. "Isso deixa o pessoal animado, porque todo mundo pensa na economia. O pessoal normalmente não espera que o vinagre funcione como um amaciante no tecido, então é muito legal difundir essa informação para a comunidade", conta Fernando.

A aluna do 3º ano do curso de Publicidade e Propaganda, Maria Vitoria Camargo Rodrigues, que proporcionou a oficina "Fotografia pelo celular para uso em redes sociais", declarou que "foi uma oportunidade bem bacana fazer essa oficina! Eu tenho um grande interesse nesse tema, então quando soube que estavam precisando de alguém para falar sobre o assunto, eu me prontifiquei a ajudar. Eu acho interessante ver outras pessoas com interesse em comum, e como aluna, eu sei que é muito importante para mim, ter essa vivência, de estar no posto de falar para outra pessoa", conta a aluna.

A professora de Medicina, Ma. Caroline Lourenço De Almeida, ministrou uma oficina de Primeiros Socorros que abordou as técnicas de salvamento para casos de engasgamento de crianças e adultos, e a Reanimação Cardiopulmonar (RCP). "Nós do curso de Medicina, em especial a liga de urgência orientada pela professora Arlete Marçal, ficamos honrados em participar de um evento tão importante para a comunidade! Capacitar pessoas em primeiros socorros é de grande importância para manutenção da vida até a chegada do socorro adequado. Países desenvolvidos ensinam esses primeiros gestos logo no início da alfabetização, então nos sentimos responsáveis por essa informação e ficamos felizes em poder a fazer a diferença junto com a FEMA", declara a professora Caroline.

O curso de Direito da FEMA também esteve presente. Os alunos do curso, supervisionados pelo professor Me. Fernando Antonio Soares de Sá Junior, estiveram disponíveis para responder dúvidas jurídicas durante todo o período do evento.

Milena Soares, participante de uma das oficinas, declara que gostou do fato de a FEMA levar essas oficinas para a população. "É uma opção de conhecimento e aprendizagem de qualidade, acessível gratuitamente. Eu gostei bastante, principalmente das oficinas de fisioterapia e de química, e achei bem interessante a participação dos alunos da faculdade, finaliza.

O FEMA Cidadania é uma idealização do presidente da FEMA, Arildo Almeida, realizada pelo diretor Eduardo Vella, e conta com a organização e participação dos professores e alunos dos cursos de graduação da instituição.
Assessoria de Comunicação - FEMA
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM