Buscar no site

Quatro homens são condenados pelo assassinato de empresário assisense

José Vitor Bellucci, de 59 anos, foi morto por estrangulamento em 2006

Redação AssisCity

  • 14/09/23
  • 14:00
  • Atualizado há 1 semana

Quatro homens foram condenados pelo assassinato do empresário assisense José Vitor Bellucci, de 59 anos, nesta quinta-feira, dia 14 de setembro. O crime aconteceu em 2 de dezembro de 2006, dentro da imobiliária do empresário, na Rua Fadlo Jabur, 159, em Assis.

De acordo com as investigações, no dia do assassinato Bellucci e um funcionário foram rendidos por dois homens armados, que os amarraram. Durante os acontecimentos, o empresário foi estrangulado pelos invasores. Os criminosos roubaram dinheiro e cheques do escritório, além de um celular, que foi usado para rastreá-los.

Após a fuga dos indivíduos, uma pessoa chegou no escritório e desamarrou as vítimas e acionou a polícia. Bellucci ainda foi socorrido e levado ao Pronto Socorro Municipal, mas não resistiu e acabou morrendo. A causa da morte foi determinada como estrangulamento/asfixia.

Depois das diligências realizadas pela Polícia Civil, quatro pessoas foram indiciadas pela morte do empresário. Os acusados foram Antônio Aparecido Gomes, como mandante do crime; Ronaldo Pedro da Cruz, como executor; Rodrigo Dias da Silva, que ajudou a planejar o crime; e Marcos Adriano Braga da Silva, que também ajudou a planejar o crime. A motivação do crime teria sido uma divergência no pagamento de um empréstimo realizado entre a vítima e o mandante do crime.

Marcado pela ausência de Antônio Aparecido Gomes, o julgamento durou quase 18 horas e terminou na madrugada desta quinta-feira, dia 14 de setembro. Rodrigo Dias da Silva participou da sessão por videoconferência após alegar que seu carro apresentou um problema mecâncio a caminho de Assis. Ronaldo Pedro da Cruz, apontado como executor do crime, detalhou em seu depoimento detalhes da morte do empresário e precisou de atendimento médico, sendo socorrido pelo SAMU que foi acionado pelo Fórum de Assis por volta da 1h da manhã.

Um a um, os acusados foram ouvidos pelo júri, que foi formado por cinco mulheres e dois homens. Gomes, Cruz e Silva foram condenados a penas de prisão em regime fechado, de 21, 20 e 23 anos, respectivamente. Braga da Silva foi condenado a 5 anos de prisão em regime semiaberto.

Os advogados de defesa dos réus tentaram reduzir as penas, solicitando aos jurados o afastamento de qualificadoras ou até mesmo a absolvição de seus clientes. No entanto, após análise das evidências e dos depoimentos das testemunhas, foi proferida a sentença que condenou os quatro réus. A prisão de Gomes e Silva, que estavam soltos desde o crime, cabe agora à polícia.

O Portal AssisCity entrou em contato com a família de José Victor Bellucci, que preferiu não se pronunciar a respeito das condenações.

Receba nossas notícias em primeira mão!

Veja também
Ver todas as notícias
Colunistas Blog Podcast
Ver todos os artigos