20 de Setembro de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » REGIÃO

Coveiros de Tupã relatam que preconceito com a profissão aumentou na pandemia

"Tem gente que fala que não vai nem chegar perto de mim com medo de pegar Covid", relata Rute, que é coveira há 25 anos em Tupã

"Levo na brincadeira porque é minha profissão e tenho que viver dela, não tem jeito", relata o coveiro Nilson Trujillio Ramos, de Tupã, sobre o preconceito que enfrenta devido a sua profissão.

Com a pandemia do novo coronavírus, o preconceito que os coveiros sempre enfrentaram ficou ainda mais intenso. O Tupacity.com conversou com dois dos seis coveiros que atualmente dedicam suas vidas a esta nobre profissão na cidade.

Atualmente, a Prefeitura de Tupã mantém três coveiros no Cemitério da Saudade e três no Cemitério São Pedro.

Mesmo exercendo uma profissão nobre e que possibilita às famílias uma despedida digna de entes queridos, os coveiros relatam sofrer preconceito e descaso da população.

"Às vezes peço para que minha esposa não diga que sou coveiro, mas sim, auxiliar de atividades operacionais", relatou Nilson.

Dona Rute dos Santos Monari é coveira há 25 anos no Cemitério São Pedro. Aos 60 anos, ela relatou ao Tupacity.com que já enfrentou muitos tipos de preconceito ao longo da vida, mas afirmou que atualmente, isso aumentou.

"Estou há 25 anos no cemitério São Pedro. Tem gente que fala que não vai nem chegar perto de mim com medo de pegar Covid", relata Rute, que é aposentada, mas ainda trabalha para complementar sua renda. Ela tem duas filhas.

Ela relata ainda que, por ser mulher, o preconceito é ainda maior. "Eu por exemplo sou mulher, às vezes quando ia fazer um almoço ou vou participar de um churrasco, ouvia as pessoas perguntando quem tinha temperado a carne ou feito a maionese. As pessoas falavam com medo de eu ter feito a comida e às vezes eu dizia que outra pessoa tinha feito", contou. "Acho que as pessoas têm nojo", desabafa Dona Rute.

Para se protegerem do coronavírus, os coveiros também receberam equipamentos de proteção individual e trabalham seguindo todas as recomendações sanitárias em caso de óbitos por coronavírus. Atualmente, Tupã possui apenas um óbito confirmado pela doença e outros dois suspeitos.

Dona Rute contou que ontem (26) houve um enterro por suspeita de covid-19, conforme também divulgado no boletim de casos da prefeitura e pelo Tupacity.com.

"Tenho que proteger minha família e não me esqueço disso. Cheguei e já coloquei as roupas para lavar, higienizei tudo corretamente, para que ninguém seja contaminado. Estamos tomando todos os cuidados", disse.

Confira algumas fotos do trabalho dos coveiros, paramentados em proteção ao coronavírus, enviadas ao Tupacity.com:




Redação Tupacity
+ VEJA TAMBÉM