29 de Setembro de 2022
20º/30º
Notícias - Saúde

Sequelas da Covid atingem até 65% dos brasileiros, mostra estudo

Pesquisa foi feita por pesquisadores da Ufpel em parceria com a organização de saúde pública internacional Vital Strategies. Os resultados são baseados em um levantamento telefônico no país com 9 mil pessoas.

Mulher usando máscara de proteção facial passa diante de um cartaz com alerta sobre o coronavírus na região central de São Paulo. — Foto: NELSON ANTOINE/ESTADÃO CONTEÚDO
Mulher usando máscara de proteção facial passa diante de um cartaz com alerta sobre o coronavírus na região central de São Paulo. — Foto: NELSON ANTOINE/ESTADÃO CONTEÚDO


Cerca de 65% dos brasileiros infectados pelo SARS-CoV-2 (o vírus causador da Covid-19) apresentam pelo menos uma sequela, como a perda de olfato ou paladar.

É o que aponta um estudo realizado por pesquisadores da Ufpel (Universidade Federal de Pelotas) em parceria com a Abrasco (Associação Brasileira de Saúde Coletiva) e a organização de saúde pública internacional Vital Strategies.

Os resultados são baseados em dados de registros telefônicos com 9 mil entrevistados no país. Divulgada em abril, a pesquisa foi batizada de Covitel (Inquérito Telefônico de Fatores de Risco para Doenças Crônicas não Transmissíveis em Tempos de Pandemia).

Os principais sintomas registrados no levantamento foram:

- Perda de olfato e/ou paladar (30,4%)
- Problemas musculares (25,5%)
- Fadiga e/ou cansaço (23,6%)
- Perda de memória (21,1%)
- Perda de cabelo (19,3%)
- Falta de ar (18,6%)
- Sono (14,5%)

Ainda segundo a pesquisa, 4,8% dos entrevistados não tomaram a vacina contra a Covid-19 - quase 30% dos não vacinados disseram que não foram imunizados por não acreditarem na eficiência da vacina.
G1
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM