13 de Agosto de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » LOCAL

Secretário de Obras, Clóvis Marcelino, morre nessa terça-feira

Ele estava internado desde o dia 9 de julho na Santa Casa de Assis

Morreu na noite desta terça-feira, dia 28 de julho, Clóvis Marcelino, secretário Municipal de Planejamento, Obras e Serviços da Prefeitura de Assis.

Ele foi acometido pelo novo Coranavírus e estava internado na Santa Casa de Assis desde o dia 9 de julho. O velório foi realizado no jazigo da família de Clóvis, no Cemitério Morada da Colina, pertencente à Mitra Diocesana, administrado pelo Padre Oldeir, onde está sepultado seu pai.

A Funerária São Vicente liberaria o corpo para sepultamento às 10h, porém houve um certo atraso para realizar o sepultamento em decorrência desse Cemitério não estar preparado para a realização de sepultamentos de vítimas acometidas pelo novo Coronavírus e contarem com apenas um funcionário sendo preciso recorrer ao auxílio do Cemitério Municipal da Saudade.

"Os servidores da Prefeitura, que estavam em ponto facultativo hoje, auxiliaram no sepultamento porque nossos servidores dispõem de todos os paramentos necessários e o Cemitério Morada da Colina tem apenas um funcionário e não dispõe desses paramentos de proteção para atender à essa demanda", diz Fabiano Cavalcante, administrador do Cemitério Municipal da Saudade.

Mesmo com o atraso, não foi realizado velório, apenas alguns familiares aguardavam do lado de fora a preparação do jazigo para que o corpo de Clóvis fosse conduzido para o local onde foi sepultado, e acompanharam o féretro respeitando o protocolo sanitário de até 10 pessoas.

No mesmo horário do sepultamento, uma missa realizada na Catedral de Assis marcou a despedida do Ministro da Eucaristia, também com pouco número de pessoas, conforme determina o protocolo.

Adriano Romagnoli, secretário da Saúde, companheiro na jornada espiritual ao lado de Clóvis considera: "Essa missa foi com as intenções voltadas para o Clóvis. O Evangelho de hoje narrou as atitudes de Marta e Maria, irmãs de Lázaro. Nosso irmão Clóvis tinha as duas características: como Maria, sabia estar aos pés do Mestre, como Marta, se colocava a servir os outros, com atitudes práticas".

O prefeito José Fernandes, o vice Márcio Veterinário, secretários e servidores da Prefeitura lamentam a morte do amigo e grande profissional que sempre foi em toda sua vida e que demonstrou com carinho e muito carisma nesses 3 anos e 7 meses em que participou dessa gestão. Às 21h a bandeira de Assis, em frente a Prefeitura, foi hasteada a meio mastro e o município terá luto oficial de três dias.

Clóvis Marcelino
Clóvis Marcelino


Desde 2016 Clóvis era colunista do Portal AssisCity, e em seu espaço semanal, ele sempre abordava temas sobre a fé e sempre tinha palavras de conforto, carinho e amor. Entre tantos textos publicados, o reconhecimento de uma mãe dentro do seu lar "Dia das Mães e pandemia”, a força dentro de cada um de nós "De onde vem minha força?” e um agradecimento a Deus de como as pessoas são importantes no texto "Você é valioso!”.

"Clóvis Marcelino era colunista do nosso Portal há anos. Sempre deixava uma mensagem de amor, esperança e fé e os nossos leitores gostavam muito; vamos sentir saudade dele e falta de suas palavras de otimismo que sempre nos orientavam a seguir o caminho de Deus", diz Bruna Fernandes, gestora do Portal AssisCity.

Seu último artigo foi publicado no dia 11 de julho, quando já se encontrava hospitalizado. Confira: Jesus no barco!

Aos familiares e amigos nossos sinceros sentimentos.

Atualização: 29 de julho de 2020 - 15h29

Bandeira de Assis a meio mastro
Bandeira de Assis a meio mastro


Redação AssisCity
+ VEJA TAMBÉM