26 de Maio de 2022
20º/30º
Notícias - Local

Segurança acusado de matar contador é condenado a 4 anos e 8 meses de prisão e família se indigna

Segundo João Cruz, irmão de Roberto Donizete, o júri entendeu que o caso não se tratava de homicídio doloso e sim de lesão corporal seguida de morte

Depois de dois anos de espera, na quarta-feira, 1° de dezembro, o segurança Jairo Claudinei Medeiros foi a júri popular para ser julgado pelo assassinato de Roberto Donizete da Cruz, morto em 2019, após tentar separar uma briga.

Em mais de 18 horas de julgamento, às 3h30 da manhã, a família de Roberto recebeu a notícia de que o autor do crime havia sido condenado a 4 anos e 8 meses em regime semiaberto.

"O júri em geral qualificou o crime de homicídio doloso para lesão corporal seguida de morte. Isso é um absurdo, estamos indignados e tristes por isso, a justiça do homem é muito falha", desabafou João.

Leia: Família de contador assassinado pede justiça em júri popular

Divulgação - Roberto Donizete, 53 anos, morto em 2019 - Foto: Divulgação
Roberto Donizete, 53 anos, morto em 2019 - Foto: Divulgação


João ainda ressaltou que na manhã desta quinta-feira, 2 de dezembro, terá uma reunião com o advogado para definir como ficará essa situação e entender se cabe recurso ou não.

"A sensação é de frustação, de incompetência por parte da justiça e de tristeza, muita tristeza. Ele tirou a vida de um homem bom, pai de família, querido por todos, deixou um filho sem recursos financeiros e condena esse cidadão com essa vergonhosa sentença", finalizou.

O caso
Na noite de 10 de fevereiro de 2019, o contador Roberto Donizete foi vítima de uma agressão que ocorreu no Clube da Terceira Idade em uma festa de Flashback.

Durante a briga, Roberto tentou apaziguar a discussão, quando o acusado deu um soco na vítima, que caiu e bateu a cabeça.

Roberto foi socorrido e levado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e logo após foi transferido para um hospital de Marilia onde, no dia 13 de fevereiro, foi constatada a morte cerebral.
Redação AssisCity
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM