08 de Agosto de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » LOCAL

Padre Vicente é suspenso pela Diocese de Assis após abençoar união homoafetiva

Documento foi divulgado nesta quinta-feira, 12 de dezembro

O padre Vicente Paula Gomes, de 56 anos, foi suspenso pela Diocese após abençoar uma união homoafetiva em Assis, interior de São Paulo. A celebração uniu o casal Luis Carlos do Santos e Claudinei Batista de Almeida, no dia 7 de dezembro, e foi realizada em uma chácara do município.

O documento foi assinado nesta quarta-feira, 11 de dezembro, e publicado no site da Diocese. O Decreto de Medida Cautelar foi baseado no Código de Direito Canônico e considera "as acusações graves", implicando nas normativas do cânone 1399. O documento explicita:

"Considerando o fumus delicti e o periculum in mora;
Considerando a garantia e proteção da justiça; e para evitar escândalo e defender a liberdade dos acusadores e suas respectivas testemunhas, cân. 1722 e Art. 19 SST".

Divulgação - Documento divulgado pela Diocese Assis
Documento divulgado pela Diocese Assis


O documento também traz a Suspensão de Ordem Ad Cautelam, que afirma "Quando cessar a investigação prévia e/ou Processo Penal a restrição à pessoa acusada, com a medida cautelar, será revogada pelo próprio direito (cân. 1722).

O documento foi assinado pelo Bispo Diocesano de Assis, Dom Argemiro de Azevedo, e pelo Chanceler do Bispado, Padre David José Martins.

A reportagem do AssisCity já havia solicitado a Diocese uma nota de esclarecimento sobre o assunto quando publicou a matéria Padre abençoa união homoafetiva em Assis e quebra paradigmas. Até o momento, nem o padre Vicente, nem a Diocese quiseram se manifestar.

Nesta quinta-feira, a reportagem encaminhou novamente um pedido de esclarecimento e solicitou uma entrevista com Dom Argemiro, mas até o momento também não obteve retorno.

Divulgação - Padre Vicente Paula Gomes é uma figura bastante querida e conhecida em Assis e região
Padre Vicente Paula Gomes é uma figura bastante querida e conhecida em Assis e região


Afastamento também da Paróquia

A Diocese também divulgou o documento no qual nomeia de forma provisória o Padre Orlando de Almeida Alves para assumir o cargo de Administrador Paroquial da Paróquia Santo André, de Tarumã, à frente da qual o padre Vicente estava.

Padre Vicente também assumiria a Paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Assis, no dia 6 de janeiro de 2020. Com a suspensão, o futuro do pároco está incerto e aguarda uma decisão da Diocese.

Divulgação - Documento determina troca do  Administrador Paroquial da Paróquia Santo André em Tarumã
Documento determina troca do Administrador Paroquial da Paróquia Santo André em Tarumã


Bênção da união homoafetiva

A bênção do padre Vicente, ordenado como presbítero há quase 30 anos, foi realizada durante uma união homoafetiva em Assis. Imagens da cerimônia repercutiram entre diversos grupos, que manifestaram apoio e críticas à presença do pároco.

Padre Vicente não utilizou as vestes sacerdotais, bem como os objetos oficiais das celebrações de casamentos, mas disse palavras de amor, afeto e especialmente respeito ao casal Luis Carlos do Santos e Claudinei Batista de Almeida.

Cedida - Segundo o casal, o mais importante foi celebrar e pregar o amor
Segundo o casal, o mais importante foi celebrar e pregar o amor


No vídeo, o padre também diz que era a primeira vez que daria a bênção em um casamento homoafetivo, mas afirmou que "a bênção não me diminui, nem a igreja, nem a vocês".

Ao final da cerimônia, padre Vicente afirma que não pode dar esse sacramento, mas "eu derramo sobre vocês a bênção para que vocês tenham os deveres de companheiros até o fim de suas vidas e não se esqueçam que Deus abençoa o amor de vocês", diz.

Cedida - Padre Vicente abençoou a união entre o casal Luis Carlos do Santos e Claudinei Batista de Almeida
Padre Vicente abençoou a união entre o casal Luis Carlos do Santos e Claudinei Batista de Almeida


Leia também: Padre abençoa união homoafetiva em Assis e quebra paradigmas

Um dos momentos divertidos da cerimônia e que chamam a atenção no vídeo é que, após a troca das alianças e no momento em que tradicionalmente os noivos se beijam, padre Vicente se vira de costas e diz de forma descontraída "podem se beijar, mas sem abusar", seguido pelas comemorações e cumprimentos dos convidados.

A aceitação dos casais homossexuais pela Igreja Católica ainda é um ponto bastante delicado entre os fiéis e a instituição. O Papa Francisco já enviou mensagem pessoal a um casal de Curitiba que batizou três filhos adotivos, mas o pontífice ainda mantém uma abordagem conservadora em relação ao casamento, que não é reconhecido pelo catolicismo.

Trajetória do Padre Vicente

O padre Vicente Paula Gomes é nascido no dia 17 de setembro de 1963. Ele foi ordenado como diácono no dia 28 de junho de 1991 e como presbítero no dia 24 de abril de 1992.

Em quase 30 anos na Igreja Católica, padre Vicente construiu um legado motivado pelo espírito de respeito e acolhida, como exige uma vida missionária.

Padre Vicente atuou nas paróquias da Vila Adileta e foi na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, na Vila Prudenciana, onde ele mais se destacou e é lembrado por muitos fiéis. Recentemente ele havia sido transferido para Tarumã e já tinha previsão de retornar para Assis, onde assumiria os trabalhos na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, no bairro Bonfim.

Ele também apresentava um programa diário na Rádio Difusora, das 11h às 12h, com grande audiência entre o público católico de Assis e região.

Assista ao vídeo da bênção do padre Vicente ao casal:



Redação AssisCity/ Fotos: Divulgação
+ VEJA TAMBÉM