08 de Fevereiro de 2023
20º/30º
Notícias - Região

Rodrigo Agostinho aceita convite de Marina Silva para assumir o Ibama

De acordo com a assessoria do político, que foi prefeito de Bauru (SP), ele irá esperar o fim do mandato como deputado para oficializar a decisão. Atual legislatura chega ao fim no dia 31 de janeiro de 2023.

O atual deputado federal Rodrigo Agostinho (PSB) foi convidado formalmente pela ministra do Meio Ambiente, Marina Silva (Rede), para assumir a presidência do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturas Renováveis (Ibama). A informação foi confirmada ao g1 pela assessoria do deputado, que já era cotado para o cargo.

De acordo com a assessoria de Rodrigo Agostinho, que foi prefeito de Bauru (SP) por dois mandatos, o parlamentar decidiu aceitar o convite, no entanto, irá esperar o fim do seu mandato como deputado para oficializar a decisão. A atual legislatura dele chega ao fim no dia 31 de janeiro de 2023. A partir de 1º de fevereiro, os deputados eleitos na última eleição serão empossados.

O g1 também pediu um posicionamento para o Ibama sobre o convite de Marina, mas não recebeu retorno até a publicação desta reportagem.

Divulgação - Ministra do Meio Ambiente, Marina Silva (Rede), com o novo presidente do Ibama, Rodrigo Agostinho (PSB), na COP 27 — Foto: Arquivo pessoal
Ministra do Meio Ambiente, Marina Silva (Rede), com o novo presidente do Ibama, Rodrigo Agostinho (PSB), na COP 27 — Foto: Arquivo pessoal


Durante o mandato como parlamentar, Rodrigo, que se apresenta como ambientalista e advogado, foi presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara dos Deputados e coordenador da Frente Parlamentar Ambientalista do Congresso Nacional.

Em novembro, ele participou da Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2022 (COP 27), representando a Câmara dos Deputados, e chegou a publicar uma foto nas redes sociais em companhia da recém-empossada ministra do Meio Ambiente, Marina Silva.

"Com a principal liderança ambiental brasileira na #COP27, minha amiga e deputada @MarinaSilva e @txaisurui, referência na luta dos povos originários. Agenda intensa e produtiva. A postura do novo governo é prova de que o Brasil retornou de vez ao cenário climático global", legendou o então parlamentar.

Seu último post no Twitter, em 29 de dezembro de 2022, também diz respeito a Marina. "Parabéns para minha amiga e deputada federal @MarinaSilva que vai comandar o Ministério do Meio Ambiente. Nome acertado, indicação mais do que merecida! É o Brasil mostrando ao mundo que o meio ambiente volta a ser prioridade. Sucesso no novo desafio!", postou.

Ainda em novembro, após a COP 27, no dia 22, o ex-prefeito de Bauru celebrou em seu perfil do microblog a nomeação como membro da equipe de transição do Governo Federal na área ambiental.

Na ocasião, Rodrigo informou ter conversado com o vice-presidente, seu correligionário Geraldo Alckmin (PSB), que tomou posse como ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços. Rodrigo inclusive acompanhou a cerimônia de posse ministerial do ex-governador paulista.

"Conversei com o vice-presidente eleito @geraldoalckmin sobre as principais contribuições que podemos dar ao futuro governo após o trágico desmonte ambiental. Temos muito trabalho pela frente", declarou Rodrigo.

História
Rodrigo Antônio de Agostinho Mendonça é natural de Cafelândia (SP), onde nasceu no dia 12 de dezembro de 1977.

"Com 14 anos, sua paixão já era a natureza. Quando descobriu que aconteceria a maior conferência da ONU de Meio Ambiente no Rio de Janeiro, a Rio 92, decidiu participar dessa história. Então, foi junto com a sua tia para a cidade maravilhosa viver essa experiência", diz seu site oficial.Seu último post no Twitter, em 29 de dezembro de 2022, também diz respeito a Marina. "Parabéns para minha amiga e deputada federal @MarinaSilva que vai comandar o Ministério do Meio Ambiente. Nome acertado, indicação mais do que merecida! É o Brasil mostrando ao mundo que o meio ambiente volta a ser prioridade. Sucesso no novo desafio!", postou.

Ainda em novembro, após a COP 27, no dia 22, o ex-prefeito de Bauru celebrou em seu perfil do microblog a nomeação como membro da equipe de transição do Governo Federal na área ambiental.

Na ocasião, Rodrigo informou ter conversado com o vice-presidente, seu correligionário Geraldo Alckmin (PSB), que tomou posse como ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços. Rodrigo inclusive acompanhou a cerimônia de posse ministerial do ex-governador paulista.

"Conversei com o vice-presidente eleito @geraldoalckmin sobre as principais contribuições que podemos dar ao futuro governo após o trágico desmonte ambiental. Temos muito trabalho pela frente", declarou Rodrigo.
G1 - Bauru e Marília
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM