07 de Outubro de 2022
20º/30º
Notícias - Região

Mulher de 24 anos morre em acidente de moto na SP-294 em Marília

Mireli Caroline tinha 24 anos. A polícia apurou que provavelmente Mireli conduzia a moto pelo acostamento quando invadiu a marca de canalização e se chocou contra a traseira do Fiat Uno parado.

Uma mulher de 24 anos, identificada como Mireli Caroline dos Santos, morreu na noite deste domingo (11) em um acidente na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), em Marília.

Segundo informações registradas no boletim de ocorrência, às 23h20 a Polícia Militar Rodoviária (PMR) foi acionada no quilômetro 458, próximo ao Jardim Polyana.

No local, a polícia encontrou a vítima caída na marca de canalização da rodovia. O óbito foi constatado pelo médico do Samu.

A moto, uma Honda CG 160, também estava na marca de canalização da rodovia, caída e destruída. Estacionados logo a frente estavam um Fiat Uno e um Ford Fiesta, ambos com as traseiras danificadas.

Acidente aconteceu na noite deste domingo (Foto: Divulgação)
Acidente aconteceu na noite deste domingo (Foto: Divulgação)


Um homem de 45 anos contou que momentos antes parou seu Ford Fiesta na marca de canalização e logo atrás, seu irmão, de 36 anos, estacionou o Fiat Uno para se despedirem.

Os irmãos perceberam que a motocicleta, que seguia pela rodovia, sentido Marília a Padre Nobrega, se chocou contra a traseira do Uno, que foi arremessado contra a traseira do Fiesta.

A condutora da moto caiu ao solo e morreu em decorrência dos ferimentos. Uma testemunha contou aos policiais que transitava com seu veículo pela rodovia quando observou uma moto que seguia pelo acostamento e, em seguida, mais a frente, se deparou com o acidente.

Mireli tinha 24 anos (Foto: Arquivo Pessoal)
Mireli tinha 24 anos (Foto: Arquivo Pessoal)


A polícia apurou que provavelmente Mireli conduzia a moto pelo acostamento quando invadiu a marca de canalização e se chocou contra a traseira do Fiat Uno parado.

Os motoristas dos dois automóveis envolvidos sofreram ferimentos leves pelo corpo e recusaram atendimento médico. Eles foram submetidos ao teste do bafômetro que não acusou a presença de álcool.

A perícia esteve no local e o caso foi registrado como homicídio culposo na direção de veículo automotor. Também houve requisição de exame necroscópico e de dosagem alcoólica para a vítima.
Marília Notícia
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM