23 de Setembro de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » REGIÃO

Tempestade de areia atinge Assis, Cândido Mota e deixa estragos em Palmital

A frente fria que está no Paraná provocou ventos fortes diversas cidades da região

Na tarde desta quinta-feira, 13 de agosto, registros foram feitos de uma densa nuvem de poeira que deixou as ruas de municípios de Assis, Palmital e Cândido Mota, sem visibilidade.

De acordo com o Instituto de Pesquisas Meteorológicas (IPMet), da Unesp de Bauru, o motivo causador do fenômeno é uma frente fria que está se deslocando sobre o Paraná e que provoca reflexos na região, especialmente com ventos fortes. O IPMet não informou a velocidade dos ventos.

Divulgação - A nuvem de poeira também pôde ser vista, em alguns casos a grandes distâncias
A nuvem de poeira também pôde ser vista, em alguns casos a grandes distâncias


Em Assis o vento começou por volta das 13h00 acompanhado de pancadas de chuvas, registros foram feitos em diversas partes da cidade, mostrando a poeira trazida com o vento.



Mais poeira

Uma das cidades atingidas foi Palmital, por sua proximidade com a divisa do Paraná. Além da ventania com poeira, a cidade registrou chuva. Uma torre de uma empresa de telefonia caiu sobre uma casa, mas ninguém se feriu.



Nas outras cidades da região, a nuvem de poeira também pôde ser vista, em alguns casos a grandes distâncias. Motoristas que estavam na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), perto de Marília, registraram a grande nuvem que podia ser vista no horizonte.

Segundo o IPMet, por volta das 16h a intensidade dos ventos começou a diminuir e a área de instabilidade seguiu em direção às regiões de Sorocaba e de Itapetininga.

G1
+ VEJA TAMBÉM