10 de Dezembro de 2022
20º/30º
Notícias - Região

Homem salva sogro de engasgamento com pedaço de carne durante churrasco

Genro aplicou manobra de Heimlich após engasgamento durante churrasco de família no Residencial José Primo Grizzo, em Jaú (SP); câmera de segurança filmou ação.

Genro socorre sogro de engasgamento em Jaú — Foto: Arquivo pessoal
Genro socorre sogro de engasgamento em Jaú — Foto: Arquivo pessoal


Um homem de 32 anos salvou seu sogro, de 59 anos, de um engasgamento durante um churrasco em família no Residencial José Primo Grizzo, em Jaú (SP), no último dia 3 de setembro, um sábado de tarde.

Ismael Bento da Silva estava engasgado com um pedaço de carne e foi socorrido com a aplicação da chamada manobra de Heimlich, que consiste em comprimir o estômago da vítima com as mãos se posicionando atrás dela, como se quisesse levantá-la (veja o vídeo acima).

O procedimento deve ser repetido até que o corpo estranho seja expelido para que a epiglote seja desobstruída e a pessoa engasgada possa voltar a respirar normalmente, segundo o Ministério da Saúde.

Ao g1, o genro de Ismael, Marcelo Ribeiro, contou que, por volta das 13h, percebeu que havia algo de diferente com o sogro. "Ele me disse que estava engasgado com um pedaço de carne. Minha mulher já estava ligando para os socorristas, mas eu sabia que não daria tempo", relata.

"Se eu não tomasse alguma medida naquele momento, hoje ele não estaria mais aqui. Graças a Deus, eu consegui fazer a manobra, ele conseguiu colocar o pedaço de carne para fora e deu tudo certo", continuou o genro.

Orientações
No caso de crianças, o Ministério da Saúde recomenda que o adulto socorrista se agache antes de iniciar a manobra.

Já em relação a bebês, o procedimento é diferente. A vítima deve ser colocada de bruços sobre o braço de um adulto, que precisa realizar cinco compressões no meio das costas, entre as escápulas.

Na sequência, o bebê deve ser virado de barriga para cima, ainda sobre o braço do socorrista, e a compressão deve ser feita entre os mamilos. Se ainda não for possível retirar o corpo estranho da boca da criança, o procedimento deve ser reiniciado.
G1
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM