24 de Junho de 2021
20º/30º
Notícias - Região

Homem confessa ter bombardeado casa de ex-chefe após ser demitido de uma empresa da região

O explosivo usado era Coquetel Molotov e ele foi identificado pela Polícia de Cândido Mota

Nesta terça-feira, 1° de junho, a Polícia Civil de Cândido Mota identificou o suspeito de bombardear uma residência com Coquetel Molotov, no dia 9 de março.

Segundo o delegado Luiz Gustavo de Almeida Scaff, logo após o ocorrido o setor de Investigações Gerais já procurou identificar o autor do atentado e após diligencias, o suspeito foi identificado e confessou a autoria do crime.

"A motivação do atentado foi o fato do suspeito ter sido demitido de uma empresa na região e, revoltado, resolveu se vingar e lançou uma bomba caseira na residência de seu ex-chefe. Por sorte, nenhuma pessoa ficou ferida", informa em nota o delegado.

Divulgação - Suspeito foi reconhecido e confessou o crime - Imagem: Divulgação Polícia Civil de Cândido Mota
Suspeito foi reconhecido e confessou o crime - Imagem: Divulgação Polícia Civil de Cândido Mota


O autor deverá responder pelo crime de explosão, com pena prevista de 3 a 6 anos de reclusão.
Redação AssisCity
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM