27 de Novembro de 2021
20º/30º
Notícias - Local

Tribunal mantém indeferimento de registro de quatro candidatos a vereador em 2020 em Assis

Com o reprocessamento, Legislativo de Assis não sofre alteração

No reprocessamento de votos feito pelo Tribunal Regional Eleitoral, foram mantidos o indeferimento de quatro candidatos a vereador que disputaram as eleições em novembro de 2020 e que recorreram da decisão em 1º grau.

Apesar das especulações de que o reprocessamento dessa quarta-feira, 27, alteraria a composição do legislativo de Assis, nada mudou da decisão em 1º grau.

O chefe da 15° Zona Eleitoral de Assis, Misael Maia, explicou que quando o candidato, Ministério Público ou partido entra com recurso contra a sentença que indeferiu ou deferiu o registro de candidatura, após o julgamento pelo Tribunal, o resultado das eleições precisa ser reprocessado.

"No caso de Assis, tivemos o julgamento dos últimos 4 processos de candidatos que tiveram seus registros indeferidos no 1º grau. Os votos deles, total de 629, não foram considerados para o cálculo do quociente eleitoral na eleição em novembro de 2020", explicou Misael.

No Tribunal, as sentenças foram mantidas e, por isso, os votos continuam sendo desconsiderados no cálculo. "Após o reprocessamento do resultado de quarta-feira nada se alterou, ou seja, foi mantido o mesmo quociente eleitoral e com isso não houve alteração dos vereadores eleitos", completou.

Os candidatos que tiveram os registros indeferidos foram Célio Diniz, Yuri Pimentel, João Vieira e Mauro Acácio Monteiro, por motivos de não preencherem os requisitos legais, tais como filiação partidária, elegibilidade entre outros.

Divulgação - Célio Diniz, Yuri Pimentel, Mauro Acácio Monteiro e João Vieira - Foto: TSE
Célio Diniz, Yuri Pimentel, Mauro Acácio Monteiro e João Vieira - Foto: TSE


A decisão é final e não cabe mais recurso.
Redação AssisCity
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM