28 de Outubro de 2021
20º/30º
Notícias - Região

Número de habitantes cai em quatro cidades da região

Levantamento feito pelo Portal Assiscity mostra que quatro das 18 cidades da microrregião de Assis tiveram decréscimo populacional em 2021 em relação ao censo de 2010. Cruzália, Echaporã, Florínea e Lutécia perderam, juntas, 834 habitantes, como mostra o quadro abaixo.



A estimativa populacional do País, Estados e municípios foi divulgada na sexta-feira, 27 de agosto, pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). No mesmo período, Assis passou de 95.144 habitantes para 105.768 habitantes, crescimento de 11,1%.

Apesar da queda, o prefeito de Florínea, Paulo Eduardo Pinto, lembra que os números do IBGE são estimativa e que o município deve apresentar crescimento no Censo que será realizado ano que vem porque a cidade terá somado aos seus habitantes a população carcerária. "Na verdade o município de Florínea vai aumentar a população, tendo em vista que serão acrescentados os 1.600 detentos", disse. A penitenciária de Florínea foi inaugurada em março de 2016. Foi construída para abrigar 847 presos, mas está superlotada e abriga, atualmente, 1.416 presos.

Os prefeitos de Echaporã, Cruzália e Lutécia foram convidados a se manifestar sobre o decrescimento populacional, mas não enviaram nenhum comentário ao AssisCity.

A cidade da região que apresentou maior alta no número de habitantes foi Tarumã. O Censo de 2010 apontou a cidade com 12.885 habitantes. Na estimativa populacional 2021, o total de moradores fixos na cidade subiu para 15.361 pessoas, alta de 19,2%. A segunda cidade que mais cresceu foi Platina, que teve aumento populacional de 12,9% no período analisado, seguida de Paraguaçu Paulista, que verificou alta de 9,2% no mesmo intervalo. Veja no quadro abaixo a evolução populacional dos municípios da região.



O prefeito de Tarumã, Oscar Gozzi, lembra que o crescimento populacional da cidade sempre foi acima da média, desde que deixou de ser distrito de Assis, em 1993. "Nós duplicamos a população de Tarumã. Nosso crescimento ao longo desse tempo foi sempre acima da média. Nós reputamos isso a oportunidade que Tarumã criou, no seu desenvolvimento, oportunidades de trabalho, incentivos para instalação de empresas, mas, principalmente porque Tarumã focou a gestão na qualidade do serviço público", disse. "Se formos analisar com mais cuidado, nós vamos verificar que muitas famílias moradoras daqui convidam seus parentes para mudar pra cá", explica o prefeito.

Apesar de ter ganhado 34 novos moradores desde 2010, Borá, que fica na divisa dos municípios de Lutécia e Paraguaçu Paulista, mantém o posto de menor município em número de habitantes do Estado de São Paulo. A cidade é também uma das menores do País.
Redação AssisCity
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM