08 de Fevereiro de 2023
20º/30º
Notícias - Saúde

Médica assisense explica os benefícios do tratamento de Alzheimer com Cannabis Medicinal

Isadora Paião é prescritora do medicamento e aponta benefícios para a saúde do idoso

O Alzheimer é uma das doenças que mais acomete idosos no Brasil, são cerca de 1,2 milhões de brasileiros afetados e além de que 100 mil novos casos são diagnosticados por anos, segundo Ministério da Saúde.

Com isso, medicamentos à base de Cannabis Medicinal ganham força, já que podem ajudar a melhorar os sintomas da patologia. A médica especialista em geriatria e Saúde do Idoso, Isadora Alckmin Paião, apontou alguns dos benefícios da medicação.

Os canabinoides agem no sistema endocanabinoide, responsável pela sinalização celular por meio de transmissores dentro do corpo.

"Eu acredito que o efeito principal da medicação é no controle da ansiedade, pois ela age reduzindo sintomas de apatia e comportamentos repetitivos, além de auxiliar no sono e outros aspectos ligados à qualidade de vida", apontou.

divulgação - Isadora Alckmin Paião, médica geriatrica e Saúde do Idoso - Foto: Divulgação
Isadora Alckmin Paião, médica geriatrica e Saúde do Idoso - Foto: Divulgação


Um aspecto ressaltado pela médica é ligado a alimentação, segundo Isadora, idosos com Alzheimer encontram muita dificuldade em se alimentar. "A família, ou os cuidadores desses idosos sofrem demais tentando alimentá-los e eles não aceitam, e o tratamento com o cannabidiol abre o apetite", destacou.

Além disso a médica ressaltou que apesar de saber que não existe cura para as demências, os sintomas comportamentais comprometem significativamente a qualidade de vida.

"Isso vale tanto para os pacientes como para os familiares, sintomas como agitação no pôr-do-sol, pedidos para voltar para a casa, agressividade, resistência para tomar banho, recusa alimentar, são queixas frequentes e muito aflitivas para quem convive com esses pacientes", pontuou.

Prescrição de medicamentos à base de cannabidiol

Segundo a médica, existem duas frações principais do medicamento, que é o cannabidiol e a fração THC.

"A THC é mais usada no controle de dores crônicas, e o cannbidiol no controle de sintomas comportamentais. Então no meu caso eu prescrevo o cannabidiol da marca Prati-Donaduzzi, que tem na farmácia, o importado e o que é feito de forma artesanal, na Associação Maria Flor, de Marília", explicou.

Associação Maria Flor

Criadas por mulheres, a Maria Flor alia ciência, medicina e sustentabilidade ao toque feminino oferecendo bem-estar e acolhimento a pessoas com diferentes anseios, necessidades e aspirações.

Em 2020, a Maria Flor formalizou seu compromisso com a causa de cannabis medicinal na forma de associação, disseminando informações e principalmente dando acesso a todos. Com isso, sua atuação se expandiu, compreendendo o suporte e atendimento à milhares de pessoas com diferentes patologias, como síndromes convulsivas, Parkison, Alzheimer, dores crônicas, fibromialgia, ansiedade, depressão, autismo. TDAH, câncer, HIV, entre outros.
Redação AssisCity
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM