08 de Fevereiro de 2023
20º/30º
Notícias - Saúde

Saúde de Assis alerta para risco do aumento de casos de dengue no verão

O Departamento de Controle de Endemias, está intensificando as ações de combate ao vetor

Com o início do mês de janeiro também chega a temporada de chuvas, o que gera preocupação para a Secretaria Municipal da Saúde, pois a falta de cuidado com água parada pode acarretar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue.

Visando controlar os casos na cidade, o Departamento de Controle de Endemias, está intensificando as ações de combate ao vetor, e reforça para que os moradores colaborem com os agentes de endemias durante as visitas às residências.

"Nesse início de mês estão sendo intensificados os trabalhos casa a casa, além da realização da Avaliação Densidade Larvária (ADL) que mostra a infestação de larvas no município, auxiliando na coleta de dados e programar as atividades a serem realizadas", explica Rodrigo Caetano, coordenador da Vigilância Epidemiológica.

A secretária Municipal da Saúde, Cristiani Silvério ressalta que os moradores devem colaborar e manter os quintais sempre limpos, eliminando todo e qualquer recipiente que possa acumular água parada, inclusive com a verificação de calhas, caixas d'água, vasos e pratos de plantas.

"A melhor forma de combater a dengue é acabando com os locais onde o mosquito transmissor se prolifera. Cada fêmea pode colocar até uma centena de ovos. Em um ambiente ideal, esses ovos podem ficar até um ano e meio na natureza antes de eclodirem. O ciclo de vida do mosquito dura em torno de 45, 50 dias, não muito mais do que isso. Ao longo desse período, a fêmea pode depositar centenas de ovos, em diversos lugares", frisa Cristiani.

Dengue
Infecção: além do Aedes aegypti, o mosquito Aedes albopictus (mosquito tigre - asiático) também pode transmitir dengue. Para passar o vírus, o inseto precisa ter picado alguém infectado. Não há transmissão pelo contato direto com um doente ou suas secreções, nem por meio de fontes de água ou alimento.

Sintomas: febre alta, dores no corpo e náuseas; manchas vermelhas pelo corpo, sangramento pelo nariz ou gengivas, dores abdominais e vômitos podem indicar dengue hemorrágica, que requer internação imediata.
Assessoria PMA
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM